Resumo - Open Access.

Idioma principal

AVALIAÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS ATRAVÉS DE CHECK- LIST APLICADO EM RESTAURANTES SELF-SERVICE

COELHO, M.B.; CRUZ, L.F.; SOARES, L.A.; SOUZA, R.O.; OLIVEIRA, L.F.; GOMES, A.A.; SOARES, J.O.; MAGALHÃES, J. T.;

Resumo:

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o crescimento de casos de doenças transmitidas por alimentos em todo mundo está ligado, entre outros fatores, à falta de higiene no preparo destes. As doenças transmitidas por alimentos constituem um grande problema de saúde pública sendo responsáveis por elevados custos econômicos e sociais. O presente trabalho teve como objetivo avaliar as condições de higiene no preparo de alimentos em sete restaurantes do tipo self-service no centro da cidade de Divinópolis, MG. Foi aplicado um check-list (guia de verificação) baseado na legislação vigente do país. Para tal, ele foi organizado em três módulos (1-edificação e instalação, 2-limpeza e organização e 3-características dos alimentos), os quais foram divididos em 13 itens e por sua vez, subdivididos em 48 sub-itens. Estes foram agrupados de acordo com aspectos considerados imprescindíveis (sub -itens críticos para a proteção contra surtos de doenças alimentares e que necessitam de correção imediata quando não atendidos), necessários (sub-itens não essenciais para o controle efetivo das doenças causadas por alimentos, mas que contribuem para a ocorrência destas) e recomendáveis (não críticos para a proteção contra surtos de doenças alimentares, mas que atendem as boas práticas). Desta forma, os resultados mostram que os sete restaurantes avaliados obtiveram uma variação de conformidade dos sub-itens imprescindíveis de 41,4 a 52,7% , os necessários 54,5 a 56,3 % e os recomendáveis 55,5 a 64,9 %. Conclui-se assim que a maioria dos restaurantes pesquisados não possui condições de higiene satisfatória, de forma que não atendem as regras básicas para obtenção de alimentos seguros. Portanto, é de extrema importância a aplicação periódica deste guia de verificação por proprietários de restaurantes, de forma que o processamento e distribuição das refeições sejam linhas cruciais de defesa na prevenção de toxinfecções.

Resumo:

Palavras-chave: boas práticas, self-service, alimentos,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/biochem-jaibqi-0052

Referências bibliográficas
Como citar:

COELHO, M.B.; CRUZ, L.F.; SOARES, L.A.; SOUZA, R.O.; OLIVEIRA, L.F.; GOMES, A.A.; SOARES, J.O.; MAGALHÃES, J. T.; "AVALIAÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS ATRAVÉS DE CHECK- LIST APLICADO EM RESTAURANTES SELF-SERVICE", p. 75-76 . In: Anais da V Jornada Acadêmica Internacional de Bioquímica [= Blucher Biochemistry Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-5043, DOI 10.5151/biochem-jaibqi-0052

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações