fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

SECAGEM CONVECTIVA DA BANANA PACOVAN NO ESTÁDIO DE MATURAÇÃO VERDE

CORREIA, J. L. A.; SOUZA, R. M. S.; SILVA, F. L. H.; SANTOS, K. M. de A. dos; MARQUES, O. M.; PIRES, V. C. F.;

Artigo:

O Nordeste O Nordeste do Brasil é responsável pela maior produção de bananas do país, com cerca de 2,862 milhões de toneladas em 2012, entretanto, as altas temperaturas da região são responsáveis por expressivas perdas deste fruto in natura. Este trabalho apresenta os parâmetros cinéticos envolvidos na secagem convectiva da banana Pacovan no estádio de maturação verde. Foi realizado um planejamento fatorial completo

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0203-26552-182540

Referências bibliográficas
  • [1] AZOUBEL, P. M.; BAIMA, M. do A. M.; AMORIM, M. da R. Effect of ultrasound on banana cv Pacovan drying kinetics. Journal of Food Engineering, v. 97, p.194-198, 2010.
  • [2] BEZERRA, C. V.; AMANTE, E. R.; RODRIGUES, A. M. C.; SILVA, L. H. M. Green banana (Musa cavendishii) flour obtained in spouted bed functional and morphological Área temática: Engenharia e Tecnologia de Alimentos 7characteristics of the starch. Industrial Crops Products, Netherlands, v. 41, p. 241-249, 2013.
  • [3] BORGES, A. M.; PEREIRA, J.; LUCENA, E. M. P. Green banana flour characterization, Food Science Technology, Cambridge, v. 2, p. 333-339, 2009.
  • [4] DANDAMRONGRAK, R.; MASON, R.; YOUNG, G. The effect of pretreatments on the drying rate and quality of dried bananas. Int. J. Food Sci. Technol, v. 38, p. 877–882, 2003.
  • [5] IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Produção Brasileira de banana. Disponível em: www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/.../lspa/lspa_2 2 2.pd INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Normas analíticas do Instituto Adolfo Lutz: métodos químicos e físicos para análises de alimentos. 3. ed. São Paulo, v. 1, 1985, 533 p. HENDERSON, S. M.; PABIS, S. Grain drying theory I. Temperature effect on drying coefficient. Journal of Agricultural Engineering Research, v. 6, n. 3, p. 169-174, 1961.
  • [6] LEITE, J. B.; MANCINI, M. C.; BORGES, S. V. Effect of drying temperature on the quality of dried bananas cv. prata and d''água. Lebensmittel Wissenschaft und Technology, v. 40, n. 2, p. 319-323, 2007.
  • [7] MACHADO, A. M.; SOUZA, M. C.; JUNQUEIRA, M. S.; Cinéticas de secagem do abacaxi cv. Pérola. Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer, Goiânia, v.8, n.15; p. 2012 ORDÓNEZ, J. A. (organizador). Tecnologia dos Alimentos. Porto Alegre: Artmed, 2007 (reimpressão) 294p. PAGE, G. E. Factors influencing the maximum of air drying shelled corn in thin layer. Thesis dissertation (M.Sc.) – Purdue University, Indiana, 1949.
  • [8] SANTOS, C.T.; BONOMO, R.F.; CHAVES, M.A.; FONTAN, R.C.I.; BONOMO, P. Cinética e modelagem da secagem de carambola (Averrhoa carambola L.) em secador de bandeja. Acta Scientiarum. Technology. v. 32, n. 3, p. 309-313, 2010.
  • [9] TELIS, V.R.N.; LOURENÇON, V.A.; GABAS, A.L.; ROMERO, J.T. Taxas de secagem de uva rubi submetida a pré-tratamentos químicos para a produção de passas. Pesquisa Agropecuária Brasileira. v.41, n.3, p.503-509, 2006.
  • [10] TRIBESS, T. B.; HERNANDEZ-URIBE, J. P.; MENEZES, E.W.; BELLO-PEREZ, L. A.; Thermal properties and resistance starch content of green banana flour produced at different drying conditions. Food Sc. Technol., London, v. 42, p.1022-1025, 2009.
Como citar:

CORREIA, J. L. A.; SOUZA, R. M. S.; SILVA, F. L. H.; SANTOS, K. M. de A. dos; MARQUES, O. M.; PIRES, V. C. F.; "SECAGEM CONVECTIVA DA BANANA PACOVAN NO ESTÁDIO DE MATURAÇÃO VERDE", p. 3233-3240 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0203-26552-182540

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações