Resumo - Open Access.

Idioma principal

A RELAÇÃO ENTRE DESIGN E ARTESANATO E A IMPORTÂNCIA DA INTERDISCIPLINARIDADE NA PRÁTICA DO DESIGN COLABORATIVO

Izidio, Luiz Lagares; Cruz, Bárbara de Oliveira; Couto, Rita Maria; Novaes, Luiza; Farbiarz, Jackeline Lima;

Resumo:

Este artigo trata das relações entre design e artesanato no cenário de projetos sociais com produção artesanal, em que ações de coletividade e colaboração se apresentam como formas importantes de mediação. O artigo pretende mostrar a importância dessa relação para a construção de um pensamento de design expandido para além das práticas projetuais e leva em conta o contexto social e político para soluções mais sustentáveis em nível ambiental, social e econômico. Para tanto , traçamos um paralelo entre essa atuação coletiva, colaborativa e complexa do design e as abordagens multidisciplinares, interdisciplinares e transdisciplinares. Pensando na complexidade dessa ação , buscamos identificar , em exemplos práticos, elementos importantes no papel estratégico do designer ne sse processo de inovação social.

Artigo selecionado para publicação na Strategic Design Research Journal (http://revistas.unisinos.br/index.php/sdrj)  — Disponível em breve 

Resumo:

PDF disponível em breve

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/despro-ped2016-0081

Referências bibliográficas
  • [1] CABRAL, Fabrícia Guimarães Sobral. Saberes sobrepostos: design e artesanato na produção de objetos culturais. Rio de Janeiro: PUC-Rio, 2007.
  • [2] CARDOSO, Rafael. Design para um mundo complexo. São Paulo: Cosac Naify, 201
  • [3] COUTO, Rita Maria de Souza. Reflexões sobre design social. Rio de Janeiro: PUC-Rio, 1992.
  • [4] COCCO, Giuseppe e alii ( Org.). Capitalismo cognitivo: trabalho, redes e inovação. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.
  • [5] COCCO, Giuseppe. Korpobraz: por uma política dos corpos. Rio de Janeiro: Mauad. 2014.
  • [6] DINIZ, Lília. Design e artesanato: uma relação social. A Casa, 2013. Disponível em: http://www.acasa.org.br/biblioteca_texto.php?id=464 (acesso em 20/06/2015).
  • [7] LORIERI, Marcos Antônio. Busca da superação da fragmentação dos saberes nas práticas educativas: aportes históricos e contribuições do pensamento complexo de Edgar Morin. VII Congresso Luso-Brasileiro de História da Educação, 2008.
  • [8] MANZINI, Ezio. Design para a inovação social e sustentabilidade: comunidades criativas, organizações colaborativas e novas redes projetuais. Coordenação de tradução Carla Cipolla; equipe Elisa Spampinato, Aline Lys Silva. Rio de Janeiro: E-papers, 200
  • [9] MELO NETO, Francisco Paulo de; FROES, César. Empreendedorismo social, a transição para a sociedade sustentável. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2002 .
  • [10] RENA, Natacha [Org.]. Territórios aglomerados. Belo Horizonte: Ed. FUMEC; Faculdade de Engenharia e Arquitetura, 20
  • [11] SENNETT, Richard. Juntos: os rituais, os prazeres e a política da cooperação. Rio de Janeiro: Record, 2013.
  • [12] SOMMERMAN, Américo. Inter ou transdisciplinaridade? D a fragmentação disciplinar ao novo diálogo entre os saberes. 2. ed. São Paulo: Paulus, 2006.
  • [13] THAKARA, John. Plano B: o design e as alternativas viáveis em um mundo complexo. São Paulo: Editora Saraiva, 2008.
Como citar:

Izidio, Luiz Lagares; Cruz, Bárbara de Oliveira; Couto, Rita Maria; Novaes, Luiza; Farbiarz, Jackeline Lima; "A RELAÇÃO ENTRE DESIGN E ARTESANATO E A IMPORTÂNCIA DA INTERDISCIPLINARIDADE NA PRÁTICA DO DESIGN COLABORATIVO", p. 947-957 . In: Anais do 12º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [= Blucher Design Proceedings, v. 9, n. 2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-ped2016-0081

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações