fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

PREVENÇÃO DE RISCOS OPERACIONAIS E DINÂMICOS NA INDUSTRIA DE PROCESSOS, UMA DISCUSSAO EXPLORA TO RIA

AVILA, S. F.;

Artigo:

Este trabalho pretende discutir sobre como prevenir os riscos operacionais que adotaram uma realização dinâmica com uma legislação cada vez mais restritiva resultante das pressões da sociedade. Os grandes desafios serão dinâmicos e de alto impacto sobre a sustentabilidade da sociedade e da indústria. Segundo Rasmussem é importante que a indústria projete de forma adequada a tarefa a partir da multidisciplinaridade que se inicia nas demandas da sociedade. Desde a cultura de segurança bem estabelecida (métricas), a manutenção de estresse psicológico numa faixa controlável para evitar erros de decisão, análise dos sinais da rotina para operar sistemas críticos na área química (reações e utilidades), controle no consumo de combustível e emissão de C02, e a análise da complexidade da tarefa. A discussão sobre os riscos operacionais pretende indicar como preparar melhor os projetos industriais nos equipamentos, nas interfaces, nas especificações e no projeto de competências.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0858-23222-155735

Referências bibliográficas
  • [1] ÁVILA, S. F. Grupo de discussão sobre confiabilidade humana aplicada; Rede de Confiabilidade Humana Aplicada RECHA. Período 2008-2013. Disponível em: Andlt;[email protected];. 2009.
  • [2] Á VILA, S. F. Etiologia das Anormalidades Operacionais na Indústria. 2010. 298p. Tese (Doutorado em Ciências) - Escola de Química, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2010.
  • [3] A VILA, S. F. . Dependent Layer of Operation decision analyzes (LODA) to calculate Human Factor, a simulated case with PLG. ln: 7th Global Congress on Process Safety CCPS 2011, 2011, Chicago. Abstra, 2011.
  • [4] A VILA, S. F. ; SOUZA, C. R. O. ; SILVA, C. C. Worker behavior changing by dynamic culture. ln: 9th Global Congress on Process Safety, 2013, San Antonio. 9th GCPS, 2013.
  • [5] A VILA, S. F. Tools to Managerial Control to Mitigate the Dynamic Risk, and Effect of Crisis. ln: 9th Global Congress on Process Safety, 2013, San Antonio. 9th GCPS, 2013.
  • [6] ÁVILA S. F., BARROSO M. P. e QUINTELLA M. C., A Discussion: Human Factors at Risk Assessment. ln: RIO PIPELINE CONFERENCE Andamp; EXPOSITION. 2011, Rio de Janeiro.
  • [7] A VILA, S. F. ; LOPES, J. R. N. ; SOUZA, C. R. O .. Strategies to Industry Sustainability. ln: WREF 2012 - World Renewable Energy Forum, 2012, Denver. WREF 2012, 2012.
  • [8] A VILA, S. F.; PESSOA, F. L. P. ; CELSO F. Core competence building to avoid processes losses. Chemical Engineering Transactions, v. 18, p. 391-398, 200 Center for Chemical Process Safety (CCPS). Human Factors Methods for Improving Performance in the Process Industries. Daniel A. Crowl (Editor). ISBN: 978-0-470-11754-5. 248 pages. January 2007.
  • [9] CUNHA, R. Gestão de Mudanças. http://www.robertocunha.com.br/site/portfolio/gestao-de-mudanca/. 2013.
  • [10] LEES, F.P. The hazard wamings structure of major hazards. Trans lchemE, UK, v. 60a, p. 211-221, 2005.
  • [11] LLORY, M. Acidentes industriais: o custo do silêncio. Rio de Janeiro. Multiação editorial, 1999. 333 p.
  • [12] RASMUSSEN, J. Risk management in a dynamic society: A modeling problem. London: Elsevier Safety Science. England. v. 27, n. 2/3, p. 183-213, 1997.
  • [13] REASON, J. Human error. New York: Cambridge University Press, 2003. 302p.
Como citar:

AVILA, S. F.; "PREVENÇÃO DE RISCOS OPERACIONAIS E DINÂMICOS NA INDUSTRIA DE PROCESSOS, UMA DISCUSSAO EXPLORA TO RIA", p. 7786-7793 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0858-23222-155735

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações