fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

EXTRAÇÃO DO ÓLEO ESSENCIAL E EXTRATO DO GRÃO VERDE DE CAFÉ COM A UTILIZAÇÃO DO CO2 SUPERCRÍTICO

BESEGATTO, S. V.; CAPELEZZO, A. P.; SILVA, L. L.; FERNANDES, S. C.; COSTELLI, M. C.; SAVIO, J.; LOPES, T. J.;

Artigo:

O Brasil é atualmente o maior produtor mundial de café sendo também um dos maiores apreciadores deste grão, que apresenta uma infinidade de utilizações. Deste modo, muitos compostos químicos encontrados, nesta planta, possuem ação sobre o organismo humano, logo, o extrato obtido é de grande interesse científico e medicinal sendo que, a escolha da técnica de extração empregada está diretamente relacionada à qualidade do composto final. O presente trabalho tem como objetivo levantar informações teóricas e experimentais que permitam compreender e avaliar a extração do óleo essencial do café verde, com a utilização do CO2 como fluído supercrítico. Por meio do software STATISTICA foi constatado que com o aumento da Pressão e uma região intermediária de Temperatura, rendimento do experimento teve um aumento considerável. Obteve-se um rendimento máximo no processo de extração utilizando pressão de 212 a 280 bar e temperatura de 42,1 a 53,3ºC. A taxa máxima de extração de óleo essencial de café verde foi de 3,68%, sendo este óleo isento de resíduos de solvente. Além de proporcionar um rendimento considerável de óleo, o tempo de extração de 3,5 h para os grãos do café verde, com granulometria de 1 mm, demonstrou que a técnica empregada é favorável à obtenção de extratos ricos em compostos fitoquímicos.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-1303-20000-172583

Referências bibliográficas
  • [1] a) FERRARI, M.; RAVERA, F.; ANGELIS, E. de; LICERANI, F. S.; NAVARINI, L. Interfacial properties of coffee oil. Colloids and surfaces A: Physicochemical and Engineering Aspects, 2010.
  • [2] b) HARBORE, J.B. Phytochemical methods: A guide to modern techniques of plant analysis. 3. ed. Chapman Andamp; Hall, 1998.
  • [3] c) LANÇAS, F. M. FLUÍDOS SUPERCRÍTICOS. Revista Novas Tecnologias, Instituto de Química de São Carlos - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000; d) MAPA – MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Disponível em Andlt; http://www.agricultura.gov.br/vegetal/culturas/cafe/saiba-maisAcessoAndgt; em 14 de abril de 2014.
  • [4] e) MOHAMED, R.S.; MANSOORI, G.A. The Use of Supercritical Fluid Extraction Technology in Food Processing. Food Technology Magazine, London, June 2002; f) OLIVEIRA, P. M. A. Óleo de grãos de café verde obtido por extração supercrítica, extração com fluido pressurizado e comparação da sua composição com o óleo de café extraído pelos pequenos produtores do estado de São Paulo – Análise da concentração de compostos bioativos. Pirassununga – São Paulo, 2013; g) SANDI, Délcio. Extração do óleo e diterpenos do café com co2 supercrítico. Minas Gerais, 2003.
  • [5] h) SILVA, L. P. S.; MARTÍNEZ, J. Mathematical modeling of mass transfer in supercritical fluid extraction of oleoresin from red pepper. São Paulo, 2014.
  • [6] i) TURATTI, J.M. Extração e caracterização do óleo de café. II Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil. Campinas – São Paulo, 2002; j) VEGGI P. C.; CAVALVANTI, R. N.; MEIRELES, M. A. A. Production of phenolic-rich extracts from Brazilian plants using supercritical and subcritical fluid extraction: Experimental data and economic evaluation. São Paulo, 2014.
Como citar:

BESEGATTO, S. V.; CAPELEZZO, A. P.; SILVA, L. L.; FERNANDES, S. C.; COSTELLI, M. C.; SAVIO, J.; LOPES, T. J.; "EXTRAÇÃO DO ÓLEO ESSENCIAL E EXTRATO DO GRÃO VERDE DE CAFÉ COM A UTILIZAÇÃO DO CO2 SUPERCRÍTICO", p. 4555-4562 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-1303-20000-172583

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações