Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Incluir começa por ouvir: estudando a percepção ambiental de crianças com Síndrome de Down

Include starts by listening: studying the environmental perception of children with Down Syndrome

Queiroz, Virginia Magliano; Ornstein, Sheila W.; Elali, Gleice Azambuja;

Artigo completo:

A inclusão social de pessoas com deficiência (PD) é um tema em crescente evidência nos últimos 40 anos. No campo de Arquitetura e Urbanismo o assunto já resultou em inúmeras pesquisas voltadas para a acessibilidade do ambiente, quer às PDs quer à população como um todo; entre elas a escola tem sido um dos objetos de estudo mais trabalhados, em busca de maior bem-estar e qualidade de vida para seus usuários, em especial os estudantes e dentre eles as crianças - embora em geral elas sejam pouco consultadas diretamente, sobretudo aquelas com deficiência intelectual. A justificativa para essa situação está na dificuldade de entender sua opinião, e resultou no desenvolvimento de uma tese que propôs instrumentos para coleta de dados sobre a percepção do ambiente construído aplicáveis a crianças com Síndrome de Down (SD). Recortando a pesquisa realizada, este artigo tem o objetivo de apresentar alguns resultados obtidos na investigação, a fim de lançar luzes sobre a possibilidade de acatar a opinião de tais crianças na avaliação do ambiente construído. Conclui-se que as crianças com SD podem participar ativamente no processo avaliativo em AU, condição potencialmente extensível a outras pessoas com Síndrome de Down.

Artigo completo:

The social inclusion of people with disabilities (PD) is a subject that has been growing in evidence for the last 40 years. In the field of Architecture and Urbanism the theme has already resulted in numerous researches aimed at the accessibility of the environment, to the PDs and to the general population; among than the school has been one of the most studied objects of study in search of greater well-being and quality of life for users, especially the students and among than, the children - although in general they are little consulted directly, especially those with intellectual disabilities. The justification for this situation lies in the difficulty of understanding their opinion, and resulted in the development of a thesis that proposed instruments for collecting data on the perception of the built environment applicable to children with Down Syndrome (DS). The aim of this article is to present some results obtained in the research, in order show the possibility of accepting the opinion of such children in the evaluation of the built environment. It is concluded that children with DS can participate actively in the evaluation process in AU, a condition potentially extendible to other people with Down syndrome.

Palavras-chave: Crianças com deficiência intelectual; Síndrome de Down; inclusão; qualidade espacial,

Palavras-chave: Children with intellectual disability, Down Syndrome, inclusion, spatial quality,

DOI: 10.5151/eneac2020-24

Referências bibliográficas
  • [1] -
Como citar:

Queiroz, Virginia Magliano; Ornstein, Sheila W.; Elali, Gleice Azambuja; "Incluir começa por ouvir: estudando a percepção ambiental de crianças com Síndrome de Down ", p. 217-225 . In: Anais do VIII Encontro Nacional de Ergonomia do Ambiente Construído e do IX Seminário Brasileiro de Acessibilidade Integral. São Paulo: Blucher, 2020.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/eneac2020-24

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações