fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

ODORES PROVENIENTES DE GRAVES PROBLEMAS AMBIENTAIS

SALES, E. M.; SANTOS, J. C. M. dos; COSTA, A. B. da; LISBOA, V. N. F.; MEDEIROS, A. M de;

Artigo:

Um dos problemas mais complexos relacionados à poluição se refere à poluição causada pelos compostos odorantes. Os odores são emanados de inúmeras atividades industriais, tais como refinarias de petróleo e indústrias de cortume. A poluição odorante constitui um grave problema ambiental devido ao seu caráter subjetivo e a falta de leis a nível federal que registrem esse tipo de emissão. Estatísticas revelam que mais de 50% das reclamações de poluição atmosférica está ligada aos odores. As excessivas emissões odorantes trazem inconvenientes para a saúde da população que variam desde sintomas psicológicos e físicos até problemas respiratórios e desvalorização de imóveis. Dentro dessa linha o presente trabalho aborda uma revisão bibliográfica sobre o tema poluição odorante abrangendo os principais compostos odorantes, problemática dos odores e técnicas de desodorização de efluentes com forte potencial odorante.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0856-23237-181340

Referências bibliográficas
  • [1] BALBINOT, A. Poluição olfativa-Composição, mensuração e técnicas de tratamento de efluentes com potencial odorífero. Trabalho de Término de curso (Bacharelado em Engenharia Química). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.
  • [2] BELLI FILHO, P; PIHEIRO DA SILVA, G; SANTO, C. DE L. LISBOA, H. DE M. CARMO JÚNIOR, G. N. DO. Avaliação de impactos de odores em bacias hidrográficas com produções de suínos. Revista Engenharia Sanitária e Ambiental, v.12 n°3, jul/set 2007.p.252-258.
  • [3] CAPELLI,L.;SIRONI,S.; ROSSO,R.D;CENTOLA,P.; ROSSI, A. Odour impact assessment in urban areas: case study of the city of Terni. Procedia Environmental Sciences, n°4,p.151–157,2011.
  • [4] CARMO JÚNIOR, G.R da R. Otimização e Aplicação de metodologias para análises olfatométricas integradas ao saneamento ambiental. Tese (Doutorado em Engenharia Ambiental). Pós-graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis 2005.
  • [5] CARVALHO,C.M.de;WOLFF,D.B.;RIBEIRO,L.G.;CHIARANDA,H.L.COSTA,R.H.R.da;BELLI FILHO,P. Biofiltração para desodorização em reatores anaeróbios. XXI Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental,2001.
  • [6] DINCER,F.; MUEZZNOGLU, A. Chemical characterization of odors due to some industrial and urban facilities in Izmir, Turkey. Atmospheric Environment, n° 40, P.4210–4219,2006 DREW,G.H.,SMITH,R.,GERARD,V.BURGE,C.LOWE,M.KINNERSLEY,R.SNEATH.R,LONGHURST.Approateness of selecting different averaging times for modeling chronic and acute exposure to environmental odours. Revista Atmospheric Environment, n° 41, ano 2007,pg 2870–2880 HAAS, T.; LAMMERS, P. S. ;DIEKMANN, B.; HORNER, G.; BOECKER, P. A method for online measurement of odour with a chemosensor system. Sensors and Actuators B, n° 132 p. 545–550,2008 LISBOA, H.de M. PAGE, T. GUY, C. Gestão de odores: Fundamentos do nariz eletrônico. Revista Engenharia Sanitária e Ambiental, v.14,n°1,p.9-18,jan/mar 2009 KRUGER,R. L. Identificação e degradação de compostos odoríferos originados no processamento de aves. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Alimentos). Programa de Mestrado em Engenharia de Alimentos. Universidade Integrada do Alto Uruguai e das Missões. Erechim, Rio Grande do Sul, Brasil,200
  • [7] MARIANO, J. B. Impacto do refino do petróleo. Tese (Mestrado em Ciências em Planejamento energético). Pós-graduação em Egenharia. Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2001.
  • [8] McGINLEY, C. M.; McGINLEY, M. A.; MANN, J. Olfactomatics: applied mathematics for odor testing. In.: WATER ENVIRONMENT FEDERATION ODOR – VOC 2000 SPECIALTY CONFERENCE. Cincinnati. 2000. Disponível em CD-ROW. Área temática: Engenharia Ambiental e Tecnologias Limpas 7PINHO, A. C. M. de. Desenvolvimento de um olfatômetro dinâmico. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental). Universidade de Aveiro, 200
  • [9] QUADROS, M. E. Avaliação de odores em aterros sanitários e certificação de um júri à olfatometria. Trabalho de término de conclusão de curso de Engenharia Sanitária e Ambiental na Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, 2004.
  • [10] SCHAWB, F.C.C. Odores incômodos em emissões industriais: aspectos teóricos, práticas atuais e um estudo de caso em fábrica agroquímica. Dissertação (Mestrado em Engenharia Sanitária e Ambiental). Universidade do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2003.
  • [11] SCHIRMER, W. N. Amostragem, análise e proposta de tratamento de compostos orgânicos voláteis (COV) e odorantes em estação de despejos industriais de refinaria de petróleo. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental)-Pós-Graduação em Engenharia Sanitária Ambiental, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2004.
  • [12] SCHIRMER, W. N. Avaliação do desempenho de nanotubos de carbono “cup-stacked” (cscnt) na remoção de compostos orgânicos voláteis (cov) decorrentes gasosas. Trabalho de Qualificação de Doutorado. Programa de Pós-graduação em Engenharia Ambiental. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, 2007.
  • [13] SCHIRMER, W. N.; OLIVEIRA, G. L. de. Desodorização de efluentes líquidos tratados em leito de zona de raízes (“wetlands”). Revista TECNO-LÓGICA, Santa Cruz do Sul, v. 14, n°1, p. 11-19, jan/jun. 2010.
  • [14] VIEIRA, M. M. Avaliação da eficiência de um lavador de gases no tratamento dos efluentes gasosos de um restaurante no município de Florianópolis. Trabalho de Término de conclusão do curso (Graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2007.
Como citar:

SALES, E. M.; SANTOS, J. C. M. dos; COSTA, A. B. da; LISBOA, V. N. F.; MEDEIROS, A. M de; "ODORES PROVENIENTES DE GRAVES PROBLEMAS AMBIENTAIS", p. 7778-7785 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0856-23237-181340

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações