Resumo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Estudo de caso: avaliação ergonômica como conforto ambiental integrado em São Paulo

Case study: ergonomic evaluation as integrated environmental comfort in São Paulo

Luiz, Larissa A.; Novaes, Gabriel B. A.; Monteiro, Leonardo M.; Mülfarth, Roberta C. K;

Resumo:

O trabalho propõe uma reflexão sobre a forma integrada com que percebemos as diferentes variáveis ambientais no espaço urbano, trazendo uma compreensão do conceito de “ergonomia” enquanto conforto ambiental integrado. É, portanto, uma análise crítica do aspecto interdisciplinar da ergonomia, feita com base em levantamentos empíricos realizados em diferentes épocas e locais de São Paulo contemplando medições in loco de dados ambientais e questionários aplicados aos pedestres. Além de entender a ergonomia como uma área multidisciplinar muito mais complexa do que os aspectos dimensionais, as pesquisas auxiliaram na compreensão do desempenho global dos espaços externos e no entendimento de que o conforto do usuário vai além de valores de temperatura e níveis de ruídos, observando que a percepção do espaço da via é um fator subjetivo decisivo para a escolha do usuário por um espaço em detrimento de outro. Conclui-se que a ergonomia aplicada à leitura do espaço urbano aberto deve ser compreendida como uma percepção completa do ambiente e que o conforto se caracteriza por uma complexa relação de fatores ambientais, sociais, psicológicos e culturais que devem ser lidos em comunhão. Não basta definir números mínimos e máximos de quantidade de luz, calor e ruído para qualificar um espaço.

Resumo:

The paper proposes a reflection on the integrated way with which we perceive the different environmental variables in the urban space, bringing an understanding of the concept of “ergonomics” as integrated environmental comfort. It is, therefore, a critical analysis of the interdisciplinary aspect of ergonomics, based on empirical surveys conducted at different times and locations in São Paulo, contemplating on-site measurements of environmental data and questionnaires applied to pedestrians. In addition to understanding ergonomics as a much more complex multidisciplinary area than dimensional aspects, the research has helped to understand the overall performance of outdoor spaces and to comprehend that user comfort goes beyond temperature values and noise levels, noting that the perception of street space is a decisive subjective factor for the user's choice for one space over another. It is concluded that the ergonomics applied to the reading of the open urban space should be understood as a complete perception of the environment and that comfort is characterized by a complex relation of environmental, social, psychological and cultural factors that should be read in communion. It is not enough to set minimum and maximum values of light, heat and noise to qualify a space.

Palavras-chave: conforto ambiental, conforto urbano, ergonomia,

Palavras-chave: environmental comfort, urban comfort, ergonomics,

DOI: 10.5151/singeurb2019-90

Referências bibliográficas
  • [1] BISTAFA, S. R. Acústica Aplicada ao Controle de Ruído. São Paulo: Editora Edgard Blücher Ltda., 2006.
  • [2] LUIZ, L. A. Avaliação, sob o enfoque ergonômico, de edifícios modernistas construídos em São Paulo entre 1930 e 1964 - Áreas Externas. São Paulo: Relatório Final de Iniciação Científica. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU USP), 2016.
  • [3] MONTEIRO, L. M. Modelos Preditivos de Conforto Térmico - Quantificação de relações entre variáveis microclimáticas e de sensação térmica para avaliação e projeto de espaços abertos. São Paulo: Tese de Doutorado. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU USP), 2008.
  • [4] NOVAES, G. A. Conforto Termoacústico do Pedestre em São Paulo e Influência de Outras Variáveis Ambientais. São Paulo: Relatório Final de Iniciação Científica. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU USP), 2015.
  • [5] SCHMID, A. L. A Ideia de Conforto - Reflexões sobre o Ambiente Construído. Curitiba: Pacto Ambiental, 200
  • [6] VILLAROUCO, V. Identificação de parâmetros para concepção de espaços ergonomicamente adequados à habitação social. Anais do 5º Ergodesign - 5º Concresso Internacional de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces Humano-Tecnologia - Produtos, Programa, Informação e Ambiente Construído. Rio de Janeiro: Laboratório de Ergodesign e Usabilidade de Interfaces (LEUI) da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). 2005.
Como citar:

Luiz, Larissa A.; Novaes, Gabriel B. A.; Monteiro, Leonardo M.; Mülfarth, Roberta C. K; "Estudo de caso: avaliação ergonômica como conforto ambiental integrado em São Paulo", p. 669-674 . In: Anais do II Simpósio Nacional de Gestão e Engenharia Urbana. São Paulo: Blucher, 2019.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/singeurb2019-90

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações