Resumo expandido - Open Access.

Idioma principal

A PERCEPÇÃO DE SURDOS COMO SUBSÍDIO AO PROJETO: UM ESTUDO COM O USO DE MAQUETE FÍSICA

MEDEIROS, Ana Thereza Faria de; ELALI, Gleice Azambuja;

Resumo expandido:

Esse artigo apresenta uma experiência para facilitação da participação de surdos no projeto de laytout de livings em ambiente residencial. Apoiado nos conceitos de Projeto Participativo e DeafSpace, a atividade utilizou o modelo físico tridimensional como ferramenta para facilitar a comunicação entre o projetista/arquiteto e pessoas surdas. Participaram 12 surdos adultos, que realizaram experiencias de simulação por meio da manipulação de maquete, acompanhada por entrevistas e observações. Os resultados indicam a eficácia da metodologia utilizada, e apontam elementos essenciais para o projeto nesse campo.

Resumo expandido:

This article presents an experience to facilitate the participation of deaf people in the design of living room layouts. Based on the concepts of Participative Project and DeafSpace, the activity utilized the three-dimensional physical model as a tool to facilitate communication between the designer / architect and deaf people. Twelve deaf adults participated in the study, who performed simulation experiments through model manipulation, followed by interviews and observations. The results indicate the effectiveness of the methodology used, and point out essential elements for the project in this field.

Palavras-chave: projeto participativo; pessoas surdas; ambiente residencial; maquete física tridimensional.,

Palavras-chave: participative design; Deaf People; housing environment; three-dimensional physical model.,

DOI: 10.5151/eneac2018-mr01

Referências bibliográficas
  • [1] BAUMAN, H. DeafSpace: an architecture towards a more livable and sustainable world. In: BAUMAN, H.; MURRAY, J. J. (Ed.). Deaf Gain: Raising the stakes for human diversity. ed. London: University Of Minnesota, 2014. Cap. 22. Kindle Edition. BINS ELY, V. H. M. Acessibilidade Espacial: condições necessárias para o projeto de ambientes inclusivos. In: Ergonomia do ambiente construído e habitado: ambiente urbano, ambiente público, ambiente laboratorial / Organizadora Anamaria de Moraes – Rio de Janeiro: iUsEr, 2004. BORGES, M. M.; NAVEIRO, R. M. Expressão gráfica e projetos de engenharia, arquitetura e desenho industrial: considerações acerca das formas tradicionais e recursos computacionais para a representação do projeto. Ouro Preto: Revista Escola de Minhas, 200 Disponível em: . Acesso em: 17 março 2017. DISCHINGER, M.; BINS ELY, V. H. M.; PIARDI, S. M. D. G. Promovendo acessibilidade espacial nos edifícios públicos: Programa de Acessibilidade às Pessoas com Deficiência ou Mobilidade Reduzida nas Edificações de Uso Público. Florianópolis: MPSC, 2012. 161 p. ELALI, G. A. Mais do que paredes: algumas considerações sobre aspectos subjetivos da habitação. In: Anais do II congresso Brasileiro e I Ibero-americano de Habitação Social. Florianópolis, Santa Catarina, 2006. s/p. FARIAS, F.; SANDERSON, H. S; PORTO, V. Comunicação não-verbal e libras. In: XVI Congresso Internacional de Humanidades. Anais... . Brasília: Universidade de Brasília, 2013. p. 1 - 2. Disponível em: . Acesso em: 12 set. 2017. GANJU, A.; GUPTA, V.; KHOSLA, R. People’s participation in housing: proposed pilot Project. 2012. Disponível em: http://www.architexturez.net/+/subject-listing/000043.shtml. Acesso em 17 nov. 2016. HURLEY, A. K. How Gallaudet University’s Architects Are Redefining Deaf Space: The world’s only liberal arts institution for the Deaf creates an architectural movement. 2016. Disponível em: . Acesso em: 20 set. 2016. IMAI, C.; AZUMA, M. H.; RODRIGUES R.; ZALITE M. O modelo tridimensional físico como instrumento de simulação na habitação social. Gestão e Tecnologia de Projetos, São Paulo, v. 10, n. 2, p. 7-19, jul./dez. 2015 Disponível em: Acesso em 20 nov. 2016. IMAI, C. O processo projetual e a percepção dos usuários: O uso de modelos tridimensionais físicos na elaboração de projetos na habitação social. Ambiente construído, Porto Alegre, v.9, n.2. p. 105-118, abr/jun 2009. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Demográfico de 2010, Brasília, 2012. Disponível em https://censo2010.ibge.gov.br/resultados.html. Acesso em janeiro/2017. MEDEIROS, A. T. F. Projetando no Silêncio: Estratégias para participação de pessoas surdas em projetos de arquitetura residencial. Exame de Defesa (mestrado). Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo. Natal: UFRN, 2018. NEUFERT, E. A arte de projetar em arquitetura: princípios, normas e prescrições sobre construção, instalações, distribuição e programa de necessidades, dimensões de edifícios, locais e utensílios. São Paulo: Gustavo Gili, 1976. PRONK, E. Dimensionamento em arquitetura. João Pessoa: Editora Universitária/UFPB, 2003 ROZESTRATEN, A. S. O desenho, a modelagem e o diálogo. Arquitextos, São Paulo, ano 07, n. 078.06, Vitruvius, nov. 2006 . Acesso em: 17 ago. 2017. SANOFF, H. Multiple views of participatory design. Archnet-IJAR, V.2 (1), Mar/2008, p.57-69. Disponível em: http://www.academia.edu/184343/ MultipleViewsofParticipatoryDesign. Acesso em: 3 de maio de 2016. SANOFF, H. Special issue on participatory design. Design Studies, v. 28, n. 3, p. 213-215, 2007. Disponível em: . Acesso em: 18 de set de 2016. TYSIMBAL, K. A. Deaf space and the visual world – buildings that speaks: an elementary school for the deaf. Thesis. School of Architecture Planning and Preservation. Faculty of the Graduate School of the University of Maryland, College Park, EUA, 2010. VELOSO, M.; ELALI, G. A. Projeto como construção coletiva: da participação à colaboração – os desafios do ensino. In: III ENANPARQ: Anais do ..... São Paulo, 2014. Disponível em http://projedata.grupoprojetar.ufrn.br/dspace/ handle/123456789/2299. Acessado em outubro/2016. ZALITE, M. G. A. A simulação com modelo físico como modo de identificação das prioridades declaradas dos usuários no projeto de habitação de interesse social. Dissertação (Mestrado em Pós-graduação em Metodologia de Projeto em AU), Universidade Estadual de Londrina, 2016.
Como citar:

MEDEIROS, Ana Thereza Faria de; ELALI, Gleice Azambuja; "A PERCEPÇÃO DE SURDOS COMO SUBSÍDIO AO PROJETO: UM ESTUDO COM O USO DE MAQUETE FÍSICA", p. 11-22 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/eneac2018-mr01

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações