setembro 2018 vol. 1 num. 5 - XXII Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Pôster - Open Access.

Idioma principal

RELAÇÃO DO POTENCIAL ANTIOXIDANTE DO EXTRATO DA COROA DO ABACAXI OBTIDO A PARITR DIFERENTES MÉTODOS E SOLVENTES DE EXTRAÇÃ

SEFFRIN, D. C.; BACKES, E.; GENENA, A. K.;

Pôster:

O consumo e processamento de frutas resulta na geração dos resíduosagroindustriais. Para o abacaxi, um dos resíduos do processamento da fruta é asua coroa. O objetivo do presente trabalho foi avaliar os extratos da coroa doabacaxi, obtidos por diferentes métodos e com o uso de diferentes solventes, comopossível fonte natural potencial de compostos bioativos com propriedadesantioxidantes. Os métodos de extração utilizados foram a maceração (MAC) e amaceração assistida por ultrassom (MAC-U) e, os solventes investigados em cadaum dos métodos foram o etanol puro e o etanol 70%. O potencial antioxidante dosextratos foi avaliado pelos métodos DPPH e ABTS. Os resultados obtidosindicaram que o ultrassom não interferiu de forma significativa no potencialantioxidante dos extratos, ao contrário do solvente de extração, para o qual, osolvente hidroalcóolico apresentou resultados significativamente superiores aosobtidos com etanol puro. Para o método MAC-U com etanol 70%, o valor obtidode EC50 para o extrato da casca do abacaxi foi de 4,18 mg mL-1para o métodoDPPH e, TEAC foi de 20,516  0,124 mol g-1. Conclui-se que a casca do abacaxié uma fonte de compostos naturais com capacidade antioxidante, e que seu extratopode ser considerado como possível alternativa ao uso dos antioxidantes sintéticos.Seu aproveitamento resulta, ainda, na valorização de um resíduo, minimiza ageração de resíduos, e assim corrobora com a sustentabilidade. 

Pôster:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/cobeq2018-PT.0721

Referências bibliográficas
  • [1] CAETANO AC, MELO EA, LIMA VLAG, MACIEL MIS, ARAÚJO CR. Extração de antioxidantes de resíduos agroindustriais de acerola. Braz. J. Food Technol., v. 12, p.155– 160, 2009. CUNHA IBS, SAWAYA ACHF, CAETANO FM, SHIMIZU MT, MARCUCCI MC, DREZZA FT, POVIA GS, CARVALHO PO. Factors that Influence the Yield and Composition of Brazilian Propolis Extracts. Journal Braz. Chem. Soc., v. 15, p. 964-970, 2004. MENSOR LL, MENEZES FS, LEITÃO GG, REIS AS, SANTOS TC, COUBE CS, LEITÃO SG. Screening of Brazilian Plant Extracts for Antioxidant Activity by the Use of DPPH Free Radical Method. Phytot. Research, v. 15, p. 127 – 130, 200 MIRANDA IKSPB. Obtenção, caracterização e atividade antitumoral in vitro de bromelina de diferentes partes de abacaxizeiros. 79f. Dissertação (Mestrado em Recursos genéticos vegetais), Universidade Estadual de Feira de Santana, Feira de Santana, 2014. RE R, PELLEGRINI N, PROTEGGENTE A, PANNALA A, YANG M, RICEEVANS C. Antioxidant activity applying an improved ABTS radical cation decolorization assay. Free Rad. Biol. Medic., v. 26, p. 1231–1237, 1999. SOUSA MSB, LIMA A. Fenólicos totais e capacidade antioxidante in vitro de resíduos de polpas de frutas tropicais. Braz. J. Food Technol., v. 14, p. 202-210, 201 SPIGNO G, TRAMELLI L, DE FAVERO DM. Effects of extraction time, temperature and solvent on concentration and antioxidant activity of grape marc phenolics. J. Food Engin., v. 81, p. 200-208, 2007. ZAMBIAZI RUIC, ROSANE C, MENDONÇA B. Abacaxi: produção, mercado e subprodutos. B. Ceppa, v. 22, p. 405–422, 2004.
Como citar:

SEFFRIN, D. C.; BACKES, E.; GENENA, A. K.; "RELAÇÃO DO POTENCIAL ANTIOXIDANTE DO EXTRATO DA COROA DO ABACAXI OBTIDO A PARITR DIFERENTES MÉTODOS E SOLVENTES DE EXTRAÇÃ", p. 2723-2726 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/cobeq2018-PT.0721

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações