fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

ESTUDO DO PRÉ-TRATAMENTO QUÍMICO EM FIBRA DA CASCA DE COCO VERDE PARA A PRODUÇÃO DE ETANOL 2G

CABRAL, M. M. S.; ALMEIDA, R. M. R. G.; ABUD, A. K. S.;

Artigo:

O aumento do consumo da água de coco leva a uma maior geração de resíduos, os quais vêm merecendo atenção de pesquisadores para o aproveitamento desta biomassa. O trabalho estuda dois tipos de pré-tratamento químico, ácido e alcalino, na fibra da casca do coco verde a fim de avaliar a quantidade de açúcares liberados na fração líquida da solução para a obtenção de etanol de segunda geração. Os ensaios foram realizados em autoclave a 120 ºC, variando-se a concentração do reagente (0, 5 e 10%), ácido sulfúrico e hidróxido de sódio, e o tempo de reação (20, 40 e 60 min). A melhor condição encontrada foi a do pré-tratamento com hidróxido de sódio à 5% e 40 min, apresentando concentração média de açúcares de 44,72 g/100 g. No teste de capacidade fermentativa foram utilizados dois tipos de leveduras, Saccharomyces cerevisiae e Pichia stipitis, onde se observaram êxito na fermentação nos experimentos com 0 e 5% de ácido sulfúrico, ambos inoculados com a levedura Pichia stipitis, indicando a liberação de pentoses no caldo pré-tratado, necessitando das etapas de hidrólise enzimática para avaliar melhor qual tipo de pré-tratamento é o mais eficaz para a sacarificação da fibra da casca

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0443-25472-152369

Referências bibliográficas
  • [1] ARAGÃO, W. M.; CRUZ, E. M. O.; HELVÈCIO, J. S. Caracterização morfológica do fruto e química da água de coco em cultivares de coqueiro anão. Embrapa. Aracaju. 2002.
  • [2] BRÍGIDA, A. I. S. Estudo da imobilização de lipase tipo B de Candida antártica utilizando fibra da casca de coco verde como suporte. 2006. p.177. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) – Departamento de Engenharia Química, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2006.
  • [3] FUGITA, T. P. L. Desempenho de leveduras que metabolizam xilose para produção de etanol em hidrolisado hemicelulósico de bagaço de cana. 2010. 60 p. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, São Paulo, Jaboticabal, 2010.
  • [4] MARTINS, C. R.; JÚNIOR, J. L. A.; Evolução da produção de coco no Brasil e o comércio internacional - panorama 2010. Documentos. Aracaju: Embrapa Tabuleiros Costeiros, 2011. ISSN 1517-1329 MARTON, J. M. Avaliação dos diferentes carvões ativados e das condições de adsorção no tratamento do hidrolisado hemicelulósico de bagaço de cana de açúcar para a obtenção iotecnológica de xilitol. 2002. 105 p. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Engenharia Química de Lorena – Universidade de São Paulo, São Paulo, Lorena, 2002.
  • [5] MILLER, G. L., Use of dinitrosalicylic acid reagent for determination of reducing sugar. Analytical Chemistry, v.31, n. 3, p. 426-428, 1959.
  • [6] Área temática: Processos Biotecnológicos 7MOISER, N.; WYMAN, C.; DALE, P.; ELANDER, R.; LEE, Y.; HOLTZAPPLE, M.; LADISCH, M. Features of promising technologies for pretreatment of lignocellulosic biomass. Bioresources Technology, v. 96, p. 673-686, 2005.
  • [7] NASCIMENTO, V. M. Pré-tratamento alcalino (NaOH) do bagaço de cana-de-açúcar para produção de etanol e obtenção de xilooligômeros. 2011. 136 p. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2011.
Como citar:

CABRAL, M. M. S.; ALMEIDA, R. M. R. G.; ABUD, A. K. S.; "ESTUDO DO PRÉ-TRATAMENTO QUÍMICO EM FIBRA DA CASCA DE COCO VERDE PARA A PRODUÇÃO DE ETANOL 2G", p. 625-632 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0443-25472-152369

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações