Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Obtenção e caracterização de biodiesel e ecodieseis de girassol

Obtaining and characterization of biodiesel and sunflower biodiesel

MOURA, Tamara Miranda de; SILVA, Antônio Alex de Lima; PEREIRA, Marilia Gabriela Araújo; NETO, Miguel Martins dos Santos; SOUZA, Luiz Di; CALDEIRA, Anne Gabriella Dias Santos;

Completo:

O petróleo é um elemento que influência as relações contemporâneas do mundo, desde que se tornou a matriz energética básica da sociedade. Porém com a crise do petróleo e o surgimento de movimentos ambientalistas, vem-se procurando alternativas energéticas a fim de diminuir a dependência centrada nos combustíveis fósseis. Neste sentido o biodiesel se apresenta como uma alternativa viável, devido ao fato ser originado de biomassa renovável. No Brasil, é obrigado por lei que 7% de biodiesel seja adicionado ao diesel, e a tendência é aumento dessa quantidade. Atrelado a isso surge à necessidade de matérias-primas alternativas como o girassol, começarem a ser utilizadas em maior escala para a síntese de biodiesel e produção de ecodiesel necessário ao atendimento da legislação. O girassol apresenta-se como opção viável no Nordeste, devido a sua adaptação às diversas condições dessa região com boa produtividade. Neste sentido aumenta-se a necessidade de melhorar os processos de síntese e de análise das propriedades físico-químicas e estruturais de seu biodiesel e dos ecodieseis produzidos com ele. Este trabalho analisou as propriedades físico-químicas e as características estruturais do biodiesel de girassol e de suas misturas (ecodiesel) com diesel de petróleo. O biodiesel foi sintetizado via transesterificação, utilizando a catálise homogênea básica e as misturas foram feitas nas concentrações de 2.5, 7.5, 10, 25, 50, 75 % de biodiesel em diesel puro. Foram analisados os índices de iodo e peróxido, também realizados a caracterização por espectroscopia na região do infravermelho e análises térmicas. A Análise termogravimétrica mostrou uma conversão dos triglicerídeos em ésteres metílicos de 98,1%, conversão acima do recomendado (96%). As análises de índice de iodo e peróxido realizadas nas misturas mostraram que à medida que se aumenta a quantidade biodiesel nas misturas o material se torna mais susceptíveis a oxidação, isso ocorre devido a quantidade de ácidos graxos insaturados presente na matéria prima utilizada na produção do biodiesel. Pode se concluir que ocorreu a conversão de óleo em biodiesel, tanto por FT-IR que apresentou as absorções típicas dos ésteres em todas as misturas, quanto por TG que apresentou uma enorme diferença nos pontos de volatilização do óleo em comparação com o do éster. As análises de índice de iodo e peróxido mostram que medida que se aumenta a quantidade biodiesel nas misturas, o mesmo se tornam mais susceptíveis a oxidação.

Completo:

Oil is an element that influence the contemporary relations in the world, since it is the basic energy matrix of society. But with the oil crisis and the emergence of environmental movements, comes to looking for alternative energy sources to reduce dependence on fossil fuels centered. In this sense the biodiesel itself as a viable alternative due to the fact originate from renewable biomass. In Brazil, it is bound by law to 7% biodiesel is added to diesel, and the trend is increasing that amount. Coupled to this comes the need for alternative raw materials such as sunflower, began to be used on a larger scale for biodiesel synthesis and production ecodiesel necessary care legislation. Sunflower presents itself as a viable option in the Northeast, due to its adaptation to different conditions of this region with good productivity. In this sense increases the need to improve the processes of synthesis and analysis of physicochemical and structural properties of its biodiesel and ecodieseis produced with it. This study analyzed the physical and chemical properties and structural characteristics of sunflower biodiesel and mixtures (ecodiesel) with petroleum diesel. The biodiesel was synthesized via transesterification, using basic catalysis homogeneous and the mixtures were made at concentrations of 2.5, 7.5, 10, 25, 50, 75% of biodiesel in diesel pure. The contents of iodine and peroxide also made to characterize by the infrared spectroscopy and thermal analysis were analyzed. Thermogravimetric analysis showed a conversion of triglyceride to methyl esters in 98.1% conversion above the recommended (96%). The iodine value analysis and peroxide carried in the mixtures show that as increasing the biodiesel amount in the mixture material becomes more susceptible to oxidation, this occurs because the amount of unsaturated fatty acids present in the raw materials used in production of biodiesel . It can be concluded that occurred biodiesel oil conversion, both by FT-IR which showed typical absorptions of esters in all mixtures, as TG which showed a large difference in oil volatilization points compared with the ester. The peroxide value and iodine analysis shows that as one increases the amount biodiesel blends, it becomes more susceptible to oxidation.

Palavras-chave: Girassol; Biodiesel; Ecodiesel,

Palavras-chave: sunflower; biodiesel; Ecodiesel,

DOI: 10.5151/chenpro-5erq-fq12

Referências bibliográficas
  • [1] AGÊNCIA NACIONAL DE PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS. Disponível em:< www.anp.gov.br>. Acesso em: 25 Janeiro de 2014 .
  • [2] AGÊNCIA NACIONAL DE PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS. RESOLUÇÂO nº 7, de 19/03/2008‐DOU‐20/03/2008. Disponível em: < http://www.anp.gov.br/biocombustiveis/biodiesel.asp>. Acesso em: 25 de Janeiro. 2014.
  • [3] ALISKE, Marcelo Adriano. Medidas de Espectroscopia no Infravermelho Médio para a Determinação do Teor de Biodiesel em Óleo Diesel. Mestrado em Engenharia e Ciência dos Materiais, Universidade Federal do Paraná, 100p. 2010.
  • [4] BARROS, Evandro Vieira de. Matriz Energética Mundial e a Competitividade das Nações: Bases de uma Nova Geopolítica. ENGEVISTA, V.9, Nº.1, 2007.
  • [5] BELTRÃO, Napoleão Esberard de Macêdo; OLIVEIRA, Maria Isaura Pereira de. EMBRAPA ALGODÃO. Oleaginosas e seus óleos: Vantagens e Desvantagens para Produção de Biodiesel. Campina Grande, 2008.
  • [6] BELTRÃO; Napoleão Esberard de Macêdo; OLIVEIRA; Maria Isaura Pereira de. Oleaginosas potencias do nordeste para produção de biodiesel, Documentos MAPA, N.177, Campina Grande - PB, 2007.
  • [7] BOUAID, Abderrahim; MARTINEZ, Mercedes; ARACIL, José. Long storage stability of biodiesel from vegetable and used frying oils, Fuel, V.86, 200
  • [8] BRASIL, Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Revisão da Resolução ANP nº 14/2012 que trata da Especificação do biodiesel (B100) produzido e comercializado no território nacional, Rio de Janeiro, 07 de maio de 2014.
  • [9] BRASIL, Conselho Nacional de Política Energética – CNPE, Resolução Nº 6, de 16 de setembro de 200
  • [10] BRASIL. Lei nº. 11.097/05 13 de janeiro de 2005 Publicada no Diário Oficial da União em 13 de janeiro de 2005.
  • [11] BRASIL, Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, Resolução Nº 14 de 11 de Maio de 2012. Disponível em: www.anp.gov.br , acessado em 25 de Setembro de 2015.
  • [12] DABDOUB, Miguel Joaquim; BRONZEL, João Luiz, e RAMPIN, Marcia Alexandra. Biodiesel: visão crítica do status atual e perspectivas na academia e na indústria. Química Nova, Vol. 32, No. 3, 776-792, São Paulo, 2009.
  • [13] GALVÃO, Luzia Patrícia Fernandes de Carvalho. Avaliação termoanalítica da eficiência de antioxidantes na estabilidade oxidativa do biodiesel de mamona, Mestrado em Química, UFRN, 159p., 2007.
  • [14] GONDIM, Amanda Duarte. Avaliação da Estabilidade Térmica e Oxidativa do Biodiesel de Algodão. Doutorado em Química, UFRN, 249p., 2009.
  • [15] MATTEI Lauro Francisco. Programa nacional para produção e uso do biodiesel no brasil (PNPB): trajetória, situação atual e desafios, anais de evento, 46º congresso Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, Rio branco, 2008.
  • [16] OLIVEIRA, Daniela da Silva; et al, Obtenção do biodiesel através da transesterificação do óleo de moringa oleífera lam, HOLOS, V. 1, Nº 28, 2012(b)
  • [17] OLIVEIRA, Francisco Adriano Góis. et al. Síntese, caracterização e avaliação de biodiesel de óleo de oiticica (Licania rigida benth) e isolalamento do éster metílico do ácido licânico, Química: ciência, tecnologia e sociedade, V.1, Nº. 1 2012 (a).
  • [18] PINTO, Vasco de Lima. Efeitos do envelhecimento na degradação termoxidativa do sebo bovino e seus biocombustiveis via analise de UV – VIS, Mestrado em Ciências Naturais, UERN, 151p., 2014
  • [19] SANTOS, Anne Gabriella Dias. Avaliação da estabilidade térmica do biodiesel de algodão, girassol, dendê e sebo bovino, Mestrado em Química, UFRN, Natal, RN 2010.
  • [20] SILVA, Antônio Alex de Lima, et al., Síntese e Caracterização de Biodiesel de Sebo Bovino e de sua Mistura B10, Orbital: Electron. J. Chem. V.7 Nº.1 2015. LOPES, Afonso. et al. Biodiesel no brasil: aspectos gerais e síntese da legislação, Atualidades jurídicas, V.4, Nº.4, dez, 2008
  • [21] SUAREZ, Paulo Anselmo Ziani; MENEGHETTI, Simoni Margareti Plentz. 70º aniversário do biodiesel em 2007: evolução histórica e situação atual no Brasil. Química Nova, V.30, Nº.8, 2007.
  • [22] SOUZA, Marcelo José Barros de. Desenvolvimento de catalisadores de cobalto e molibdênio suportados em materiais tipo MCM-41 para a hidrodessulfurização de frações de petróleo, Doutorado em Química, UFRN. 224 f., 2005.
  • [23] HARRIS, Daniel C; Análise Química Quantitativa. 5. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2005.
  • [24] MOURA, Kátia. Regina Marques. Otimização do processo de produção de biodiesel metílico do Sebo bovino aplicando um delineamento composto central Rotacional (dccr) e a avaliação da estabilidade térmica, Doutorado em Química, UFPB. 2008.
Como citar:

MOURA, Tamara Miranda de; SILVA, Antônio Alex de Lima; PEREIRA, Marilia Gabriela Araújo; NETO, Miguel Martins dos Santos; SOUZA, Luiz Di; CALDEIRA, Anne Gabriella Dias Santos; "Obtenção e caracterização de biodiesel e ecodieseis de girassol", p. 577-587 . In: Anais do V Encontro Regional de Química & IV Encontro Nacional de Química [=Blucher Chemistry Proceedings].. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2318-4043, DOI 10.5151/chenpro-5erq-fq12

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações