fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

ESTABILIDADE SENSORIAL DE BATATA INGLESA MINIMAMENTE PROCESSADA: EFEITO DE ADITIVOS

ALVES, P. C.; BÖHMER, B. W.; CUNHA, C. C. da; SCHEIK, L. K.; SILVA, J. D. F. da; GOUVEIA, H. L.; BORGES, C. D.; GULARTE, M. A.; MENDONÇA, C. R. B.;

Artigo:

Objetivou-se avaliar o efeito de aditivos na estabilidade de batata inglesa minimamente processada por meio de avaliações sensoriais. As batatas foram processadas e tratadas com ácido cítrico 1 %, ácido ascórbico 1 %, bissulfito de sódio 0,01 % e sorbato de sódio 0,05 %. Preparou-se também um controle sem aditivos. As avaliações de integridade, cor, firmeza, aroma e sabor nas amostras cozidas foram realizadas após 1, 4 e 7 dias de armazenamento refrigerado, por 15 julgadores, utilizando escala não estruturada de 9 cm. Estatisticamente não se observaram alterações nos atributos avaliados em qualquer dos tratamentos ao longo do tempo. Comparando-se os tratamentos no mesmo período, verificou-se que o ácido cítrico produziu melhores resultados em relação a cor, seguido do ácido ascórbico, já o controle foi o que mais escureceu. O tratamento com bissulfito foi o que mostrou maior firmeza, e com ácido ascórbico melhor aroma e sabor, nestes atributos, novamente, o controle foi pior. Constatou-se que as batatas minimamente processadas, quando avaliadas após cozimento, mostram manutenção das características sensoriais ao longo do período de 7 dias de armazenamento, e que o uso de aditivos é benéfico às características do produto, destacando-se os tratamentos com os ácidos cítrico

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0042-27377-154334

Referências bibliográficas
  • [1] ARAÚJO, J. M. A. de. Química de alimentos: teoria e prática. 3. ed. Viçosa: Ed. da UFV, 2003.
  • [2] 475p. BANDINELLI, M. G. Micropropagação e miniestaquia na propagação de batata. 2009. 59f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Santa Maria – UFSM, Santa Maria, 2010.
  • [3] CHITARRA, M. I. F. Alimentos minimamente processados. Lavras: Universidade Federal de Lavras, 2001. 93p. GULARTE, M. Manual de análise sensorial. Pelotas: Ed. da Universidade Federal de Pelotas, 2009.
  • [4] INTERNATIONAL FRESH CUT PRODUCE ASSOCIATION. Fresh-cut produce handling guidelines. 3. ed. Newark: Produce Marketing, 1999. 39p. PASTORINI, L. H.; BACARIN, M. A.; TREVIZOL, F. C.; BERVALD, C. M. P.; FERNANDES, H. S. Produção e teor de carboidratos não estruturais em tubérculos de batata obtidos em duas épocas de plantio. Hort. Bras.. v. 21, n. 4, p. 660-665, 2003.
  • [5] ROCHA, A. M. C. N.; COULON, E. C.; MORAIS, A. M. M. B. Effects of vacuum packaging on the physical quality of minimally processed potatoes. Food Serv. Technol., v. 3, p. 81-88, 2003.
  • [6] SAS Institute. SAS/GRAPH Software: Reference, Version 8. Cary: SAS Institute Inc, 2002. 2 v. TEIXEIRA, G. H. A. Carambola (Averrhoa carambola L.): Um estudo de caso para o processamento mínimo. In: Encontro nacional sobre processamento mínimo de frutas e hortaliças, 3., 2004,Viçosa. Palestras...Viçosa: UFV, 2004.
Como citar:

ALVES, P. C.; BÖHMER, B. W.; CUNHA, C. C. da; SCHEIK, L. K.; SILVA, J. D. F. da; GOUVEIA, H. L.; BORGES, C. D.; GULARTE, M. A.; MENDONÇA, C. R. B.; "ESTABILIDADE SENSORIAL DE BATATA INGLESA MINIMAMENTE PROCESSADA: EFEITO DE ADITIVOS", p. 2994-2998 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0042-27377-154334

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações