fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

VIABILIDADE DA PRODUÇÃO E SIMULAÇÃO DA SECAGEM DO MALTE DE MILHO

BAILLY, R.; SILVA FILHO, S. C. da ; SATO, N. M. N.; JÚNIOR, J. B. SEVERO; SOUZA, R. R. de; SANTANA, J. C. C.;

Artigo:

Este trabalho objetivou a simulação da secagem do malte de milho em um secador de ondas infravermelhas, bem como a produção e a análise das qualidades sensoriais da cerveja obtida a partir deste malte. Alguns modelos de secagem foram usados para simular as isotermas de secagem em 41, 45, 55, 65 e 69 °C. Duas cervejas foram preparadas a partir do malte de milho foram obtidas e suas qualidades foram comparadas com duas cervejas tradicionais de cevada. O custo de produção destas cervejas foi comparado para verificar a viabilidade econômica do processo. Os resultados mostraram que a melhor condição para a secagem do malte milho foi a 55 °C por 1,5 h de processo, e este tempo foi de cerca de 4 vezes menor do que a secagem em um secador convectivo. Comparando a qualidade sensorial da cerveja de milho mostrou que ela foi tão boa quanto às cervejas comerciais, além do seu custo ser 12% menor, o que torna este processo viável e competitivo.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-2091-15854-177629

Referências bibliográficas
  • [1] BIAZUS, J.P.M.; SOUZA, A.G.; SANTANA, J.C.C.; SOUZA, R.R.; TAMBOURGI, E.B. Optimization of drying process of Zea mays malt to use as alternative source of amylolytics enzymes. Braz. Arc. Bio. Technol. v.48, Special, p.185-190, 2005.
  • [2] BIAZUS, J.P.M.; SOUZA, R.R.; CURVELO-SANTANA, J.C.; TAMBOURGI, E.B. Otimização da secagem do malte de Zea mays. Ciênc. Tecnol. Aliment. v.26, n.4, p.787-792, 2006.
  • [3] CEYLAN, I. Determination of drying characteristics of timber by using artificial neural networks and mathematical models. Dry. Technol. v.26, n.12, p. 1469-1476, 2008.
  • [4] FERNANDES, F.A.N.; RODRIGUES, S. Application of Ultrasound and Ultrasound-Assisted Osmotic Dehydration in Drying of Fruits. Dry. Technol. v.26, n.12, p. 1509 – 1516, 2008.
  • [5] GUEDES, A.M.M.; FARIAS, L.J.G. Determinação da constante de secagem de urucum (Bixa orellana L.) em secador convectivo de leito fixo. Braz. J. Agroind. Prod. v.2, n.1, p.73-86, 2000.
  • [6] LEWIS, W.K. The rate of drying of solids materials. Ind. Eng. Chem.. 5, p.427-432, 1921.
  • [7] OMID, M.; BAHARLOOEI, A.; AHMADI, H. Modeling drying kinetics of pistachio nuts with multilayer feed-forward neural network. Dry. Technol. v.27, n.10, pp. 1069-1077, 2008.
  • [8] PHOUNGCHANDANG, S.; TOCHIP, L.; SRIJESDARUK, V. White mulberry leaf drying by heat pump dehumidified dryers. J. Agri. Sci. v.4(Special), p. 844-851, 200
  • [9] SANTANA, J.C.C.; ARAÚJO, S.A.; LIBRANTZ, A.F.H.; TAMBOURGI, E.B. Optimization of the corn malt drying by use of genetic algorithm. Dry. Technol. v.28,n.11,pp. 1236–1244, 2010.
  • [10] THOMPSON, T.L.; PEART, R.M.; FORSTER, G.H. Mathematical simulation of corn drying – A new model. Trans. ASAE. v.11, n.4, p. 582-586, 1968.
  • [11] WANG, C.Y.; SINGH, R.P.A single layer drying equation for rough rice. Amer. Soc. Agric. Bio. Eng. paper n°78-3001, 1978.
Como citar:

BAILLY, R.; SILVA FILHO, S. C. da ; SATO, N. M. N.; JÚNIOR, J. B. SEVERO; SOUZA, R. R. de; SANTANA, J. C. C.; "VIABILIDADE DA PRODUÇÃO E SIMULAÇÃO DA SECAGEM DO MALTE DE MILHO", p. 5187-5194 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-2091-15854-177629

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações