fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

INFLUÊNCIA DO ARMANZENAMENTO EM BARRIS DE EUCALIPTO NO TEOR DE COBRE EM CACHAÇA

VIÉGAS, E. K. D.; CRUZ, S. H. da; LIMA, U. de A.; ALCARDE, A. R.;

Artigo:

A cachaça vem conquistando espaço em diversas classes sociais, sendo responsável por gerar renda e emprego. Os aspectos gerais de qualidade da cachaça exigem a realização de uma série de análises físico-químicas. Uma delas é a determinação de cobre, que possui grande importância na qualidade do produto. O cobre é um contaminante da cachaça, proveniente do material empregado na fabricação dos alambiques. Diante de tal cenário, o presente trabalho visa a redução dos níveis de contaminação de cobre em cachaça armazenada em barris confeccionados com madeiras de sete espécies de eucalipto. A concentração de cobre na bebida foi determinada utilizando o Test Kit Copper – Poket ColorimeterTM/HACH. Todas as espécies de madeira de eucalipto utilizadas foram eficientes quanto a redução de cobre na cachaça, em especial a espécie Eucalyptus paniculata responsável pela redução de 48% após seis meses de armazenamento. Os resultados obtidos nesse trabalho revelam o potencial de madeiras nacionais em melhorar a qualidade da cachaça, visando à produção de uma bebida genuinamente brasileira e adequada aos padrões internacionais.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0003-27677-174818

Referências bibliográficas
  • [1] BEZERRA, C. W. B. Dissertação (Mestrado). Instituto de Química de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 1995.
  • [2] BOZA, Y.; HORII, S. A. Influência do grau alcoólico e da acidez do destilado sobre o teor de cobre na aguardente de cana. Bol. CEPPA. v.18, n.1, p. 85-94, 2000.
  • [3] BRASIL. Ministério da agricultura, pecuária e abastecimento, instrução normativa nº 13 de 29 de junho de 2005. Brasília: Diário Oficial da União, nº124, pp. 3–4. 2005.
  • [4] CARDOSO, M. G. Produção de Aguardente de Cana, 2ª ed., Ed. UFLA: Lavras, 2006.
  • [5] CARVALHEIRO, S. F. L.; ANDRADE-SOBRINHO, L. G.; CARDELLO, H. M. A. B. Influência do envelhecimento no teor de cobre em cachaças. Bol. Ceppa. Curitiba, v. 21, n. 1, p. 99-108, 2003.
  • [6] FARIA, J. B. Tese (Livre Docência) – Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 99 f. 2000.
  • [7] FARIA, J. B.; CARDELLO, H. M. A. B.; BOSCOLO, M.; ISIQUE, W. D.; ODELLO, L.; FRANCO, D. W. Evaluation of brazilian woods as an alternative to oak for cachaças aging. Euro. Food Res. and Technol., v. 218, p. 83-87, 2003.
  • [8] INSTITUTO BRASILEIRO DA CACHAÇA – IBRAC. Cachaça na mídia. Disponível em: www.ibraccachacas.org. Acesso em março/2014.
  • [9] Área temática: Engenharia e Tecnologia de Alimentos 5LIMA, A. J. B.; CARDOSO, M. G.; GUERREIRO, M. C.; PIMENTEL, F. A. Emprego do carvão ativado para remoção de cobre em cachaça. Quím. Nova. v.29, n.2, p. 247-250, 2006.
  • [10] MIRANDA, M. B.; MARTINS, N. G. S.; BELLUCO, A. E. S.; HORII, J.; ALCARDE, A. R. Qualidade química de cachaças e de aguardentes brasileiras. Ciênc. e Tecnol. de Alim., Campinas, v. 27, nº 4, p. 897 – 901, 2006.
  • [11] YOKOYA, F. Fabricação da aguardente de cana: série Fermentações Industriais, n. 2; Campinas: Fundação Tropical de Pesquisas e Tecnologia “André Tosello”. 92p.1995.
  • [12] ZACARONI, L. M.; CARDOSO, M. G.; SACZK, A. A.; SANTIAGO, W. D.; ANJOS, J. P.; MASSON, J.; DUARTE, F. C.; NELSON, D. L. Caracterização e quantificação de contaminantes em aguardentes de cana. Quím. Nova. v.34, n.2, p. 320-324, 2011.
Como citar:

VIÉGAS, E. K. D.; CRUZ, S. H. da; LIMA, U. de A.; ALCARDE, A. R.; "INFLUÊNCIA DO ARMANZENAMENTO EM BARRIS DE EUCALIPTO NO TEOR DE COBRE EM CACHAÇA", p. 2928-2933 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0003-27677-174818

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações