fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

MICROENCAPSULAMENTO DO RESÍDUO DO PROCESSAMENTO AGROINDUSTRIAL DA UVA ISABEL (Vitis labrusca) POR GELIFICAÇÃO IONOTRÓPICA

VIERA, A. C. G.; FONTES, G. C.; ROCHA-LEÃO, M. H. M; ROSSI, A. M.;

Artigo:

As indústrias que processam a uva no Brasil são na sua maioria vinícolas que consideram o bagaço (cascas e sementes) de uva como subproduto. Apesar de se tratar de um resíduo biodegradável, o acúmulo deste produto pode se tornar um sério problema ambiental. A importância em reutilizar o bagaço deve-se ao fato de seu conteúdo ser rico em compostos fenólicos, antioxidantes, antocianinas e corantes. A proposta deste trabalho foi otimizar o microencapsulamento do resíduo do processamento agroindustrial da uva isabel. As esferas foram preparadas por gotejamento da solução de alginato e do resíduo do processamento agroindustrial da uva isabel em solução de CaCl2. Para a otimização, foi realizado um planejamento fatorial fracionado 24-1, variando as concentrações de alginato, resíduo do processamento agroindustrial da uva isabel, CaCl2 e tempo de reticulação. Os resultados obtidos neste trabalho indicam que o alginato é um biomaterial apropriado para o microencapsulamento do resíduo do processamento agroindustrial da uva isabel e com possibilidade de aplicação futura na indústria de alimentos.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0296-26135-163022

Referências bibliográficas
  • [1] ANJANI, K.; KAILASAPATHY, K.; PHILLIPS, M. Microencapsulation of enzymes for potential application in acceleration of cheese ripening. International Dairy Journal, v.17, p. 79-86, 2007.
  • [2] ANSEL, H. C., POPOVICH, N. G., ALLEN JR., L. V., Farmacotécnica: Formas Farmacêuticas E Sistemas De Liberação De Fármacos. São Paulo: Editorial Premier, p.484 1999.
  • [3] CAMPOS L. M.A.S .Obtenção de extratos de bagaço de uva Cabernet Sauvignon (Vitis vinifera):Parâmetros de processo e modelagem matemática. Dissertação (Mestrado Engenharia de alimentos), Santa Catarina: p. 141, 2005.
  • [4] (B) Área temática: Engenharia e Tecnologia de Alimentos 7CATANEO, C.B.; CALIARI V.; GONZAGA L. V.; KUSKOSKI E. M.; FETT, R. Atividade antioxidante e conteúdo fenólico do resíduo agroindustrial da produção de vinho. SEMINARIO: CIÊNCIAS AGRÁRIAS, Londrina, v. 29, n. 1, p. 93-102, jan./mar. 2008.
  • [5] EFENTAKIS, M., KOUTLIS, A.,VLACHOU, M., Development and evaluation of oral multiple unit and single unit hydrophilic controlled release systems. AAPS PharmSci Tech, 1, E34(2000) MONTGOMERY, D. C. Design and analysis of experiments. 4th ed. New York: John Wiley Andamp; Sons, 1999. 704p. NETO, B. B.; SCARMÍNIO, I.; BRUNS, R. E. Planejamento e otimização de experimentos. Campinas: Editora Unicamp, 199 299p. RIZZON, L.A.; MANFROI, V.; MENEGUZZO, J. Elaboração de suco de uva na propriedade vitícola. Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho. 22 p., 1998.
  • [6] SCALBERT, A.; WILLIAMSON, G. Dietary intake and bioavailability of polyphenols. Journal of Nutrition, v.130, n.8 (supl.), 2000.
  • [7] SGARBIERI, V.C.; PACHECO, M.T.B. Revisão: Alimentos funcionais fisiológicos. Brazilian Journal of Food Technology, v.2, n.1-2, p.7-19, 1999.
  • [8] YU, C. Y.; YIN, B. C.; ZHANG, W.; CHENG, S. X.; ZHANG, X. Z.; ZHUO, R. X. Composite microparticle drug delivery systems based on chitosan, alginate and pectin with improved pH-sensitive drug release property. Colloids and Surfaces B: Biointerfaces, v. 68, pp. 245-249, 2009.
  • [9] ZACTITI, E. M.; KIECKBUSCH, T. G. Potassium sorbate permeability in biodegradable alginate films: efect of the antimicrobial agent concentration and crosslinking degree. Journal of Food Engineering, v. 77, pp. 462-467, 2006.
Como citar:

VIERA, A. C. G.; FONTES, G. C.; ROCHA-LEÃO, M. H. M; ROSSI, A. M.; "MICROENCAPSULAMENTO DO RESÍDUO DO PROCESSAMENTO AGROINDUSTRIAL DA UVA ISABEL (Vitis labrusca) POR GELIFICAÇÃO IONOTRÓPICA", p. 3334-3341 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0296-26135-163022

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações