Artigo completo - Open Access.

Idioma principal

UTILIZAÇÃO DE MATRIZ DE RISCOS PARA ANÁLISE DE MICROACESSIBILIDADE EM UMA VIA ARTERIAL DE FORTALEZA

DE ABREU E TRÉZ, Juliana; AUGUSTO E SÁ MAGALHÃES, Pedro; DUTRA MONTENEGRO, Nadja G da S.;

Artigo completo:

As discussões acerca de acessibilidade ganham, cada vez mais, destaque no cenário do planejamento urbano, sempre tendo como base o Desenho Universal. Contudo, na maioria das vezes, os projetos acabam não contemplando significativamente os pedestres, principalmente aqueles com deficiência, impedindo sua utilização do espaço urbano. Este artigo tem como objetivo analisar a acessibilidade das calçadas de uma avenida de Fortaleza para sugerir intervenções, no intuito de melhorar sua qualidade. A ferramenta a ser utilizada nesse estudo será a Matriz de Riscos, que consiste na relação entre a probabilidade de os riscos acontecerem e seu impacto.

Artigo completo:

Palavras-chave: Microacessibilidade; Calçada; Matriz de Riscos.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/eneac2018-084

Referências bibliográficas
  • [1] AGUIAR, Fabiola de Oliveira. Acessibilidade Relativa dos Espaços Urbanos para Pedestres com Restrições de Mobilidade. 2010. 190 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Transportes) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2010. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 9050: Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. 3 ed. Rio de Janeiro, 2015. 148 p. BRASIL. Decreto n° 5.296, de 2 de dezembro de 2004, que regulamenta a Lei n° 10.098, de 19 de dezembro de 2000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 03 dez. 2004. BRASIL. Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF BRASIL. Lei nº 12.587, de 3 de janeiro de 2012, que institui as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 04 jan. 2012. BRASIL. Secretaria Nacional de Transporte e de Mobilidade Urbana. Caderno 2 - Construindo a cidade acessível. Ministério das Cidades, Brasília, 2006. (Brasil Acessível). CAMBIAGHI, Silvana. Desenho Universal: Métodos e técnicas para arquitetos e urbanistas. São Paulo: Editora Senac, 2007. 269 p. CAMPÊLO, Ana Elisa Pinheiro. Proposição de modelo para escolha de rotas urbanas acessíveis considerando-se os critérios de microacessibilidade para as pessoas com deficiência física motora. 141 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia Civil, Departamento de Engenharia de Transportes, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 201 DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES. Guia de Gerenciamento de Riscos de Obras Rodoviárias - Fundamentos. Brasília, 2013. GARVEY, Paul R.; LANSDOWNE, Zachary F. Risk Matrix: an approach for identifying, assessing and ranking program risks. Air Force Journal Of Logistics, p. 16-19, 1998. LITMAN, Todd. Measuring Transportation: traffic, mobility and accessibility. Victoria Transport Policy Institute (VTPI). Victoria, AUS, 201 Disponível em: . Acesso em: 24 maio 2017. MODARRES, Mohammad. Risk analysis in Engineering: techniques, tools and trends. Boca Ratón: CRC, 2006. 391 p. SCOFANO, C. R. F., ABRAHAM, E. F., SILVA, L. S., TEIXEIRA, M. A. Gestão De Risco Em Projetos: Análise Das Etapas Do PMI-PMBOK (Project Management Institute). In: XI Congresso Online de Administração, 2013, Brasília. Anais do XI Congresso Online de Administração, 2013. SILVA JUNIOR, Severino Domingos da; COSTA, Francisco José da. Mensuração e escalas de verificação: uma análise comparativa das escalas de Likert e Phrase Completion. In: XVII Seminários em Administração. (Anais). São Paulo: FEA - USP, 2014. p. 1 – 16. VASCONCELLOS, Eduardo A. Transporte urbano nos países em desenvolvimento: reflexões e propostas. 3. ed. São Paulo: Annablume, 200 282 p.
Como citar:

DE ABREU E TRÉZ, Juliana; AUGUSTO E SÁ MAGALHÃES, Pedro; DUTRA MONTENEGRO, Nadja G da S.; "UTILIZAÇÃO DE MATRIZ DE RISCOS PARA ANÁLISE DE MICROACESSIBILIDADE EM UMA VIA ARTERIAL DE FORTALEZA", p. 1076-1085 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/eneac2018-084

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações