Resumo - Open Access.

Idioma principal

Arte no Instagram: museus imaginários, contracolecionismo e imagens em movimento

LAVIGNE, N. C.;

Resumo:

O objetivo central desta pesquisa é estudar o impacto da reprodução fotográfica de obras de arte no espaço dos museus e o compartilhamento dessas imagens no Instagram. Criado em 2010, época em que o museus começaram a repensar as proibições de se usar celulares ou câmeras nas salas expositivas, o aplicativo acompanhou o surgimento de um fenômeno que vem transformando a forma como nos relacionamos com as obras originais. Ela aponta para uma outra cultura da memória, que pressupõe a musealização do museu e do cotidiano mediada pelo celular. A análise dessa questão é feita sob três perspectivas. A primeira delas baseia-se na ideia de museu imaginário de André Malraux, refletindo sobre os diversos deslocamentos da obra de arte de seu contexto original, e como a acessamos nesta plataforma digital. Uma segunda abordagem interpreta o fenômeno em relação ao chamado contracolecionismo, que apresenta novas metodologias de arquivamento on-line e desafia as práticas institucionais, assim como o impacto causado pela musealização do próprio museu desde que o uso de celulares nos espaços expositivos passou a ser permitido. O terceiro viés da pesquisa se debruça sobre a interface digital do Instagram, tanto na forma como as imagens são vistas nos perfis dos usuários ou pelas hashtags, para analisar novas relações que surgem entre obras de diversos períodos e estilos dispostas lado-a-lado – seja pela configuração aleatória das hashtags ou pela tentativa de se criar uma narrativa curatorial.

Resumo:

Palavras-chave: redes sociais; instagram; circulação de imagens; museu imaginário; contracolecionismo,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/spddesign-0019

Referências bibliográficas
  • [1] -
Como citar:

LAVIGNE, N. C.; "Arte no Instagram: museus imaginários, contracolecionismo e imagens em movimento", p. 1-2 . In: Anais do 1º Seminário de Pesquisa em Design do Programa de Pós-Graduação em Design da FAUUSP [Blucher Design Proceedings]. São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/spddesign-0019

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações