Artigo completo - Open Access.

Idioma principal

UM OLHAR ARQUITETÔNICO PARA O AUTISMO: UM ESTUDO DE CASO ANALISANDO AMBIENTES DE TERAPIA SENSORIAL VOLTADOS A CRIANÇAS AUTISTAS

LAUREANO, Claudia de Jesus Braz; ZAPATEL, Juan Antônio;

Artigo completo:

Este artigo consiste em uma análise nos ambientes de atendimento de terapia sensorial de uma
instituição da cidade de Florianópolis – SC, a qual atende crianças com autismo. Esse estudo aborda
a possível influência da arquitetura no comportamento humano, apresentando a relação dos espaços
de terapia sensorial no comportamento de crianças autistas. Destacam-se alguns conceitos de estudo
da área da Psicologia Ambiental e do método de pesquisa chamado Mapa Comportamental. Essa
análise possibilitou uma visão eficiente da necessidade de melhora nas condições físicas desses
ambientes, indicando quais os elementos ambientais desses espaços possuem possíveis influências
no comportamento e desenvolvimento físico-motor de crianças autistas.

Artigo completo:

Palavras-chave: autismo; comportamento; arquitetura; terapia sensorial.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/eneac2018-046

Referências bibliográficas
  • [1] ARAUJO, Álvaro Cabral; NETO, Francisco Lotufo. A Nova Classificação Americana Para os Transtornos Mentais – o DSM-5. Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva, Belo Horizonte, v. 17, n. 1, p. 47-60, 2012. ASA. Disponível em: http://www.autism-society.org/ . Acesso em 25 de mar. 2015 BASSANI. Marlise A. Psicologia ambiental: contribuições para a educação ambiental. In: HAMMES. Valéria S. (Org.). Educação ambiental para o desenvolvimento sustentável: proposta metodológica de macroeducação. São Paulo: Ed. Globo, 2004, p. 153- 157. BINS ELY, Vera Helena Moro. Avaliação de fatores determinantes no posicionamento de usuários em abrigos de ônibus a partir do Método da Grade de Atributos. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1997. BINS ELY, Vera Helena Moro. Ergonomia + Arquitetura: buscando um melhor desempenho do ambiente físico. Congresso Internacional de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces Interação Humano-Tecnologia: Produtos, Programas, Informação, Ambiente Construído e Transporte, 3, 2003, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: LEUI/PUC- Rio, 2003. BOMFIM, Zulmira Áurea Cruz. Cidade e Afetividade: estima e construção dos mapas afetivos de Barcelona e São Paulo. Fortaleza: Edições UFC, 2010. BOSA, Cleonice Alves. As Relações entre Autismo, Comportamento Social e Função Executiva. Psicologia: Reflexão e Crítica, 14(2), Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, p. 281-287, 200 GIBSON, J. J. The Senses Considered as Perceptual Systems. Boston: Houghton Mifflin, 1966. GRINKER, Roy Richard. Autismo: um mundo obscuro e conturbado. São Paulo: Larousse do Brasil, 2010. LAUREANO, Claudia de J. B. Recomendações Projetuais para ambientes com atendimento de terapia sensorial direcionados a crianças com autismo. Dissertação (mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Florianópolis, 2017. LOMBARDO, Thomas J. The Reciprocity of Perceiver and Envionmen: the evolution of James J. Gibson’s Ecological Psycology. New Jersey: Illinois Department of Mental Health and Developmental Disabilities – College od DuPage, Loyola University, 1987. ORRÚ, S. E. Autismo, linguagem e educação: interação social no cotidiano escolar. Rio de Janeiro: Wak, 2007. ORSTEIN, S.; BRUNA, G.; ROMÉRO, M. Ambiente construído & comportamento: a avaliação pós-ocupação e a qualidade ambiental. São Paulo: Nobel, FAU-USP, 1995. PENNA, Antonio Gomes. Percepção e Realidade: introdução ao estudo da atividade perceptiva. São Paulo: Mercurio Star, 1982. RHEINGANTZ, Paulo Afonso; BRASILEIRO, Alice; ALCANTARA, Denise de. Observando a qualidade do lugar: procedimentos para avaliação pós-ocupação. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Pós-graduação em Arquitetura, 2009. YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 200
Como citar:

LAUREANO, Claudia de Jesus Braz; ZAPATEL, Juan Antônio; "UM OLHAR ARQUITETÔNICO PARA O AUTISMO: UM ESTUDO DE CASO ANALISANDO AMBIENTES DE TERAPIA SENSORIAL VOLTADOS A CRIANÇAS AUTISTAS", p. 657-668 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/eneac2018-046

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações