fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

MODELAGEM MATEMÁTICA DAS CURVAS DE SECAGEM DA PIMENTA DE CHEIRO

MELO, J. C. S. de; PEREIRA, E. D.; COSTA, C. H. C; OLIVEIRA, K. P. de;

Artigo:

A secagem é um método de conservação de alimentos muito utilizado para diminuir o teor de umidade do alimento, visando prolongar a sua vida útil durante o armazenamento. Diversos modelos matemáticos têm sido utilizados para descrever o processo de secagem de produtos agrícolas. Este trabalho objetivou-se ajustar modelos matemáticos de secagem em camada fina, aos dados experimentais obtidos na secagem da pimenta de cheiro em diferentes temperaturas de secagem. As secagens foram realizadas com três repetições, utilizando-se uma estufa sem circulação de ar, nas temperaturas de 50, 60 e 70 ºC. Os resultados da secagem foram avaliados ajustando-se aos seguintes modelos matemáticos: Newton, Page, Henderson Andamp; Pabis, Logaritmico, Dois termos, Wang e Sing, Midilli et al., Henderson Andamp; Pabis modificado e de Fick. De acordo com as análises dos dados, a maioria dos modelos utilizados apresentou coeficientes de determinação maiores que 0,98, descrevendo satisfatoriamente a secagem do produto.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0200-26561-171044

Referências bibliográficas
  • [1] AFONSO JÚNIOR, P. C.; CORRÊA, P. C. Comparação de modelos matemáticos para descrição da cinética de secagem em camada fina de sementes de feijão. R. Bras. Eng. Agríc. Ambient, v.3, n.3, p.349-53, 1999.
  • [2] BARBOSA, F. F.; MELO, E. C.; SANTOS, R. H. S.; ROCHA, R. P.; MARTINAZZO, A. P.; RADÜNZ, L. L.; GRACIA, L. M. N. Evaluation of mathematical models for prediction of thin-layer drying of Brazilian lemon-scented verbena leaves (Lippia alba (Mill) n.e. Brown). Rev. bras. prod. agroind, v.9, n.1, p.73-82, 2007.
  • [3] CERQUEIRA, P.A. Conservação pós colheita de pimentas de cheiro (capsicun chinense) armazenadas sob atmosfera modificada e refrigeração. Tese de Mestrado, Universidade de Tocantins, Gurupi-GO, 4.p, 2006.
  • [4] DARVISHI, H.; ASL, A. R.; AGHARI, A.; AZADBAKHT, M.; NAJAFI, G.; KHODAEI, J. Study of the drying kinetics of pepper, Journal of the Saudi Society of Agricultural Sciences, J. Saudi Soc. For Agric. Sci., 2013.
  • [5] DERLAN, J. M.; SILVA, F. S.; PORTO, A. G.; LEITE, A. L. M. P.; PASTRO, D. C. Análise da cinética de secagem de pimenta Cambuci em diferentes temperaturas e formas de processamento. R. Encicl. Biosf., v.9, n.17, p. 97-107, 2013.
  • [6] EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Sistema de produção. Pimenta (Capsicum spp.). Disponível em: Andlt;http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML /Pimenta/Pimenta_capsicum_spp /importanciaeconomica.htmlAndgt; Acesso em 20 de abril de 2014.
  • [7] GAVA,J.A. Princípios da Tecnologia de Alimentos, São Paulo: Nobel, 1984 PONTES, S.F.O, SANTOS, C.T., FERREIRA, R.C, PONTES, V.L, FONTAN, R.C.I. Determinação das curvas de secagem em camada delgada de pimenta de cheiro (capsicun chinense) a diferentes temperaturas. Rev. bras. prod. agroind., v.11, n.2, p.143-148, 2009.
  • [8] SANTOS, B,A,J, SILVA, F,G, PAGANI, C, A, A, Estudo Cinético de secagem da pimenta malagueta (capsicun spp) cultivado no estado de Sergipe, Rev. GEINTEC, v.2, n.5, p. 465-471, 2012.
  • [9] REIS, R.C.; BARBOSA, L.S.; LIMA, M.L.; REIS, J.S.; DEVILLA, I.A.; ASCHERI, D.P.R. Mathematical modeling of drying kinetics of pepper Cumari do Para. R. Bras. Eng. Agríc. Ambient, v.15, n.4, p.347–353, 2011.
  • [10] RESENDE, O.; FERREIRA, L. U.; ALMEIDA, D. P. Modelagem matemática para descrição da cinética de secagem do feijão Adzuki (Vigna angularis). R. Bras. Eng. Agríc. Ambient, v. 12, n. 2, p. 171-178, 20
  • [11] RADUNZ, L.L., A.J. MOSSI, C.A. ZAKRZEVSKI, A.S. AMARAL, AND L. GRASSMANN. Drying kinetics analysis of sage leaves. R. Bras. Eng. Agríc. Ambient, v.14, n.9, p.979–986, 2010
Como citar:

MELO, J. C. S. de; PEREIRA, E. D.; COSTA, C. H. C; OLIVEIRA, K. P. de; "MODELAGEM MATEMÁTICA DAS CURVAS DE SECAGEM DA PIMENTA DE CHEIRO", p. 3226-3232 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0200-26561-171044

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações