Artigo completo - Open Access.

Idioma principal

O CEGO E A CIDADE

SANTOS, Deborah Macêdo dos; PONTES, Thiago Bessa; LANDIM, Camila Bandeira Pinheiro;

Artigo completo:

A organização urbana da cidade pode contribuir ou não para as interações humanas, inclusão social e autonomia das pessoas com necessidades especiais. Contudo, durante muito tempo as cidades não foram planejadas para acolher a diversidade, tornando-se até um espaço segregador de algumas minorias, como é o caso dos deficientes visuais. Este artigo objetiva apresentar uma revisão da literatura e sua evolução a respeito de como os elementos da arquitetura da cidade podem contribuir para a inclusão do deficiente visual e qual a maneira mais adequada de reproduzi-los.

Artigo completo:

Palavras-chave: acessibilidade, deficiente visual, arquitetura da cidade.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/eneac2018-038

Referências bibliográficas
  • [1] AMIRALIAN, Maria Lucia Toledo Moraes. Compreendendo o cego: Uma visão psicanalítica da cegueira por meio de desenhos-estórias. Casa do psicólogo ltda, 1997. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 9050. Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. 2ª ed. 2004 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 9050. Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. 3ª ed. 2015 BANERJEE, Tridib. SOUTHWORTH, Michael. City sense and city design: Writings and Projects of Kevin Lynch. 3 ed. MIT press. London. 1996 CAMISÃO, Veronica. As Cidades e a acessibilidade. In: LICHT, Flavia Boni. SILVEIRA, Nubia. Celebrando a diversidade: Pessoas com deficiência e direito a inclusão. São Paulo, 2010. Disponível em: http://www.planetaeducacao.com.br/portal/Celebrando-Diversidade.pdf DIDEROT, Denis - Carta Sobre os Cegos- para uso dos que vêem, 1749.Coleção “Os Pensadores”- Ed. Abril, 1979. FORTUNA, Carlos. Imagens da cidade: sonoridades e ambientes sociais urbanos. Revista crítica de ciências sociais. No 51, 1998. FRÓIS, Katja Plots. Mais ética, menos estética. Cadernos de arquitetura e urbanismo. V, 10. N.11, PUCMG, 2003 Disponível em http://periodicos.pucminas.br/index.php/Arquiteturaeurbanismo/article/view/757 KATAKURA, Paula. Mapas táteis: levantamentos e organização de formulário. 2012. Disponível em: https://mapatatil.wordpress.com/2012/12/05/mapas-tateis-levantamentos-e- organizacao-de-formulario/. Acesso em: 02 de dezembro de 2015 LYNCH, Kevin. A imagem da cidade. Edições 70. 1960 LYNCH, Kevin. Good city form. MIT, 1984. MARINI, Maiara Marjore. Projeto piloto: Calçada para todos. 2012 Disponível em: http://pro.casa.abril.com.br/photo/projetopiloto-calcada-de-todos-1?context=user. Acesso em 18 de janeiro de 2016. PEREIRA, Silvia Regina. Percursos Urbanos: Mobilidade espacial, acessibilidade e o direito a cidade. Barcelona, 2008 in X colóquio internacional de geocrítica. Disponível em: http://www.ub.edu/geocrit/-xcol/297.htm PULS, Mauricio. Arquitetura e filosofia. Editora Anablume. São Paulo. 2006. THESBITA, Lucinda Domingos Bittencourt. Mapa tátil como recurso de acessibilidade à cidade: um estudo de caso na estação do metrô Santa Cruz da cidade de São Paulo. Dissertação de mestrado. 2013 GUIMARÃES, Natanael Andrade. BARBIERI, Maria Júlia. Cléo: De cegos na cidade à cidade de invisíveis. Disponível em: http://www.webartigos.com/_resources/files/_modules/article/article_105859_201303261033 20b720.pdf. Acesso em 07 de dezembro de 2015. VASCONCELOS, R. A. A cartografia tátil e o deficiente visual: uma avaliação das etapas de produção e uso do mapa. Tese. USP, São Paulo, 1994. WOLFF, Alexander. Drawing subway Maps: A survey.
Como citar:

SANTOS, Deborah Macêdo dos; PONTES, Thiago Bessa; LANDIM, Camila Bandeira Pinheiro; "O CEGO E A CIDADE", p. 489-490 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/eneac2018-038

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações