Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Transmídia na Educação – Link para Inclusão

Transmedia in Education – Link for Inclusion

Primo, Lane; Ulbricht, Vânia; Vanzin, Tarcísio; Fadel, Luciane;

Artigo Completo:

This paper presents the results of a systematic review of the literature to identify how transmedia is used in Education. The motivation for this study arises from the observation of the growth of the participation of students with disabilities in distance learning courses, the projection of increased development of learning objects and multimedia for use in these courses, therefore, requiring care for accessibility.The information gathered reveal thoughts about student’s experience and have resulted in recommendations and proposals with a view to enhancing inclusion.

Artigo Completo:

This paper presents the results of a systematic review of the literature to identify how transmedia is used in Education. The motivation for this study arises from the observation of the growth of the participation of students with disabilities in distance learning courses, the projection of increased development of learning objects and multimedia for use in these courses, therefore, requiring care for accessibility.The information gathered reveal thoughts about student’s experience and have resulted in recommendations and proposals with a view to enhancing inclusion.

Palavras-chave: Educação, Transmídia, Acessibilidade, Design Instrucional, Colaboração,

Palavras-chave: Educação, Transmídia, Acessibilidade, Design Instrucional, Colaboração,

DOI: 10.5151/despro-sigradi2015-100378

Referências bibliográficas
  • [1] Referências
  • [2] ABED, Associação Brasileira de Educação a Distância. (2014). Censo EAD.BR 2013 Relatório Analítico da Aprendizagem a Distância no Brasil. Curitiba: Ibpex, 2014. p. 109
  • [3] ABRH. Associação Brasileira de Recursos Humanos. (2014). Pesquisa traz dados sobre o RH e os profissionais com deficiência. Artigo online. Disponível em: http://abrhnacional.org.br/noticias/2505-pesquisa-traz-dados-sobre-o-rh-e-osprofissionais-com-deficiencia.html. Acesso: 18/5/15.
  • [4] Alvarez, C., Salavati, S., Nussbaum, M. & Milrad, M. (2013). Collboard: Fostering new media literacies in the classroom through collaborative problem solving supported by digital pens and interactive whiteboards. Computers & Education. Volume: 63. Páginas: 368-379.
  • [5] Brasil. (2002). Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras e dá outras providências. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/. Acesso: 14/6/2015.
  • [6] ______. Casa Civil. Presidência da República. (2009). Decreto 6.049, de 25 de agosto de 2009. Decreto. 2009. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Decreto / D6949.htm. Acesso: 14/6/2015.
  • [7] ______. Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR). Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPD). (2012).Cartilha do Censo 2010 – Pessoas com Deficiência. Luiza Maria Borges
  • [8] Oliveira. Coordenação-Geral do Sistema de Informações sobre a Pessoa com Deficiência; Brasília: SDH-PR/SNPD. 32p. Disponível em: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/ sites/default/files/publicacoes/cartilha-censo-2010-pessoas-com-deficienciareduzido.pdf. Acesso: 11/8/15.
  • [9] ______. Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. (2014). Artigo eletrônico Cresce em 8,3% o número de pessoas com deficiência com contrato formal de trabalho. Assessora de Comunicação Social. Disponível em: http://www.sdh.gov.br/noticias/2014/novembro/cresce-em-8-3-onumero-de-pessoas-com-deficiencia-com-contrato-formalde-trabalho. Acesso: 20/4/15.
  • [10] Bordignon, P. M., Sarmento, D. F. (2011). Capacitação profissional de pessoas com deficiência: um estudo de caso no Secap/Faders in Boletim Técnico Senac – A Revista da
  • [11] Educação Profissional. Vl. 37, Nº 1, jan/abr. Rio de Janeiro: Editora Senac Nacional, 2011. p. 34-47. Disponível em: http://www.senac.br/BTS/371/ artigo4.pdf. Acesso: 27/4/15
  • [12] Cohen, D. (2011). Cyberbullying Not “Much Ado About Nothing” on Facebook. SocialTimes. Disponível em: http://www.adweek.com/ socialtimes/cyberbullying-not-muchado-about-nothing-on-facebook/57351. Acesso: 8/9/15.
  • [13] Flores, A. R. B., Ulbricht, V. R. (2015). A afetividade na aprendizagem de deficientes visuais in Inovação em práticas e tecnologias para aprendizagem. Raul Inácio Busarello, SIGRADI 2015
  • [14] Patrícia Bieging, Vânia Ribas Ulbricht, organizadores. – São Paulo: Pimenta Cultural, 2015. 410p.
  • [15] Hall, L. Hume, C., Tazzyman, S. Engaging (2015). Children in Interactive Application Evaluation. Enfance n◦ 1. pp. 35-66
  • [16] Illera, J. L. R. (2010) Os conteúdos em Ambientes Virtuais: Organização, códigos e formatos de representação in Coll, C., Monereo, C. Psicologia da Educação Virtual: Aprender e Ensinar com as Tecnologias da Informação e da Comunicação. Trad. Naila Freitas. Porto Alegre: Artmed. 365p.
  • [17] Jenkins, H. (2009). Cultura da convergência. Trad. Susana Alexandria. 2. Ed. São Paulo: Aleph.
  • [18] Lamb, A. (2011). Reading Redefined for a Transmedia Universe. Learning & Leading with Technology. Vol.39(3), p.12-17.
  • [19] Macedo, C. M. S. (2010). Diretrizes para criação de objetos de aprendizagem acessíveis. Tese para obtenção do título de Doutor no programa Pós Graduação em Engenharia e
  • [20] Gestão do Conhecimento – PPEGC, da Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis. Disponível em: http://btd.egc.ufsc.br/wp-content/uploads/2011/04/Claudia-Mara-
  • [21] Scudelari-de-Macedo.pdf. Acesso: 10/3/15.
  • [22] ______. (2013). Diretrizes de Apoio à Criação de Objetos de Aprendizagem Acessíveis. Infodesign (SBDI. Online), v. 10, p. 123-136. Disponível em: http://www.infodesign.org.br/infodesign/article/view/193. Acesso: 15/8/2015.
  • [23] Obregon, R. F. A., Vanzin, T., Ulbricht, V. R. (2015). Revisão Sistemática de Literatura processos de aprendizagem das pessoas surdas ou com deficiência auditiva e pessoas cegas ou com deficiência visual. Capítulo 5 in AVA Inclusivo: recomendações para design instrucional na perspectiva da alteridade. São Paulo: Pimenta Cultural. 234p.
  • [24] Pence, H. E. (2012). Teaching with Transmedia. Journal of Educational Technology Systems, Annual. Vol.40(2), p.131.
  • [25] Quevedo, S. R. P. & Ulbricht, V, R. (2011). Como os cegos aprendem in Ulbricht, V.; Vanzin, T. & Villarouco, V. Ambiente Virtual de Aprendizagem Inclusivo. Florianópolis: Pandion. 352p.
  • [26] ______, S. R. P.; Busarello, R. I. & Vanzin, T. (2011). A Comunicação com o aluno surdo in Ulbricht, V., Vanzin, T. & Villarouco, V. Ambiente Virtual de Aprendizagem Inclusivo. Florianópolis: Pandion. 352p.
  • [27] Raybourn, E.M. (2014). A new paradigm for serious games: Transmedia learning for more effective training and education. Journal of Computational Science. 5 (3), pp. 471-481
  • [28] Revelle, G., Reardon, E., Cook, K., Sandberg, M., Spasojevic, M., (2014). Electric agents: Combining collaborative mobile augmented reality and web-based video to reinvent interactive television. Computers in Entertainment (CIE) - Theoretical and Practical Computer Applications in Entertainment. Volume 12 Issue 3. ACM New York, NY, USA. EISSN: 1544-3574 doi>10.1145/2702109.2633413.
  • [29] Rodrigues, P. & Bidarra, J. (2014). Transmedia storytelling and the creation of a converging space of educational practices. International Journal of Emerging Technologies in Learning. Volume 9, Issue 6, 2014, Pages 42-48.
  • [30] Rogers, Y., Sharp, H., Preece, J. (2013). Design de interação: além da interação humano-computador. Tradução: Isabela Gasparini; revisão técnica: Marcelo Soares Pimenta. 3ª. Ed. Porto Alegre: Bookman.
  • [31] Sampaio, R.F.; Mancini, M.C. (2007). Estudos de revisão sistemática: um guia para síntese criteriosa da evidência científica. Rev. bras. fisioter., São Carlos , v. 11, n. 1, p. 83-89.
  • [32] Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552007000100013&lng=en&nrm=iso. Acesso: 10/3/15. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-35552007000100013.
  • [33] Santaella, L. (2013). Matrizes da Linguagem e Pensamento: Sonora Visual Verbal: Aplicações na Hipermídia.3ª Ed. 4ª Reimp. São Paulo. Iluminuras:Fapesp.
  • [34] Senac. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial. Administração Regional do Ceará. (2014). Relatório de Produção - Atendimento a Pessoas com Deficiência 2013. Gerência de Inclusão e Tecnologia Social. Fortaleza: 2014. (Relatório).
  • [35] ______. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial. Administração Regional do Ceará. (2015). Relatório de Produção - Atendimento a Pessoas com Deficiência 2014. Gerência de Inclusão e Tecnologia Social. Fortaleza. (Relatório).
  • [36] Silva, A. R. L., Sartori A. S., Spanhol, F. J. (2013). Convergência das mídias na Educação a Distância: Tessituras Plurais in Tecnologia e novas mídias: da educação às práticas culturais e de consumo. Patrícia Bieging, Raul Inácio Busarello, Vânia Ribas Ulbricht, Lídia Oliveira, organizadores. - São Paulo: Pimenta Cultural, 2013. 274p.
Como citar:

Primo, Lane; Ulbricht, Vânia; Vanzin, Tarcísio; Fadel, Luciane; "Transmídia na Educação – Link para Inclusão", p. 609-617 . In: . São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2318-6968, ISBN: 978-85-8039-136-7
DOI 10.5151/despro-sigradi2015-100378

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações