Abstract - Open Access.

Idioma principal

Alterações Morfológicas de Bactérias Contaminantes de Hortaliças Minimamente Processadas em Inóculo Misto Induzidas por Carvacrol e 1,8-Cineol Isolados e em Combinação

Alterações Morfológicas de Bactérias Contaminantes de Hortaliças Minimamente Processadas em Inóculo Misto Induzidas por Carvacrol e 1,8-Cineol Isolados e em Combinação

Oliveira, Kataryne Árabe Rimá de; Medeiros, José Alberto da Costa; Souza, Geany Targino de; Sousa, Jossana Pereira de; Figueiredo, Regina Célia Bressan Queiroz de; Souza, Evandro Leite de;

Abstract:

Hortaliças minimamente processadas (HMP) são consideradas alimentos saudáveis e naturais, mas que devido à sua intensa manipulação podem ser veículos para micro-organismos, com destaque para o grupo das bactérias psicrotróficas, as quais possuem capacidade de multiplicação em temperaturas de refrigeração. O risco do consumo deste tipo de alimento tem elevado a necessidade do desenvolvimento de novas práticas para controlar a sobrevivência e crescimento dessas bactérias. Óleos essenciais e compostos relacionados são considerados candidatos potenciais para aplicação em HMP, no sentido de garantir a segurança microbiológica do produto. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos dos compostos carvacrol (CAR) e/ou 1,8-cineol (CIN) sobre a morfologia de bactérias psicrotróficas contaminantes de HMP. Cepas tipo padrão (Listeria monocytogenes ATCC 7644, Pseudomonas fluorescens ATCC 11253, Aeromonas hydrophila INCQS 7966), em inóculo misto (1:1:1), foram expostas ao CAR e CIN em suas Concentrações Inibitórias Mínimas (CIM) (CAR: 1,25 µl/ml; CIN: 40 µl/ml) e combinados em concentrações subinibitórias (CAR: 0,156 µl/ml, CIN: 5 µl/ml). Em diferentes intervalos de tempo, alíquotas foram retiradas e submetidas ao preparo para visualização em Microscópio Eletrônico de Varredura (MEV) (1, 4 h), para observação da ocorrência de alterações ultraestruturais, e em Microscópio Confocal (15, 30 min) para verificação de alterações na permeabilidade de membrana e viabilidade celular. As imagens da MEV mostraram alterações logo após 1 h de exposição, quando CAR e CIN foram ensaiados de forma isolada ou em combinação, apresentando células alongadas e distorcidas com superfícies rugosas, que diferiram das células controle cuja morfologia bacilar apresentava-se normal. As imagens da Microscopia Confocal mostraram que algumas células tratadas com os compostos isolados ou em combinação após 15 min apresentaram uma coloração intermediária (fluorescência amarelada) e após 30 min ocorreu mudança no perfil de fluorescência, do verde (células intactas) ao vermelho (células danificadas/mortas). As células não expostas aos compostos exibiram fluorescência verde brilhante. Todas estas alterações morfológicas observadas nas células bacterianas expostas ao CAR e ou CIN são indicativas de um aumento da permeabilidade e perda de integridade da membrana, o que pode conduzir à morte celular.

Abstract:

Palavras-chave: Carvacrol, 1,8-cineol, Inóculo misto, Morfologia,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/foodsci-microal-301

Referências bibliográficas
Como citar:

Oliveira, Kataryne Árabe Rimá de; Medeiros, José Alberto da Costa; Souza, Geany Targino de; Sousa, Jossana Pereira de; Figueiredo, Regina Célia Bressan Queiroz de; Souza, Evandro Leite de; "Alterações Morfológicas de Bactérias Contaminantes de Hortaliças Minimamente Processadas em Inóculo Misto Induzidas por Carvacrol e 1,8-Cineol Isolados e em Combinação", p. 67-68 . In: Proceedings of the XII Latin American Congress on Food Microbiology and Hygiene [=Blucher Food Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-201X, DOI 10.5151/foodsci-microal-301

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações