fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

AUMENTO DA ESTABILIDADE OXIDATIVA DO BIODIESEL DE SOJA ATRAVÉS DE FILTRAÇÃO COM SEMENTE TRITURADA DE MORINGA

OLIVEIRA, D. S. de; MELO, D. O.; FRANÇA, F. R. M.; LEITE, N. S.; SILVA, G. F. da;

Artigo:

A produção de biodiesel tem se tornado cada vez mais necessária com a busca por novas fontes de energia que sejam renováveis e limpas. Estudos provam a eficiência e viabilidade do uso do biodiesel como combustível e, com isso, tornando o mesmo alvo de estudos de controle e qualidade. Um dos fatores importantes a ser observado quando se trata da qualidade de um combustível é a sua estabilidade oxidativa, ou seja, sua susceptibilidade à oxidação devido a altas temperaturas ou a exposição com o meio. Partindo de trabalhos que comprovam a alta resistência da moringa a oxidação, o presente estudo avaliou a eficácia do uso de sua semente como um meio filtrante no aumento da estabilidade do biodiesel. Os resultados encontrados se mostraram promissores, com o aumento da resistência do óleo à oxidação sem comprometimento com a qualidade do mesmo.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0845-23354-164456

Referências bibliográficas
  • [1] AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS SUPERINTENDÊNCIA DE REFINO E PROCESSAMENTO DE GÁS NATURAL – SRP. Boletim Mensal de Biodiesel, Fevereiro de 2012.
  • [2] DALLA ROSA, K. R. Moringa oleifera: a perfect tree for home gardens. Hawai: NFTA, Agroforestry Species Highlights, v.1, 2p, 1993.
  • [3] DUKE, J. A. The quest of tolerant germplasm. In: YOUNG, G. (Ed.) Crop tolerance to subtropical land conditions. Madison. American Society Agronomial Special Symposium, v.32, p.1-16, 1978.
  • [4] MAKKAR, H.P.S.; BECKER, K. Nutrients and antiquality factors in different morphological parts of Área temática: Engenharia Ambiental e Tecnologias Limpas 7the Moringa oleifera tree. Journal of Agricultural Science, Cambridge, v.128, p.331-322, 1997.
  • [5] OLIVEIRA, D. S. Desenvolvimento de um sistema de produção de biodiesel em reator por processo contínuo. Programa Especial de Inclusão em Iniciação Científica – PIIC POSGRAP/PROEST/UFS. 2012.
  • [6] SANTOS, N. A. dos, Propriedades Termo-oxidativas e de Fluxo do Biodiesel de Babaçu (Orbignya phalerata), João Pessoa, 2008.
  • [7] PALADA, M.C. Moringa (Moringa oleífera Lam.): a versatile tree crop with horticultural potential in the Subtropical United States. HortScience, v.31, n.5, p.794-797, 1996.
  • [8] PEREIRA, D. F. Caracterização físico-química do óleo de moringa para possível rota de obtenção de biodiesel, IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB. Pg. 1845. 2010.
  • [9] PIO CORRÊA, M. Dicionário das plantas úteis do Brasil e das exóticas cultivadas. Rio de Janeiro: MA/IBDF, v.5, p.233-234. 1984.
Como citar:

OLIVEIRA, D. S. de; MELO, D. O.; FRANÇA, F. R. M.; LEITE, N. S.; SILVA, G. F. da; "AUMENTO DA ESTABILIDADE OXIDATIVA DO BIODIESEL DE SOJA ATRAVÉS DE FILTRAÇÃO COM SEMENTE TRITURADA DE MORINGA", p. 7762-7769 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0845-23354-164456

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações