Artigo completo - Open Access.

Idioma principal

PROPOSTA DE MÉTODO DE AGRUPAMENTOS DE CIDADES SEGUNDO O HISTÓRICO TÉRMICO NO ESTUDO DE ADAPTAÇÃO FISIOLÓGICA

SOUSA, Mayara Cynthia Brasileiro de; LEDER, Solange Maria; COSTA, Francisco José da;

Artigo completo:

Estudos sobre o conforto térmico apontam a inexistência de uma faixa de conforto universal devido, entre outros, à adaptação fisiológica e o fator expectativa associados ao histórico térmico. Deste modo, existe a necessidade de se identificar e categorizar as pessoas com base em suas vivências térmicas. Partindo desta premissa, testou-se a aplicabilidade de análises multivariadas das características climáticas de 93 cidades localizadas no Brasil através da análise de Cluster. Quatro agrupamentos foram detectados, cidades com características frias, quentes, moderadas e litorâneas. A técnica se mostrou adequada para o propósito estabelecido podendo ser aperfeiçoada com a inserção de mais variáveis.

Artigo completo:

Palavras-chave: conforto térmico; histórico térmico; análise de Cluster.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/eneac2018-103

Referências bibliográficas
  • [1] ASHRAE (2013). ANSI/ASHRAE Standard 55-2013: Thermal environmental conditions for human occupancy. American Society of Heating, Refrigeration and Air-Condition Engineers, Inc. Atlanta, EUA. ISSN 1014-2336. AULICIEMS, A. Towards a Psycho-Physiological Model of Thermal Perception. J. Biometeor, 25, 2, pp. 109-122, 198 BDMEP. Banco de Dados Meteorológicos para Ensino e Pesquisa. Disponível em: http://www.inmet.gov.br/projetos/rede/pesquisa/. Acesso segundo trimestre de 2017. COSTA, Franzé. Análise de dados: Procedimentos Exploratórios. Apostila do Curso de Métodos Quantitativos Aplicados, da Universidade Federal da Paraíba, 2016. DACANAL, Cristiane; LABAKI, Lucila Chebel; SILVA, Talita Meulman Leite. Vamos passear na floresta! O conforto térmico em fragmentos florestais urbanos. Ambiente Construído, 10, pp. 115-132, 2010. ISSN: 1678-862 DE DEAR, et al.. Progress in thermal comfort research over the last twenty years. Indoor Air, 23, Singapura, pp. 442-461, 2013. DE VECCHI, Renata. Avaliação de conforto térmico em edificações comerciais que operam sob sistemas mistos de condicionamento ambiental em clima temperado e úmido. Florianópolis, 2015. 237 pag. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Santa Catarina. DE VECCHI, Renata; CÂNDIDO, Christhina Maria; LAMBERTS, Roberto. Thermal history and comfort in a Brazilian subtropical climate: a ‘cool’ addiction hypothesis. Ambiente Construído, vol. 16, n°1, pag. 7-20, 2016. ISBN: 1675-862 EMBRAPA. Banco de Dados climáticos do Brasil. Disponível em: https://www.cnpm.embrapa.br/projetos/bdclima/balanco/index/index.html. Acesso segundo trimestre de 2017. HUMPHREYS, Michael; NICOL, Fergus; ROAF, Susan. Adaptive Thermal Comfort: Foundations and Analysis. Routledge, 2016. ISBN: 978-0-415-69161- HUMPHREYS; et al.. Standards for Thermal comfort: Indoor air temperature standards for the 21st century. Taylor & Francis Group, 1995. ISBN: 0-419-20420-2. INMET. Gráficos Climatológicos (1931-1960 e 1961-1990). Disponível em: http://www.inmet.gov.br/portal/index.php?r=clima/graficosClimaticos. Acesso em 05 de novembro de 2017. ISO 7726:1998(E). Ergonomics of the thermal environment – Instruments for measuring physical quantities. Second edition, Suíça, 1998. KLINE, Rex B. Principles and practice of structural equation modeling. Guilford Publications, 2015. ISBN 1462523358. LAMBERTS, et al.. Conforto e Stress térmico. Laboratório de eficiência energética em edificações, 201 MONTEIRO, Leonardo Marques. Modelos preditivos de conforto térmico: quantificação de relações entre variáveis microclimáticas e de sensação térmica para avaliação e projeto de espaços aberto. São Paulo, 2008. Tese (Doutorado em Tecnologia da Arquitetura) – Programa de Pós graduação em Arquitetura, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo. PEREIRA, Júlio Cesar Rodrigues. Análise de dados qualitativos. Estratégias metodológicas para as ciências da saúde, humanas e sociais. EdUSP, 1999. ISBN: 8531405238. RORIZ. Roriz Bioclimática: conforto térmico e eficiência energética. Disponível em: http://www.roriz.eng.br/epw_9.html. Acesso segundo trimestre de 2017. SINDA. Dados históricos. Disponível em: http://sinda.crn2.inpe.br/PCD/SITE/novo/site/historico/index.php. Acesso segundo trimestre de 2017. SONDA. Estações sonda. Disponível em: http://sonda.ccst.inpe.br/infos/index.html. Acesso segundo trimestre de 2017.
Como citar:

SOUSA, Mayara Cynthia Brasileiro de; LEDER, Solange Maria; COSTA, Francisco José da; "PROPOSTA DE MÉTODO DE AGRUPAMENTOS DE CIDADES SEGUNDO O HISTÓRICO TÉRMICO NO ESTUDO DE ADAPTAÇÃO FISIOLÓGICA", p. 1257-1266 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/eneac2018-103

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações