fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

COMPARAÇÃO ENTRE OS EFEITOS DO USO DE DIFERENTES ADOÇANTES ARTIFICIAIS COMO SUBSTITUTO PARCIAL DO AÇÚCAR SOBRE O PROCESSO DE GELATINIZAÇÃO DO AMIDO EM BOLOS TIPO ESPONJA

BARBOSA, A. V. de O.; SILVA, C. E. M. da;

Artigo:

O efeito do uso de diferentes adoçantes artificiais, como substituto do açúcar, em bolos, vem sendo estudado, pois a redução do açúcar influi negativamente nos processos de formação estrutural dos bolos. Por atuar como agente selante, o atraso na gelatinização do amido, proporcionado pelo açúcar fortalece a estrutura da massa, controlando a formação da estrutura porosa característica. Objetivou-se comparar os efeitos do uso de sucralose e acessulfame K em níveis crescentes de substituição ao açúcar sobre a gelatinização do amido em bolos esponja, avaliando qual adequou-se, mais como substituto. O resultados obtidos demostraram que o uso dos respectivos adoçantes como substituto do açúcar afetaram negativamente a gelatinização do amido elevando as temperaturas (To e Tp) isso retardou acima do esperado a gelatinização do amido na massa, ocorrendo a redução demasiada da viscosidade da massa permitindo o escape das células de ar, restringindo a expansão da massa, os baixos valores de Tf, resultaram no decréscimo da ΔT, sugerindo que houve um estreitamento da faixa de gelatinização, associado a altos valores de ΔH são um indicativo do enrijecimento da estrutura da massa, impedindo a expansão do ar ocasionando a redução do volume desejado. Esse efeito negativo provocado pela substituição do açúcar foi mais pronunciado nas formulações contendo acessulfame K, concluindo que entre os dois adoçantes estudados esse é o menos indicado para tal finalidade.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0249-26342-148175

Referências bibliográficas
  • [1] AACC International. Approved methods of the AACC. 10th ed. AACC The Association: St Paul, Minnesotta, 2000.
  • [2] ATTIA, E. A.; SHEHATA, H. A; ASKAR, A. An alternative formula for the sweetening of reduced-calorie cakes. Food Chem., v. 48, p.169-172, 1993.
  • [3] BAEVA, M. R.; PANCHEV, I. N.; TERZIEVA, V. V. Comparative study of texture of normal and energy reduced sponge cakes. Narhung, v. 44, p. 242-246, 2000.
  • [4] BAEVA, M. R.; TERZIEVA, V. V.; PANCHEV, I. N. Structural development of sucrose-sweetened and sucrose-free sponge cakes during baking. Narhung, v.47, p. 154-160, 2003.
  • [5] Área temática: Engenharia e Tecnologia de Alimentos 7BARNDT, R.L.; JACKSON G. Stability of sucralose in baked goods, Food Technol., V.44, p. 62-66, 1990.
  • [6] BEMILLER, J.; WISTLER, R. Chemistry and thecnology. New York: Elservier, 2009.
  • [7] BENNION, E.B.; BAMFORD, G. S. T. The Technology of Cake Making. London: Blackie Academic e Professional, 199
  • [8] CAVALCANTE, R. S. Avaliação das características estruturais de bolos com redução calórica. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos). Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2012.
  • [9] GAONKAR, A. G.; McPHERSON, A. Ingredient interactions: Effects on food quality. Taylor Andamp;Francis, 2005.
  • [10] LIN, S-D.; LEE, C-C. Qualities of chiffon cake prepared with indigestible dextrin and sucralose as replacement for sucrose. Cereal Chem., v. 82, p. 405–413, 2005.
  • [11] KOCER, D.; HICSASMAZ, Z.; BAYINDIRLI, A.; KATNAS, S. Bubble and pore formation of the high-ratio cake formulation with polydextrose as a sugar- and fat-replacer. J. Food Eng., v. 78, p. 953-964, 2007.
  • [12] MARTÍNEZ-CERVERA, S.; SANZ, T.; FISZMAN, SM. Rheological, textural and sensorial properties of low-sucrose muffins reformulated with sucralose/polydextrose. LWT - Food Sci. Technol., V. 45, n. 2, p. 213-220, 20
  • [13] PSIMOULI, V.; OREOPOULOU, V. The effect of alternative sweeteners on batter rheology and cake properties. J. sci. Food Agric., v. 92, p. 99-105, 2012.
  • [14] RONDA, F.; OLIETE, B. GOMEZ, CABALLERO, P. A., PANDO, V. Rheological study of layer cake batters made with soybean protein isolate and different starch sources. J. Food Eng., v. 102, p.272-277, 2011.
  • [15] RONDA, F.; Manuel GÓMEZ, M.; Blanco, C. A.; CABALLERO, P. A. Effects of polyols and nondigestible oligosaccharides on the quality of sugar-free sponge cakes. Food Chem., v.90, p. 549-455, 2005.
  • [16] SCHIRMER, M.; JEKLEA, M.; ARENDTB, E.; BECKER, T. Physicochemical interactions of polydextrose for sucrose replacement in pound cake. Food Res. Int., V. 49, p. 291-298, 2012.
  • [17] WILDERJANS, E.; PAREYT, B.;GOESAERT, H.; BRIJS, K.; DELCOUR, J. A. The role of gluten in a pound cake system: A model approach based on gluten–starch blends. Food Chem., v. 110, p. 909-915, 2008.
Como citar:

BARBOSA, A. V. de O.; SILVA, C. E. M. da; "COMPARAÇÃO ENTRE OS EFEITOS DO USO DE DIFERENTES ADOÇANTES ARTIFICIAIS COMO SUBSTITUTO PARCIAL DO AÇÚCAR SOBRE O PROCESSO DE GELATINIZAÇÃO DO AMIDO EM BOLOS TIPO ESPONJA", p. 3285-3292 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0249-26342-148175

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações