fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

ESTUDO NUMÉRICO DA INFLUÊNCIA DA VISCOSIDADE DO FLUXO BIFÁSICO NÃO-ISOTÉRMICO DE ÓLEO PESADO E GÁS NATURAL EM UM DUTO VERTICAL

SILVA, L. D. S.; MARINHO, J. L. G.; SOLETTI, J. I.; MEILI, L.; CARVALHO, S. H. V.;

Artigo:

Escoamentos bifásicos líquido-gás são comuns em diversos processos industriais. Uma vez que óleo e gás são produzidos simultaneamente nos reservatórios petrolíferos, esse tipo de escoamento ocorre também no transporte de petróleo. Atualmente, o transporte de óleos pesados é um dos principais desafios na indústria de petróleo, necessitando de muita energia para a sua locomoção, ocasionando uma grande perda de carga decorrente dos efeitos viscosos. O presente trabalho tem como objetivo realizar um estudo numérico sobre o escoamento não-isotérmico de diferentes óleos pesados em um duto vertical. As equações governantes escritas no sistema de coordenadas cilíndricas foram resolvidas pelo método dos volumes finitos. Através de uma simulação numérica, pode-se identificar e avaliar a influência da viscosidade na queda de pressão e no perfil de temperatura do óleo pesado, contribuindo para tentar minimizar os custos operacionais do transporte de óleos pesados.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-1740-17792-143657

Referências bibliográficas
  • [1] ALBUQUERQUE, S. F. et al. Simulação Numérica do Escoamento Não-Isotérmico de Gás e Óleo em Duto Flexível de Seção Circular. 4° PDPETRO, 10 p. Campinas/SP, 2007.
  • [2] ALBUQUERQUE, S. F. et al. Steady Non-Isothermal Two-Phase Flow of Oil and Gas in Subsea Flexible Pipe. International Journal of Modeling and Simulation for the Petroleum Industry, p. 41-4 2007.
  • [3] ANDRADE, T. H. F. et al. Isothermal and non-isothermal water and oil two-phase flow (core-flow) in curved pipes. International Journal of Multiphysics, p. 167-169, 201
  • [4] ANDRADE, T. H. F. et al. Redução de Atrito no Escoamento Bifásico Água-Óleo em Tubos Horizontais. VI Congresso Nacional de Engenharia Mecânica. Campina Grande/PB, 2010.
  • [5] ANSYS CFX 13. User manual. Ansys Europe Ltd., 2011.
  • [6] BRAGA FILHO, W. Transmissão de Calor. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2004.
  • [7] MARINHO, J. L. G. Escoamento anular isotérmico de óleos pesados e água em bifurcações angulares: modelagem e simulação. Tese de doutorado, Universidade Federal de Campina Grande, 2012.
  • [8] MUNSON, B. R. et al. Fundamentos da mecânica dos fluidos. 4. ed. São Paulo: Edgard Blücher, 2004.
  • [9] NASCIMENTO, J. C. S. Simulador de Escoamento Multifásico em Poços de Petróleo. Área temática: Fenômenos de Transporte e Sistemas Particulados 7Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, fev. 2013.
  • [10] PEREIRA FILHO, G. H. S. et al. Simulação Numérica do Transporte Não-Isotérmico de Óleos Pesados em Risers Submersos Via CFX. VI Congresso Nacional de Engenharia Mecânica. Campina Grande/PB, 20
  • [11] SANTOS, J. S. S. et al. Transporte de Óleos Pesados em Catenárias Via Técnica Core-Flow - Modelagem e Simulação. VI Congresso Nacional de Engenharia Mecânica. Campina Grande/PB, 2010.
  • [12] SILVA, E. S. Estudo do Escoamento Bifásico em Risers em Movimento na Produção Marítima de Petróleo em Águas Profundas. Dissertação de mestrado, Universidade Estadual de Campinas, 2006.
  • [13] SOUZA, J. S. et al. Separação Não Isotérmica Água/Óleo Pesado e Ultra-Viscoso Via Hidrociclone - Modelagem e Simulação. VI Congresso Nacional de Engenharia Mecânica. Campina Grande/PB, 2010.
  • [14] SOUZA, R. G. S. Escoamento bifásico líquido-gás: previsão de gradientes de pressão com a correlação de Lockhart Andamp; Martinelli e fluidodinâmica computacional. Projeto final de curso, Universidade Federal do Rio de Janeiro, fev. 2009.
  • [15] THOMAS, J. E. (Org.) et al. Fundamentos de Engenharia de Petróleo. 1. ed. Rio de Janeiro: Interciência: PETROBRAS, 2001.
  • [16] AGRADECIMENTOS Os autores agradecem a Petrobras, ao Laboratório de Computação Científica e Visualização (LCCV/UFAL) e ao Laboratório de Sistemas de Separação e Otimização de Processos (LASSOP/UFAL) pelo apoio financeiro e suporte técnico, respectivamente.
Como citar:

SILVA, L. D. S.; MARINHO, J. L. G.; SOLETTI, J. I.; MEILI, L.; CARVALHO, S. H. V.; "ESTUDO NUMÉRICO DA INFLUÊNCIA DA VISCOSIDADE DO FLUXO BIFÁSICO NÃO-ISOTÉRMICO DE ÓLEO PESADO E GÁS NATURAL EM UM DUTO VERTICAL", p. 6225-6232 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-1740-17792-143657

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações