Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

DO PRESENCIAL AO VIRTUAL: ANALISANDO AS CONTRADIÇÕES AO REESTRUTURAR AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE LÍNGUA INGLESA

RAMOS, Samantha G. M.;

Artigo Completo:

Este artigo relata uma investigação sobre os processos de ensino situados em ambientes informatizados de aprendizagem e constituídos por Objetos de Aprendizagem Digitais (OAD). Em 2015, um grupo de docentes da UEL iniciou a criação de OAD para compor as atividades de em um curso no Moodle explorando os conteúdos teóricos básicos para a prática do futuro professor de Inglês. Neste texto, investigo as contradições que surgiram durante a elaboração destes OAD através da Teoria da Atividade (Engestrom, 2000) contando com extratos dos encontros realizados pelos docentes envolvidos e com os próprios materiais elaborados a fim de desvendar os caminhos da inserção de OAD em processos de formação inicial de professores de línguas estrangeiras.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Objetos digitais, aprendizagem, formação inicial,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/edupro-clafpl2016-063

Referências bibliográficas
  • [1] ENGESTRÖM, Y., Miettinen, R., & Punamäki, R-L. (Eds.). (1999). Perspectives on activity theory. Cambridge: Cambridge University Press.
  • [2] HUGUES et al (Eds.). Apoio a professores para a criação de conteúdos em ambientes de aprendizagem: Manual de e-learning para professores. Projeto TACCLE, 2009. Disponível em http://erte.dge.mec.pt/files/@crie/1283778458_TACCLEportugees.pdf Acessado em 15 de abril de 2015.
  • [3] LEONTIEV, A. N. The problem of activity in psychology. Soviet Psychology, v.13, n.2, p.4-33, 1974.
  • [4] MARTIN, A. Literacies for the digital age. In: Digital Literacies for learning, ed Allan Martin and Dan Madigan, 3-25. London: Facet Publishing, 2006
  • [5] ORTENZI, D.I.B.G. et al. Roteiros Pedagógicos para a Prática de Ensino de Inglês. Londrina, EDUEL, 2008.
  • [6] ROTH, W.-M. (2004). Activity theory and education: An introduction. Mind, Culture and Activity, 11, 1-8.
  • [7] WILEY, D. A. (2000). Connecting learning objects to instructional design theory: A definition, a metaphor, and a taxonomy. In D. A. Wiley (Ed.), The Instructional Use of Learning Objects: Online Version. Disponível em http://reusability.org/read/chapters/wiley.doc Acessado em 15 de abril de 2015.
Como citar:

RAMOS, Samantha G. M.; "DO PRESENCIAL AO VIRTUAL: ANALISANDO AS CONTRADIÇÕES AO REESTRUTURAR AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE LÍNGUA INGLESA", p. 802-811 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-695X, DOI 10.5151/edupro-clafpl2016-063

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações