fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

PRODUÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE FILMES COMESTÍVEIS À BASE DE ALGINATO E PECTINA.

SILVA, G. D. da; LOCATELLI, G. O.; FINKLER, L.; FINKLER, C. L. L.;

Artigo:

Embalagens comestíveis utilizando matérias-primas renováveis e tecnologias capazes de minimizar os danos ao meio ambiente vêm despertando grande interesse nas últimas décadas. Esses filmes, além de conferirem proteção mecânica e prevenirem a deterioração, possibilitam a agregação de fatores sensoriais e nutricionais aos alimentos. Nesse contexto, estão inseridos os filmes produzidos à base de alginato e pectina. Esses hidrocolóides são reconhecidos como seguros pela FoodandDrugAdministration (FDA) e largamente usados na indústria de alimentos devido às suas propriedades espessantes e geleificantes, destacando-se pelas suas propriedades de barreira à O2, CO2 e etileno. Diante disto, objetivou-se desenvolver filmes comestíveis à base de alginato e pectina para posterior agregação de micro-organismos probióticos. Para isto foi realizado um planejamento fatorial completo 2

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-1451-19226-152642

Referências bibliográficas
  • [1] ANDRADE, S.A.C.; GUERRA, T.M.B.; RIBEIRO, M.A.; GUERRA, N.B. Emprego derevestimentos comestíveis de alginato e pectina de baixa metoxilação em alimentos: Revisão. B. CEEPA, v.26, n.1, p.41-50, 2008.
  • [2] ANVISA. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. IX-Lista de Alegações de Propriedade Funcional Aprovadas. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, julho de 2008.
  • [3] BIERHALZ, A.C.K. Confecção e caracterização de biofilmes ativos à base de pectina BTM e de pectina BTM / alginato reticulados com cálcio. Dissertação de Mestrado, Engenharia Química – UNICAMP, Campinas – SP, 2010.
  • [4] BURITI, F.C.A.; SAAD, S.M.I.; Bactérias do grupo Lactobacillus casei: caracterização, viabilidade como probióticos em alimentos e sua importância para a saúde humana.Archivos Latinoamericanos de Nutricion,v.57, n.4, 2007.
  • [5] INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Métodos Químicos e Físicos para análise de alimentos. Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz, 3 ed., v.1, São Paulo: IMESP, 1985, 288p. IRISSIN-MANGATA, J.; BAUDUIN, G.; BOUTEVIN, B.; GONTARD, N. New plasticizers for wheat gluten films. European Polymer Journal, v.37, p.1533-1541, 2001.
  • [6] PAVLATH, A.E., ROBERTSON, G. H. Biodegradable polymers vs. recycling: what are the possibilities. Critical Reviews in analytical Chemistry, v.29, p.231-241, 1999.
  • [7] SILVA, M.A.; BIERHALZ, C.A.K.; KIECKBUSCH, T.G. Alginate and pectin composite films crosslinked with Ca2+ ions: Effect of the plasticizer concentration. Carboh.Polym., v.77, p.736-742, 2009.
  • [8] TABOADA, O.M; CARVALHO, R.A.; SOBRAL, P.J. Análise dinâmico-mecânica: aplicações em filmes comestíveis. Quím. Nov., v.31, n.2, p.384-393, 200
  • [9] TAPIA, M.S.; ROJAS-GRAÜ, M.A.; RODRÍGUEZ, F.J.; RAMÍREZ, J.; CARMONA, A.; MARTIN-BELLOSO, O. Alginate and Gellan Based Edible Films for Probiotic Coatings on Fresh-Cut Fruits. Journal of Food Science, v.72, n.4, p.190-196, 2007.
  • [10] XU, J.B.; BARTLEY, J.P.; JOHNSON, R.A. Preparation and characterization of alginatecarrageenan hydrogel films crosslinked using a water-soluble carbodiimide (WSC). J. of Memb. Scien.,v.28, n.2, p.131-146, 2003.
  • [11] YANG L.; PAULSON A.T. Mechanical and water vapor barrier properties of edible gellan films. Food Res Intl., v.33, p.563-70, 2000.
  • [12] ZACTITI, E.M.; KIECKBUSCH, T.G. Processo de produção de filmes plásticos ativos biodegradáveis de alginato de cálcio de baixa solubilidade. Pedido de Privilégio de Patente. INPI, Prot. 01850064015 - 12/2005.
Como citar:

SILVA, G. D. da; LOCATELLI, G. O.; FINKLER, L.; FINKLER, C. L. L.; "PRODUÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE FILMES COMESTÍVEIS À BASE DE ALGINATO E PECTINA.", p. 4658-4665 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-1451-19226-152642

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações