Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Estudo comparativo das propriedades de óleo de coco obtido pelos processos industrial e artesanal

Comparative Study of Coconut Oil Properties

MARTINS, Jakeline Santos; SANTOS, José Carlos Oliveira;

Completo:

O óleo de coco (Cocos nucifera L.), muito utilizado pela indústria alimentícia e farmacêutica, tem exigido métodos analíticos capazes de avaliar as condições de processamento e estocagem. Neste trabalho comparou-se a composição química e as propriedades físico-químicas do óleo de coco extra virgem produzido por indústria brasileira e do óleo de coco obtido de forma artesanal (comercializado na feira livre de Cuité – PB). Os resultados obtidos confirmaram o alto teor de ácidos graxos saturados do óleo de coco, em razão, principalmente, do alto conteúdo de ácido láurico (aproximadamente 2% para o óleo extra virgem e 3% para o óleo obtido artesanalmente), responsável por aumentar a estabilidade oxidante, além de alterar o perfil de fusão do óleo, contribuindo para o aumento da utilização da gordura deste óleo em produtos específicos das indústrias farmacêutica e alimentícia. Pode se avaliar que na maioria dos casos, os resultados obtidos para as amostras de óleo de coco industrial e artesanal foram mais elevados do que os padrão estabelecidos pela Resolução No 482, de 23/09/1999, da Agência Nacional da Vigilância Sanitária - ANVISA, onde pode ter efeitos negativos sobre a qualidade do óleo, a ponto de ser impróprio para alimentação humana. O método de extração artesanal pouco interferiu nas propriedades físico-químicas, pois independentes da metodologia adotada estes parâmetros permanecem dentro dos limites estipulados pela legislação vigente para óleos prensados a frio e não refinados. Mas, as análises feitas do óleo de coco foram de extrema importância para podermos referenciar este óleo que seus estudos estão ainda escassos e controversos na literatura. Considerando que o óleo de coco está sendo bastante divulgado pelos meios de comunicação, no que diz respeito às suas propriedades terapêuticas, a análise comparativa da composição química e das características físico-químicas dos óleos estudados pode contribuir de forma significativa para fornecer esclarecimentos sobre a diferença entre os óleos, quando obtidos através dos processos industrial e artesanal, objetivando conscientizar as pessoas na obtenção de um produto de qualidade.

Completo:

Coconut oil (Cocos nucifera L.), widely used by the food and pharmaceutical industries, has required analytical methods to assess the conditions of processing and storage. This paper compared the chemical composition and physical-chemical properties of extra virgin coconut oil produced by Brazilian industry and coconut oil obtained by hand (marketed in the free fair Cuité - PB). The results confirmed the high content of saturated fatty acids of coconut oil, due mainly to the high content of lauric acid (approximately 2% for the extra virgin oil and 3% for oil obtained by hand), responsible for increasing the oxidative stability, as well as change the profile oil merger, contributing to the increased use of fat of this oil in specific products of the pharmaceutical and food industries. It may be appreciated that in most cases, the results for the industrial and artisanal coconut oil samples were higher than the standard established by Resolution No 482 of 09.23.1999, the National Health Surveillance Agency - ANVISA where you can have negative effects on oil quality as to be unfit for human consumption. The artisanal extraction method slightly interfered with physicochemical properties as independent of the methodology used these parameters remain within the limits stipulated by law for cold pressed oils and unrefined. But the analyzes of coconut oil were extremely important for us to refer to the oil that his studies are still scarce and controversial in the literature. Considering that coconut oil is being widely publicized by the media, with regard to their therapeutic properties, the comparative analysis of the chemical composition and physical and chemical characteristics of the studied oils can contribute significantly to provide clarification on the difference between oils when obtained through the industrial and artisanal processes, aiming to raise awareness in getting a quality product.

Palavras-chave: Óleo de coco; produção artesanal; composição química; alimentação.,

Palavras-chave: Coconut oil; craft production; chemical composition; food,

DOI: 10.5151/chenpro-5erq-fq6

Referências bibliográficas
  • [1] AOCS (American Oil Chemists' Society) Official methods and recommended practices of the American Oil Chemists' Society. Champaign: AOCS, 1993.
  • [2] BRASIL. Ministério da Saúde: Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). 1999. Resolução RDC n° 482, de 23 de setembro de 1999. Aprova o Regulamento Técnico: “Fixação de Identidade e Qualidade de Óleos e Gorduras Vegetais”. Disponível em: . Acesso em: dia de mês, ano. Acesso em 15 de outubro de 2015.
  • [3] KAWASHIMA, L. M; SOARES, L. M. V. Gordura em sorvetes nacionais: conteúdo, composição de ácidos graxos e teor de trans-isomeros. Ciência e Tecnologia de Alimentos, 13, 2, 199
  • [4] LAWSON, H. Aceites y grasas alimentarios: tecnología, utilización y nutrición. Acribia, 1999.
  • [5] LIMA, L. N.; CARVALHO, M. W. N.; SANTOS, J. C. O. Caracterização Térmica e Oxidativa do Biodiesel Derivado do Óleo de Algodão. Química no Brasil, V. 2, p. 91-96, 2008.
  • [6] MACHADO, G. C.; CHAVES, J. B. P.; ANTONIASSI, R. Composição em ácidos graxos e caracterização física e química de óleos hidrogenados de coco babaçu. Revista Ceres, 53 (308), 463, 200
  • [7] MORETTO, E.; FETT, R. Óleos e gorduras vegetais: processamento e análises. UFSC, Florianópolis, 1986.
  • [8] SANTOS, J. C. O.; TRINDADE, M. F. S.; SOUZA, A. G. Thermoanalytical, kinetic and rheological parameters of commercial edible vegetable oils. Journal of Thermal Analysis and Calorimetry, 75, 2, 2004.
  • [9] SANTOS, J. C. O. Thermal Characterization of the Favelone Oil (Cnidoscolus phyllacanthus). Journal of Food Technology (Faisalabad), v. 5, p. 77-78, 2007.
  • [10] SANTOS, J. C. O.; SOUZA, A. G. Thermal Stability of Edible Oils by Thermal Analysis. Journal of Food Technology (Faisalabad), v. 5, p. 79-81, 2007.
  • [11] SANTOS, J. C. O.; SOUZA, A. G.; PRASAD, S. Influence of Artificial Antioxidants on Thermal and Oxidative Stability of the Rice Bran Oils Using Thermogravimetry and Differential Scanning Calorimetry. Chemical Technology - An Inidian Journal, v. 1, p. 2-12, 2006.
Como citar:

MARTINS, Jakeline Santos; SANTOS, José Carlos Oliveira; "Estudo comparativo das propriedades de óleo de coco obtido pelos processos industrial e artesanal", p. 515-526 . In: Anais do V Encontro Regional de Química & IV Encontro Nacional de Química [=Blucher Chemistry Proceedings].. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2318-4043, DOI 10.5151/chenpro-5erq-fq6

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações