fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

DESENVOLVIMENTO DE BEBIDA ALCOÓLICA FERMENTADA OBTIDA A PARTIR DE RESÍDUOS AGROINDUSTRIAIS

PINTO, L. I. F.; ARAÚJO, M. M. N.; AMARAL, N. M.; MELO, S. C. P.; ZAMBELLI, R. A.; PONTES, D. F.;

Artigo:

Este trabalho teve como objetivo o desenvolvimento de bebida alcoólica fermentada a partir de resíduos agroindustriais e avaliar suas características físico-químicas. O resíduo de ameixa foi pasteurizado, tendo o seu teor de Sólidos Solúveis Totais corrigido com adição de sacarose e preparado o pé-de-cuba, logo após seguiu-se as etapas de filtração, fermentação, trasfega, envase, maturação, que ocorreu durante 15 dias à temperatura em torno de 10 °C para sedimentação das células de levedura; e armazenamento. O fermentado foi submetido às análises de acidez total, acidez fixa, volátil, densidade, pH, teor alcoólico, extrato seco, minerais, açucares totais e redutores. Os valores encontrados foram: 46,10 ± 0,23 meq/L, 35,55 ± 0,44 meq/L, 10,54 ± 0,12 meq/L, 0,9921, 3,55, 5,5% (v/v), 20,1 g/L, 0,12%, 4,44 g/100g e 1,36 g/100g, respectivamente. Pelo teor de açucares, o produto apresentou um caráter seco e apto para o consumo, além de ser uma nova forma de apresentação para o resíduo.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0795-23768-145007

Referências bibliográficas
  • [1] AMERINE, M. A.; OUGH, C. S. Analisis de vinos y mostos. Zaragoza: Acribia, 1976 ANDRADE, J. S.; PANTOJA, L.; MAEDA, R. N. Melhoria do rendimento e do processo de obtenção da bebida alcoólica de pupunha (Bactris gasipaes Kunth). Ciência e Tecnologia de Alimentos, v. 23, p. 34-38, 2003 BADOTTI, F.; DARIO, M. G.; ALVES-Jr, S. L.; CORDIOLI, M.; MILETTI, L. C.; ARAUJO, P. S.; STAMBUK, B. U. Switching the mode of sucrose utilization by Saccharomyces cerevisiae. Micr. Cell Fact, v. 7, n. 4, 2008.
  • [2] BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Portaria N° 34, de 29 de Novembro de 201 Decreto nº 6.871, de 04 de junho de 2009. Regulamenta os padrões de identidade e qualidade para bebidas alcoólicas fermentadas: fermentado de fruta, hidromel, fermentado de cana, fermentado de fruta licoroso, fermentado de fruta composto e saquê. Diário Oficial da União. 201
  • [3] DAMIANI, C. I.; BOAS, E. V. de B. V.; SOARES JUNIOR, M. S. et al. Análise física, sensorial e microbiológica de geléias de manga formuladas com diferentes níveis de cascas em substituição à polpa. Ciênc. Rural, v.38, n.5, p.1418-1423, 2008 DE MARCHI, R. Bebida de maracujá natural “light” pronta para beber: formulação, produção e estudo de vida-de-prateleira. Campinas, Faculdade de Engenharia de Alimentos da Universidade Estadual de Campinas. 2006. 206 f. (Tese, Doutorado em Alimentos e Nutrição) DIAS, D. R.; SCHAWN, R. F.; LIMA, L. C. O. Metodologia para elaboração de fermentado de cajá (Spondias mombin L.). Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v. 23 n. 3, p. 342, set./dez. 200
  • [4] FILHO, V. E. M., et al. Produção, processamento e análise bromatológica do vinho obtido de caju (Anacardium occidentale L.) Cad. de Pesq., v. 13, n 1, p. 46-59, 2002.
  • [5] FONTAN, R. C. I. Cinética Da Fermentação Alcoólica Na Elaboração De Vinho de Melancia. CEPPA , v. 29, n. 2, p. 203-210, jul./dez. 2011 Área temática: Engenharia e Tecnologia de Alimentos 6INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Normas analíticas do IAL: Métodos químicos e físicos para análise de Alimentos. 3. ed: São Paulo, 2008.
  • [6] MENDES, J. C. Vinho de laranja (Citrus sinensis): produção, processamento e controle de qualidade (organoléptico e bromatológico). Cad. de Pesq., v. 12, n. 1/2, p. 132-149, jan/dez. 2001.
  • [7] OLIVEIRA, A. S.; SANTOS, D. C.; OLIVEIRA, E. N. A.; SILVA, F. L. H.; FLORENTINO, E. R. Produção de fermentado alcoólico do fruto de mandacaru sem espinhos (Cereus jamacaru). Rev. Bras. Prod. Agroind., v. 13 p 271-277, 2011.
  • [8] OLIVEIRA, L. A.; LORDELO, F. S.; TAVARES, J. T. Q.; CAZETTA, M. L. Elaboração de bebida fermentada utilizando calda residual da desidratação osmótica de abacaxi. Rev. Bras. Tecnol. Agroind., v 06, p. 702–712, 2012.
  • [9] RODRIGUES, M. L.; ANDRIETIA, M. G. S. Controle da fermentação alcoólica através de testes microbiológicos e bioquímicos. Faculdade de Engenharia de Alimentos/UNICAMP, 1995. 54p. SANTANA, M. de F. S. de; SILVA, I. C. Elaboração de Biscoitos com Resíduo da Extração de Suco de Caju. Belém: EMBRAPA, 2008 UCHÔA, A. M. A. Adição de pós alimentícios obtidos de resíduos de frutas tropicais na formulação de biscoitos. 2007. 89f. Dissertação (Mestrado em Tecnologia de Alimentos) - Universidade Federal do Ceará - UFC, Fortaleza, 2007.
  • [10] VOGT, E. La fabricacion de vinos. Zaragoza: Acribia, 1972
Como citar:

PINTO, L. I. F.; ARAÚJO, M. M. N.; AMARAL, N. M.; MELO, S. C. P.; ZAMBELLI, R. A.; PONTES, D. F.; "DESENVOLVIMENTO DE BEBIDA ALCOÓLICA FERMENTADA OBTIDA A PARTIR DE RESÍDUOS AGROINDUSTRIAIS", p. 3984-3990 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0795-23768-145007

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações