Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

RELEVÂNCIA DO MODELO DE EMBREAGEM NO DESEMPENHO LONGITUDINAL DO VEÍCULO

Eckert, Jony Javorski ; Santiciolli, Fabio Mazzariol; Costa, Eduardo dos Santos; Cardoso, Arthur Germano; Dedini, Franco Giuseppe;

Artigo Completo:

componentes denominados placa e volante, ligando o virabrequim do motor à caixa de redução. A interação entre placa e volante é controlada por meio do pedal de embreagem que, quando acionado, determina o distanciamento entre as partes, caracterizando o grau de acoplamento da embreagem. O acoplamento máximo ocorre quando o pedal é liberado. Nesta condição, uma mola pressiona a placa contra o volante. A maioria dos modelos de dinâmica veicular longitudinal descrita pela literatura, despreza a influência da embreagem, assumindo que não haverá efeito adicional. Por este motivo, o objetivo deste trabalho é a comparação entre a dinâmica veicular longitudinal modelada convencionalmente com uma segunda modelagem, considerando o equacionamento analítico de uma embreagem. Finalmente, torna-se possível quantificar a relevância do modelo de embreagem para a análise longitudinal dinâmica. As simulações são executadas pelo MATLAB/Simulink®, que interage com um modelo de bancada inercial multicorpos implementado em Adams®.

Artigo Completo:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/engpro-simea-PAP6

Referências bibliográficas
  • [1] GILLESPIE, T.D. Fundamentals of Vehicle Dynamics. SAE International, 1 ed., 1992
  • [2] EHSANI, M.; GAO, Y. e EMADI, A. Modern electric, hybrid electric, and fuel cell vehicles: fundamentals, theory, and design. CRC, 2009.
  • [3] WONG, Jo Yung. Theory of ground vehicles. Wiley-Interscience, 2001
  • [4] LECHNER, Gisbert; NAUNHEIMER, Harald; RYBORZ, Joachim. Automotive transmissions: fundamentals, selection, design and application. Springer, 1999
  • [5] CROLLA, David A. (Ed.). Automotive engineering: powertrain, chassis system and vehicle body. Butterworth-Heinemann, 2009.
  • [6] RILL, P.D.G. Vehicle Dynamics. University of applied sciences, 2007. ScienceDirect, pp. 168 – 183, 200
  • [7] GENTA, G. Motor Vehicle Dynamics Modeling and Simulation. World Scientific, 2008.
  • [8] KULKARNI, Manish; SHIM, Taehyun; ZHANG, Yi. Shift dynamics and control of dualclutch transmissions. Mechanism and Machine Theory, v. 42, n. 2, p. 168-182, 2007.
  • [9] OLIVEIRA, Eude C. Modelagem e simulação de veículos elétricos e híbridos. 2005. Dissertação (Mestrado). Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.
  • [10] ECKERT, J.J.; SANTICIOLLI, F.M.; CORRÊA, F.C.; SILVA, L.C.D.A.E. e DEDINI, F.G. Avaliação do desempenho em aclives de veículos híbridos. SIMEA XX Simpósio Internacional de Engenharia Automotiva, 2012.
  • [11] CORRÊA, F.C.; SILVA, L.C. e DEDINI, F.G. Fuzzy control for hybrid vehicle. 21st Brazilian Congress of Mechanical Engineering, v. 1, 9, 20
  • [12] SERRAO, L., A.C.Z.; GUEZENNEC, Y. e RIZZONI, G. An aging model of ni-mh batteries for hybrid electric vehicles. IEEE Vehicle Power and Propulsion Conference (VPP05), v. 1, 78–85, 2005.
  • [13] ECOMODDER. Brake specific fuel consumption (BSFC) maps. Disponivel em: http://ecomodder.com Acesso em: 20/0712.
  • [14] GM. Manual do proprietário Chevrolet Celta 2013. General Motors do Brasil Ltda., 2012.
  • [15] HAIM, Diego. Redução da inércia rotacional no projeto do trem de força. 2011.
Como citar:

Eckert, Jony Javorski ; Santiciolli, Fabio Mazzariol; Costa, Eduardo dos Santos; Cardoso, Arthur Germano; Dedini, Franco Giuseppe; "RELEVÂNCIA DO MODELO DE EMBREAGEM NO DESEMPENHO LONGITUDINAL DO VEÍCULO", p. 41-59 . In: In Anais do XXI Simpósio Internacional de Engenharia Automotiva — SIMEA 2013. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/engpro-simea-PAP6

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações