Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

O Controle de Infecção Hospitalar como indicador para Qualidade no Serviço de Saúde

Alves, Michelly de Melo; Leal, Geraldo Sadoyama; Sadoyama, Adriana dos Santos Prado; Fernandes, Ednólia Gomes Varjão; Gomide, Mabel Duarte Alves; Silveira, Amanda Oliveira Soares Monteiro; Aires, Reila Silva Pereira;

Artigo Completo:

A qualidade dos serviços está diretamente relacionada à capacidade de satisfazer as necessidades dos clientes. O movimento pela qualidade têm se expandido para o setor da saúde e o controle de infecção hospitalar é uma das medidas para avaliação da qualidade da assistência, pois tal controle permite que a instituição de saúde avalie a estrutura em que o serviço é prestado, como está sendo realizado e os resultados dessa assistência, evidenciado pelo aumento ou diminuição das infecções relacionadas à saúde. A avaliação da prática de higienização das mãos dos profissionais de saúde é uma das medidas mais importantes para verificar a aderência à prática pelos profissionais, pois, as IRAS são uma grande maioria das causas de morbimortalidade em pessoas que se submetem a procedimentos clínicos, e a mão dos profissionais de saúde constituem-se na principal via de transmissão de microorganismos.

Artigo Completo:

Palavras-chave: infecção hospitalar; controle de qualidade; cultura organizacional,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/sma2016-014

Referências bibliográficas
  • [1] ABELA, N.; BORG, M. A. Impact on hand hygiene compliance following migration to a new hospital with improved resources and the sequential introduction ofWorld Health Organization recommendations. American Journal of Infection Control, 40: 737-41, 2012. Disponível em: Acesso em 17 de novembro de 2014.
  • [2] AGHAMOLAEI, T.; EFTEKHAARI, T. E.; RAFATI, S.; KAHNOUJI, K.; AHANGARI, S.; SHAHRZAD, M.E. et al. Service quality assessment of a referral hospital in Southern Iran with SERVQUAL technique: patients’ perspective. BMC Health Services Research, 14:322, 2014 Disponível em: < http://bmchealthservres.biomedcentral.com/articles/10.1186/1472-6963-14322 > Acesso em 15 de junho de 2016.
  • [3] ALBUQUERQUE, J.D.; COSTA, M.B.S.; SALAZAR, P.E.L. Avaliação da Qualidade do Gerenciamento Hospitalar na Percepção dos Profissionais. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, 16 (2) Páginas 205-212 2012. Disponível em: < http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rbcs/article/view/12620/7309 > Acesso em 15 de julho de 2015.
  • [4] ALVES, D.F.S.; GUIRARDELLO, E.B. Ambiente de trabalho da enfermagem, segurança do paciente e qualidade do cuidado em hospital pediátrico. Rev Gaúcha Enferm, 37(2); 2016. Disponível em: < DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1983- 1447.2016.02.58817> Acesso em 17 de outubro de 2016.
  • [5] ASEFZADEH, S.; GHOLAMI, S.; RAJAEE, R.; NAFAJI, M.; ALIJANZADEH, M. Evaluation of the Quality of Health Service Providers: The Iranian People Perspective 2014. Electronic Physician, 8(3):2073-2080, 2016. Disponível em: Acesso em 20 de agosto de 2016.
  • [6] ASUBONTENG, P.; MCCLEARY, K.J.; SWAN, J.E. SERVQUAL revisited: a critical review of service quality. Journal of Services Marketing, (10)6; 62 – 81, 199 Disponível em: < http://dx.doi.org/10.1108/08876049610148602> Acesso em 15 de julho de 201
  • [7] BABAKUS, E.; MONGOLD, G. Adapting the SERVQUAL Scale to Hospital Services: An Empirical Investlgatlon. Health Services Research, 26:6, 1992. Disponível em: < http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1069855/pdf/hsresearch00075- 0070.pdf > Acesso em 15 de junho de 2016.
  • [8] BATHKE, J.; CUNICO, P. A. et al. INFRAESTRUTURA E ADESÃO À HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS: DESAFIOS À SEGURANÇA DO PACIENTE. Rev Gaúcha Enferm ;34(2):78-85, 2013. Disponível em: Acesso em: 20 de novembro de 2014.
  • [9] DIAS, J. D.; MEKARO, K.S.; TIBES, C.M.S.; MASCARENHAS, S.H.Z. COMPREENSÃO DE ENFERMEIROS SOBRE SEGURANÇA DO PACIENTE E ERROS DE MEDICAÇÃO. Rev Min Enferm. out/dez; 18(4): 866-873, 2014. Disponível em: < http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/969 > Acesso em 20 de dezembro de 2015.
  • [10] DUTRA, G. G.; COSTA, M. P. et al. Nosocomial infection control: role of the nurse. Nosocomial infection control. J. res.: fundam. care. online 7(1):2159-2168.jan./mar. 2015. Disponível em: < http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/3571/pdf_1470 > Acesso em 01 de agosto de 2015.
  • [11] JI, Y.J.; JEONG, J.S. Comparison of Antimicrobial Effect of Alcohol Gel according to the Amount and Drying Time in Health Personnel Hand Hygiene. J Korean Acad Nurs. Jun;43(3):305-311, 2013. Disponível em: < http://synapse.koreamed.org/search.php?where=aview&id=10.4040/jkan.2013.43.3.3 05&ode=0006JKAN&vmode=PUBREADERhttp://synapse.koreamed.org/search.php? where=aview&id=10.4040/jkan.2013.43.3.305&code=0006JKAN&vmode=PUBREAD ER>. Acesso em 10 de junho de 2016.
  • [12] LEBLEBICIOGLU, H.; MORALES, A.J.R; ROSSOLINI, G.M.; LEZ, R.L.; ZAHAR, J.R.; RELLO, J. Management of infections in critically ill returning travellers in the intensive care unit—I: considerations on infection control and transmission of resistance. Int J Infect Dis., Jul;48:113-7, 2016. Disponível em: < http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27134158 > Acesso em 14 de janeiro de 2016.
  • [13] MARINHO, S.; RUÃO, T.; LOPES, F.; FERNANDES, L. O erro médico na imprensa portuguesa: quando os pacientes fazem parte da notícia. Saúde Soc. São Paulo, v.24, n.4, p.1362-1376, 2015. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v24n4/1984-0470-sausoc-24-04-01362.pdf > Acesso em 15 de julho de 2016.
  • [14] MASSOCO, E. C.P.; MELLEIRO, M.M. COMUNICATION AND PATIENT SAFETY: PERCEPTION OF THE NURSING STAFF OF A TEACHING HOSPITAL. Rev Min Enferm. abr/jun; 19(2): 192-195, 2015. Disponível em: < DOI: 10.5935/1415- 2762.20150034> Acesso em 15 de janeiro de 2016.
  • [15] MU, X.; XU, Y.; YANG, T.; ZHANG, J.; WANG, C.; LIU, W.; CHEN, J.; TANG, L.; YANG, H. Improving hand hygiene compliance amonghealthcare workers: an intervention study in aHospital in Guizhou Province, China. Braz J Infect Dis. 2016; 1413-8670, 2016. Disponível em: < http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27351752 > Acesso em 10 de junho de 2016.
  • [16] NUNES, F.D.O.; BARROS, L.A.; AZEVEDO, R.M.; PAIVA, S.S. Segurança do paciente: como a enfermagem vem contribuindo para a questão? J. res.: fundam. care. Online, abr./jun. 6(2):841-847, 2014. Disponível em: < http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/viewFile/3007/pdf_12 97 > Acesso em 20 de novembro de 2015.
  • [17] OLIAEE, Z.; JABBARI, A.; EHSANPOUR, S. An investigation on the quality of midwifery services from the viewpoint of the clients in Isfahan through SERVQUAL model. Oliaee Z, Jabbari A, Ehsanpour S. An investigation on the quality of midwifery services from the viewpoint of the clients in Isfahan through SERVQUAL model. Iranian Journal of Nursing and Midwifery Research; 21(3):291-296, 2016. Disponível em: < http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4857664/#!po=3.12500 > Acesso em 07 de junho de 2016.
  • [18] OLALDE, M.G.C.; SAWADA, N. O.; HAYASHIDA, M.; MENDES, I.A.C.; TREVIZAN, M.A.; GODOY, S. ESCALA SERVQUAL: VALIDACIÓN EN POBLACIÓN MEXICANA. Texto Contexto Enferm, Florianópolis, Jul-Set; 20(3): 526-33, 2011. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010407072011000300014> Acesso em 20 de junho de 2016.
  • [19] OLIVEIRA, A. C.; PAULA, A. O. Monitoração da adesão à higienização das mãos: uma revisão de literatura. Acta Paul Enferm, 24(3):407-13, 2011. Disponível em: Acesso em 17 de novembro de 2014.
  • [20] OLIVEIRA, J.L.C.; PAPA, M.A.F.; WISNIEWSKI, D.; INOUE, K.C.; COSTA, M.A.R.; MATSUDA, L.M. QUALIDADE DO CUIDADO: CONCEPÇÕES DE GRADUANDOS DE ENFERMAGEM. Rev Min Enferm. jan/mar; 19(1): 29-35, 2015. Disponível em: < DOI: 10.5935/1415-2762.20150003 015> Acesso em 15 de janeiro de 2016.
  • [21] OLIVEIRA, R.M.; LEITÃO, I.M.T.A.; SILVA, L.M.S.; FIGUEIREDO, S.V.; SAMPAIO, R.L. Estratégias para promover segurança do paciente: da identificação dos riscos às práticas baseadas em evidências. Esc Anna Nery; 18(1):122-129, 2014. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414- 81452014000100122 > Acesso em 16 de outubro de 2015.
  • [22] PADILHA, E.F.; MATSUDA, L.M. Qualidade dos cuidados de enfermagem em terapia intensiva: avaliação por meio de auditoria operacional. Rev Bras Enferm, jul-ago; 64(4): 684-91, 2011. Disponível em: Acesso em 10 de janeiro de 2016.
  • [23] PARASURAMAN, A.; ZEITHAML, V.A.; BERRY, L.L. SERVQUAL: A MULTIPLE-ITEM SCALE FOR MEASURING CONSUMER PERCEPTIONS OF SERVICE QUALITY. Journal of Retailing; 64(1): 12-40, 1998. Disponível em: < http://areas.kenanflagler.unc.edu/Marketing/FacultyStaff/zeithaml/Selected%20Public ations/SERVQUAL%20A%20MultipleItem%20Scale%20for%20Measuring%20Consu mer%20Perceptions%20of%20Service%20Quality.pdf> Acesso em 12 de junho de 2015.
  • [24] PERNA, T.D.G.S.; PUIATTI, M.A.; PERNA, D.H.; PEREIRA, M.M.; COURI, M.G.; FERREIRA, C.M.D. Prevalência de infecção hospitalar pela bactéria do gênero klebsiellaem uma Unidade de Terapia Intensiva. Rev Soc Bras Clin Med; abr- jun;13(2):119-23, 2015. Disponível em: < http://files.bvs.br/upload/S/1679- 1010/2015/v13n2/a4740.pdf > Acesso em 12 de junho de 2016.
  • [25] SCHIESARI, L.M.C. Avaliação externa de organizações hospitalares no Brasil: podemos fazer diferente? Ciência & Saúde Coletiva; 19(10):4229-4234, 2014. Disponível em: < DOI: 10.1590/1413-812320141910.21642013 > Acesso em 15 de julho de 2015.
  • [26] SHOBOWALE, E.O.; ADEGUNLE, B.; ONYEDIBE, K. . An assessment of handhygiene practices of healthcare workers of a semi-urban teaching hospital using the five moments of hand hygiene. Nigerian Medical Journal : Journal of the Nigeria Medical Association;57(3):150-154, 2016. Disponível em: < http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4924395/?report=reader> Acesso em 16 de junho de 2016.
  • [27] SIQUEIRA, S. L.; FIGUEIREDO, A. E; FIGUEIREDO, C. E. P.; D’AVILA, D. O.Comparação entre duas técnicas de higienização das mãos em pacientes de diálise peritoneal. J Bras Nefrol ;34(4):355-36, 2012. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/jbn/v34n4/v34n4a08.pdf> Acesso em 11 de maio de 2016.
  • [28] SILVA. C. T.; TERRA, M.G.; CAMPONOGARA, S.; KRUSE, M.H.L.; ROSO, C.C.;XAVIER, M.S. Educação permanente em saúde a partir de profissionais de uma residência multidisciplinar: estudo de caso. Rev Gaúcha Enferm, set;35(3):49-54, 2014. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1983- 14472014000300049&script=sci_arttext&tlng=pt> Acesso em 11 de maio de 2016.
  • [29] SIMÕES, A.S.; COUTO, I.; TOSCANO, C. GONÇALVES, E.; PÓVOA, P.; VIVEIROS, M.; LAPÃO, L.V. Prevention and Control of Antimicrobial Resistant Healthcare- Associated Infections: The Microbiology Laboratory Rocks! Frontiers in Microbiology. 7:855, 2016. Disponível em: Acesso em 10 de junho de 2016.
  • [30] SOUZA, E. S.; BELEI, R. A. et al. MORTALIDADE E RISCOS ASSOCIADOS A INFECÇÃO RELACIONADA À ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Texto Contexto Enferm, Jan-Mar; 24(1): 220-8, 2015. Disponível em: Acesso em 01 de agosto de 2015.
  • [31] URBANETTO, J. S.; GERHARDT, L.M. SEGURANÇA DO PACIENTE NA TRÍADE ASSISTÊNCIA ENSINO PESQUISA. Rev Gaúcha Enferm;34(3):8-9, 2013. Disponível em: Acesso em 20 de julho de 2016.
  • [32] VITURI, D.W.; ÉVORA, Y.D.M. Gestão da Qualidade Total e enfermagem hospitalar: uma revisão integrativa de literatura. Rev Bras Enferm. set-out;68(5):945, 2015. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/reben/v68n5/0034-7167-reben-68-05- 0945.pdf > Acesso em 12 de janeiro de 2016.
  • [33] WATANABE, E.M.; ALMEIDA, V.F.; OTTUNES, A.F.; DESSUNTI, E.M.; PIERI, F.M.; MARTINS, E.A.P.; KERBAUY, G. Impacto das infecções relacionadas à assistência à saúde em pacientes acometidos por trauma. Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina,; 36 (1); 89-98, 2015. Disponível em: < DOI: 10.5433/1679- 0367.2014v35n2p89 > Acesso em 10 de maio de 2016.
Como citar:

Alves, Michelly de Melo; Leal, Geraldo Sadoyama; Sadoyama, Adriana dos Santos Prado; Fernandes, Ednólia Gomes Varjão; Gomide, Mabel Duarte Alves; Silveira, Amanda Oliveira Soares Monteiro; Aires, Reila Silva Pereira; "O Controle de Infecção Hospitalar como indicador para Qualidade no Serviço de Saúde", p. 158-172 . In: Anais do Simpósio de Metodologias Ativas: Inovações para o ensino e aprendizagem na educação básica e superior [= Blucher Education Proceedings, v. 2, n. 1]. São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-695X, DOI 10.5151/sma2016-014

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações