Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

O Jogo do Sim ou Não: uma ferramenta educacional no ensino de Química, em especial, de nomenclatura dos compostos orgânicos

The Game Yes or Not: an educational tool in chemical teaching in particular for naming organic compounds

SOUSA, Gean Carlos de; JÚNIOR, Carlos Antônio Barros e Silva; SILVA, Cinthya Raquel da Costa; JÚNIOR, Airlis Mendes de Freitas; MEDEIROS, Aline Beatriz de;

Completo:

Existem muitas dificuldades apresentadas pelos alunos no que diz respeito ao entendimento nos assuntos de Química, estas dificuldades devem-se, muitas vezes, a falta de interesse e motivação, que unidas à metodologia dos professores, não permitem que o aluno consiga concretizar dado conhecimento. Este trabalho tem como objetivo mostrar a aplicação de um jogo que foi utilizado como mecanismo pedagógico para facilitar o ensino de Química, em particular, de nomenclatura dos compostos orgânicos, bem como os resultados de sua aplicação. São discutidas as etapas de aplicação e avaliação da proposta “Jogo do Sim ou Não”. O jogo foi aplicado nos alunos das turmas de terceiro ano do Ensino Médio, na Escola Estadual do município de Icapuí-CE. A avaliação dos dados obtidos, com relação às notas dos alunos, mostra uma evolução considerável do desempenho. A receptividade dos alunos a essa proposta pedagógica foi satisfatória, pois logo após o início do jogo todos já se mostraram envolvidos. Dessa forma, pode-se afirmar que a proposta pode ser aplicada em outras instituições de ensino, de modo a motivar os alunos no processo de ensino-aprendizagem.

Completo:

There are many difficulties presented by students with regard to understanding the chemistry issue, these difficulties are often the lack of interest and motivation, which joined the methodology of teachers, do not allow the learner to realize notified. This work aims to show the application of a game that was used as a pedagogical mechanism to facilitate the teaching of Chemistry in particular naming of organic compounds, as well as the results of your application. The application steps and evaluation of the proposal are discussed "the game Yes or Not". The game was applied to the students of the third year of high school classes at the state school in the city of Icapuí-CE. The evaluation of the data obtained, with respect to students' grades, shows a considerable evolution of performance. The receptivity of students to this pedagogical proposal was satisfactory, since shortly after the beginning of the game all have proven involved. Thus, it can be said that the proposal can be applied to other educational institutions, so as to motivate students in the teaching-learning process.

Palavras-chave: Interesse; Motivação; Ensino de Química; Jogo; Processo de ensino-aprendizagem.,

Palavras-chave: Interest; motivation; Chemistry education; game; Teaching-learning process.,

DOI: 10.5151/chenpro-5erq-eq23

Referências bibliográficas
  • [1] BENEDETTI FILHO, E.; FLORUCCI, A.R.; BENEDETTI, L.S.; CRAVEIRO, J.A. Palavras cruzadas como recurso didático no ensino da Teoria Atômica. Revista Química Nova na Escola, São Paulo-SP, v. 3, n. 2, p. 88-95, Maio/2009.
  • [2] CARDOSO, S. P.; COLINVAUX, D. Explorando a motivação para estudar química. Revista Química Nova na Escola, São Paulo, v. 23, n.3, p. 401-404, 2000.
  • [3] CAVALCANTI, E.L.D.; DEUS, T.C. e SOARES, M.H.F.B. Perfil químico: um jogo didático para promover a interação e o conhecimento. In: Anais. 30ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química, 2007. Disponível em: < http://sec.sbq.org.br/cdrom/30ra/resumos/T0565-1.pdf >. Acesso em 01 de Julho de 2015.
  • [4] CUNHA, M. B. Jogos no Ensino de Química: Considerações Teóricas para sua Utilização em Sala de Aula. Revista Química Nova na Escola, São Paulo-SP, v. 34, n. 2, p.92-98, Maio/2012
  • [5] GIBIN, G. B.; FERREIRA, L. H.. A formação inicial em química baseada em conceitos representados por meio de modelos mentais. Revista Química Nova na Escola, São Paulo, v. 33, n. 8, p. 1809-1814, 2010.
  • [6] MOREIRA, M.A. (2006). A teoria da aprendizagem significativa e sua implementação em sala de aula. Brasília: Universidade de Brasília, 186 p.
  • [7] NARDIN, I. C. B. Brincando aprende-se química. Disponível em: < www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/688-4.pdf>. Acesso em 16 de Julho de 2015.
  • [8] NUNES, A. S.; ADORNI, D.S . O ensino de química nas escolas da rede pública de ensino fundamental e médio do município de Itapetinga-BA: O olhar dos alunos. In: Encontro Dialógico Transdisciplinar - Enditrans, 2010, Vitória da Conquista, BA. - Educação e conhecimento científico, 2010.
  • [9] ROBAINA, J. V. L. Química através do lúdico: brincando e aprendendo. Canoas: Ed. Ulbra, 2008, 480p.
  • [10] SOARES, M.H.F.B. O lúdico em química: jogos e atividades aplicados ao ensino de química. 2004. 203f. Tese (Doutorado em Ciências) – Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos-SP, 2004.
  • [11] TREVISAN, Tatiana Santini; MARTINS, Pura Lúcia Oliver. A prática pedagógica do professor de química: possibilidades e limites. UNIrevista, v. 1, n. 2, Abril/2006.
Como citar:

SOUSA, Gean Carlos de; JÚNIOR, Carlos Antônio Barros e Silva; SILVA, Cinthya Raquel da Costa; JÚNIOR, Airlis Mendes de Freitas; MEDEIROS, Aline Beatriz de; "O Jogo do Sim ou Não: uma ferramenta educacional no ensino de Química, em especial, de nomenclatura dos compostos orgânicos", p. 130-137 . In: Anais do V Encontro Regional de Química & IV Encontro Nacional de Química [=Blucher Chemistry Proceedings].. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2318-4043, DOI 10.5151/chenpro-5erq-eq23

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações