fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

NANOPARTÍCULAS DE ÓXIDOS DE MANGANÊS, FERRO E CÉRIO COMO CATALISADORES DA OZONIZAÇÃO DE EFLUENTES DE REFINARIA DE PETRÓLEO

LIMA, A. P. S.; SCARATTI, G.; BAKKAR, J. R.; JOSÉ, H. J.; MOREIRA, R. F. P.;

Artigo:

Efluentes gerados pela indústria petroquímica são de composição química heterogênea e contém substâncias tóxicas e recalcitrantes. O desenvolvimento de tecnologias para o tratamento desses efluentes é de extrema importância, pois as técnicas convencionais não se mostram adequadas no tratamento efluentes com Demanda Química de Oxigênio (DQO) acima de 1000 mg L-1. As reações de oxidação avançada, com ozônio associado a catalisadores de metais não nobres, mostram-se como uma alternativa viável e são consideradas tecnologias limpas devido a sua alta capacidade de degradar substâncias recalcitrantes. Sendo assim, este trabalho objetivou investigar a cinética de mineralização em um reator descontínuo com nanopartículas de óxidos de ferro, manganês e cério em suspensão aquosa de composição semelhante a um efluente de refinaria de petróleo, assim como caracterizar as nanopartículas quanto a área BET, espectroscopia fotoeletrônica de raio-X e análises termogravimétricas. Os resultados mostraram que os catalisadores utilizados apresentaram boa atividade catalítica, aumentando na ordem FeOOH Andgt; Mn2O3 ~ CeO2, alcançando remoção de DQO de até 90% e COT de até 80% em 5 horas de reação.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-2011-16418-176609

Referências bibliográficas
  • [1] ALMEIDA, E.; ASSALIN, R.; ROSA, M. A. Tratamento de efluentes industriais por processos oxidativos na presença de ozônio. Quím. Nova, v.27, p. 818-824, 2004.
  • [2] BARBOSA, F. L. Regulamentação do reuso de água em refinarias – análise do modelo americano e perspectivas para o cenário nacional. Dissertação de Mestrado, COPPE/UFRJ, Rio de Janeiro, RJ, 2007.
  • [3] (a) (b) Área temática: Engenharia Ambiental e Tecnologias Limpas 7BIESINGER, M.C.; PAYNE, B.P.; GROSVENOR, A.P.; LAU, L.W.M.; GERSON, A.R.; SMART, R.S.C. Resolving surface chemical states in XPS analysis of first row transition metals, oxides and hydroxides: Cr, Mn, Fe, Co and Ni. Applied Surf.Sci., v. 257, p. 2717–2730, 2011.
  • [4] BRITTO, J. M.; RANGEL, M. C. Processos avançados de oxidação de compostos fenólicos em efluentes industriais. Quím. Nova, v. 31, p. 114-122, 2008.
  • [5] COELHO, A.; CASTRO, A.V.; DEZOTTI, M.; SANT’ANNA, G.L. Treatment of petroleum refinery sour water by advanced oxidation processes. J. Hazard.Mater., v. 137, p. 178–184, 2006.
  • [6] CORNELL, R. M.; SCHWERTMANN, U. The iron oxides. Structure, properties, reaction, occurences and uses. Wiley-VCI, 2003.
  • [7] DING, Y.; SHEN, X.; SITHAMBARAM, S.; GOMEZ, S.; KUMAR, R.; CRISOSTOMO, V. M. B.; SUIB, S.; AINDOW, M. Synthesis and catalalytic activity of cryptomelane-type manganese dioxide nanomaterials produced by a novel solvent-free method. Chem. Mater., v. 17, p. 5382-5389, 2005.
  • [8] DIYA’UDDEEN, B. H.; DAUD, W. M. A. W.; AZIZ, A. R. A. Treatment technologies for petroleum refinery effluents: A review. Process Saf. Environ. Prot., v.89, p. 95–105, 2011.
  • [9] HAN, S. K.; HWANG, T.-M.; YOON, Y.; KANG, J.-W., Evidence of singlet oxgygen and hydroxyl radical formation in aqueous goethite suspension using spin-trapping electron paramagnetic resonance (EPR), Chemosphere, v. 84, p. 1095-1101, 2011.
  • [10] IUPAC, Recommendations for the characterization of porous solids. Pure Appl.Chem., v. 66, p. 1739-1758, 1994.
  • [11] KASPRZYK-HORDERN, B.; ZIÓLEK, M.; NAWROCKI, J. Catalytic ozonation and methods of enhancing molecular ozone reactions in water treatment. Appl. Catal. B: Environ., v. 46, p. 639-669, 2003.
  • [12] LIN, C. K.; TSAI, T. Y.; LIU, J. C.; CHEN, M. C. Enhanced biodegradation of petrochemical wastewater using ozonation and bac advanced treatment system. Water Res., v. 35, n. 3, p. 699-704, 2001.
  • [13] MARIANO, J. B. Impactos Ambientais do Refino de Petróleo. Dissertação de Mestrado, COPPE/UFRJ, Rio de Janeiro, 2001.
  • [14] MULLINS, D. R.; OVERBURY, S. H.; HUNTLEY, D. R. Electron spectroscopy of single crystal and polycrystalline cerium oxide surfaces. Surface Sci., v. 409, p. 307-319, 1998.
  • [15] MUSTAFA, G. Reutilização de Efluentes Líquidos em Indústria Petroquímica. Dissertação de Mestrado, UFBA, Salvador, Bahia, 1998.
  • [16] NOGUEIRA, M. R. C. Tratamento de efluentes líquidos através de adsorção e oxidação catalítica utilizando catalisadores mistos de ferro e manganês. Dissertação de Mestrado, PPGEQ-UFSC, p. 85, 2009.
  • [17] PARK, J. S.; CHOI, H.; CHO, J. Kinetic decomposition of ozone and para-chlorobenzoicacid (pCBA) during catalytic ozonation. Water Res., v.38, p. 2285-22.
Como citar:

LIMA, A. P. S.; SCARATTI, G.; BAKKAR, J. R.; JOSÉ, H. J.; MOREIRA, R. F. P.; "NANOPARTÍCULAS DE ÓXIDOS DE MANGANÊS, FERRO E CÉRIO COMO CATALISADORES DA OZONIZAÇÃO DE EFLUENTES DE REFINARIA DE PETRÓLEO", p. 9573-9580 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-2011-16418-176609

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações