fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

QUANTIFICAÇÃO DE PROTEÍNAS E ANÁLISE DE CINZAS ENCONTRADAS NAS FOLHAS E CAULE DA ORA-PRO-NÓBIS (PERESKIA ACULEATA MILLER)

GONÇALVES, J. P. Z.; SERAGLIO, J.; SILVA, L. L.; FERNANDES, S. C.; COSTELLI, M. C.; SAVIO, J.;

Artigo:

A ora-pro-nóbis é umatrepadeira nativa da flora brasileira, possui folhas carnosas e generosos espinhos em seus ramos. Esta planta é abundante com características agronômicas favoráveis ao seu cultivo, além de sobreviver a longos períodos de mudanças climáticas. Devido à quantidade relativamente grande de proteínas, é considerada uma alternativa para o incremento na alimentaçãohumana e animal. A matéria prima (folhas, caules e frutos) foramsecas em estufa e trituradas. A porcentagem de proteína bruta da planta foi analisada através do método de Kjeldahl, avaliando de forma indireta o nitrogênio total, apresentando, em base seca uma média, 27,79% de proteínas nas folhas, 13,04% no caule e 14,53% no fruto. Foi quantificado também o material inorgânico das folhas (cinzas), possuindo em média20,12% de matéria mineral. Os ensaios foram realizados em triplicata.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0167-26714-164573

Referências bibliográficas
  • [1] ALBUQUERQUE, M. G. P. T.; SABAA-SRUR, A. U. O.; FREIMAN, L. O.Composição centesimal e escore de amino-ácidos em três espécies de ora-pro-nobis(PereskiaaculeataMill., P. bleu De Candolle e P. pereskia (L) Karsten).Boletim SBCTA, Campinas, v. 25, n. 1, p. 7-12, 199
  • [2] ALMEIDA FILHO, J.; CAMBRAIA, J. Estudo do valor nutritivo do ora-pro-nóbis(Pereskiaaculeata Mill.). Revista Ceres, Viçosa, MG, v. 21, n. 114, p.105-111, 1974.
  • [3] ALMEIDA, M. E. F.; CORRÊA, A. D. Utilização de cactáceas do gênero Pereskia na alimentação humana em um município de Minas Gerais. Ciência Rural, Santa Maria, v.42, n.4, p.751-756, abr, 2012.
  • [4] CAMBRAIA, J. Valor nutricional do ora-pro-nóbis. Viçosa, MG: UFV, 1980.3 p. (Informe Técnico). DAYRELL, M. S. Extração e estudo do valor nutritivo de proteínas defolhas de ora pro nobis (Pereskiaaculeata Mill). 1977. 106 f. Tese(Doutorado em Ciências) - Universidade Federal de Minas Gerais, BeloHorizonte, 1977.
  • [5] DUARTE, M. R.; HAYASHI, S. S. Estudo anatômico de folha e caule de Pereskiaaculeata Mill. (Cactaceae). Revista Brasileira de Farmacognosia, Curitiba, v.15, n.2, p.103-109, abr./jun. 200
  • [6] KINUPP, Valdely Ferreira. Plantas alimentícias não-convencionais da região metropolitana de Porto Alegre, RS. Teses (Doutorado em Fitotecnia) – Faculdade de Agronomia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2007.
  • [7] INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz. v. 1:Métodos químicos e físicos para análise de alimentos. 3. ed. São Paulo: IMESP, 1985.
  • [8] p. 406.
  • [9] MORAN, V. C.; ZIMMERMANN, H. G. Biological control of cactus weeds of minor importance in South Africa. Agriculture, EcosystemsandEnvironment, v.37, p.37-55, 1991.
  • [10] NOGUEIRA, A. R. A.; SOUZA, G. B. Manual de Laboratórios: Solo, Água, Nutrição Vegetal, Nutrição Animal e Alimentos. Embrapa Pecuária Sudeste, São Carlos, 2005.
  • [11] 313p. PATERSON, I. D. et al. A pre-release assessment of the relationship between the invasive alien plant, Pereskiaaculeata Miller (Cactaceae), and native biodiversity in South Africa. Biologicalcontrol, v.57, p.59-65, 20
  • [12] ROCHA, D. R. C. et al.; Macarrão adicionado de ora-pro-nóbis (pereskiaaculeatamiller) desidratado.Alim. Nutr., Araraquara v.19, n.4, p. 459-465, out./dez 2008.
  • [13] Área temática: Engenharia e Tecnologia de Alimentos 5SANTOS, A. G. et al. Avaliação das atividades antimicrobiana sobre patógenos bucais e hemolítica das folhas de pereskiaaculeata. VII EPCC – Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar, Centro Universitário de Maringá, 2011.
  • [14] SANTOS, I. C. et al. Ora-pro-nóbis: da cerca à mesa. Circular técnica, n.177, dez., 2012, Empresa de pesquisa Agropecuária de Minas Gerais. SWIRSKI, E.; BEN-DOV, Y.; WYSOKI, M. 3.3.7 Other Subtropical Fruit Trees. Soft Scale Insects - Their Biology, Natural Enemies and Control, 1997.
  • [15] TAKEITI, C. Y. et al. Nutritive evaluation of non-conventional leafy vegetable(Pereskiaaculeata Miller). International Journal of Food Sciences and Nutrition, Hants, v. 60, n. 1, p. 148-160, 2009.
  • [16] TOFANELLI, M. B. D.; RESENDE, S.G.. Sistemas de condução na produção de folhas de ora-pro-nobis. Pesq. Agropec. Trop., Goiânia, v.41, n.3, p.466-469, jul./set. 2011.
  • [17] TURRA, A. F. et al. Avaliação das propriedades antioxidantes e susceptibilidade antimicrobiana de PereskiagrandifoliaHaworth (cactaceae). Arq. Ciênc. Saúde Unipar, Umuarama, v. 11, n. 1, p. 9- 14, jan./abr. 2007.
  • [18] YASUHARA, T.; NOKIHARA, K. High-throughput analysis of total nitrogen content that replaces the classic Kjeldahl method. Journal of agricultural and food chemistry, v. 49, p. 4581-4583, 2001.
Como citar:

GONÇALVES, J. P. Z.; SERAGLIO, J.; SILVA, L. L.; FERNANDES, S. C.; COSTELLI, M. C.; SAVIO, J.; "QUANTIFICAÇÃO DE PROTEÍNAS E ANÁLISE DE CINZAS ENCONTRADAS NAS FOLHAS E CAULE DA ORA-PRO-NÓBIS (PERESKIA ACULEATA MILLER)", p. 3127-3132 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0167-26714-164573

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações