fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

ESTABILIDADE SOBRE A ÓTICA ESTATÍSTICA.

NASCIMENTO, A. C.; MANZI, J.;

Artigo:

Este trabalho apresenta uma metodologia baseada em princípios da estatística clássica para determinar as regiões de estabilidade robusta de sistemas lineares ou não lineares, com um nível de conservadorismo muito menor que àqueles apresentados pelas metodologias determinísticas. O caráter aleatório das raízes do sistema, representado pelas distribuições de probabilidades diz respeito ao universo de todos os resultados possíveis para o fenômeno, garantindo o mapeamento através da métrica de distância estatística associada a função chi-quadrado para um aceitável o nível do erro α, resultando em uma elipse a qual pode ser facilmente identificada e estabelecida. Comparações com os métodos clássicos de análise da estabilidade como o lugar das raízes, o conceito de entrada limitada-saída limitada, ou a estabilidade por Liapunov, também estão inclusas na análise do trabalho. Tais comparações têm indicado que os resultados obtidos através da metodologia proposta são menos conservativos e consequentemente produz uma análise e mapeamento da região de estabilidade robusta, considerando todas as variáveis, os parâmetros e as interações simultâneas entre eles, sem a necessidade de avaliar contribuições isoladas relativas a análise de estabilidade. O método proposto permite também monitorar continuamente a região de estabilidade, avaliando a sua tendência, e com isso determinado a necessidade de tomada de decisão, em tempo hábil, a fim de restaurar tal região.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-1507-18968-159491

Referências bibliográficas
  • [1] COUGHANOWR, Donald R.; KOPPEL, Lowell B. Process systems analysis and control. New York: McGraw-Hill, 1965.
  • [2] NARENDRA, Kumpati S.; ANNASWAMY, Anuradha M. Stable adaptive systems. Courier Dover Publications, 201
  • [3] OGATA, K. Engenharia de Controle Moderno, 5.ed. São Paulo: Prentice Hall 2010.
  • [4] RIBEIRO, Ademir Alves; KARAS, Elizabeth Wegner. Otimização contínua Aspectos teóricos e computacionais. Cengage Learning, São Paulo, Brazil, in press (in Portuguese) 2013.
  • [5] SASTRY, Shankar; BODSON, Mark. Adaptive control: stability, convergence, and robustness,2011.
  • [6] SILVA, N., BISPO, H., BRITO, R. and MANZI, J. (2014), Robust stability analysis inspired by classical statistical principles. Can. J. Chem. Eng., 92: 82–89. doi: 10.1002/cjce.21825 SILVA, J. N. Determinação da região robusta de estabilidade inspirada nos princípios da estatística clássica Campina Grande 2013.
  • [7] SILVA, J. N. ; BISPO, H. J. ; BRITO, R. P. ; MANZI, J. T. . Analise estatística aplicada a estabilidade robusta. In: XIX Congresso Brasileiro de Automática, CBA 2012, 2012, Campina Grande. Anais do XIX Congresso Brasileiro de Automática, CBA 2012, 2012a. SILVA. J. N BISPO. H. BRITO R. MANZI. J. Joint confidence region for tuning parametres of the PID controller. In IFAC Conference on Advanced in PID control, 2012 Brescia. IFAC – PID’12 – Book of abstract Brescia University of Brescia 2012b v1 SOONG, T. T. Modelos probabilísticos em engenharia e ciências. LTC, 1986.
Como citar:

NASCIMENTO, A. C.; MANZI, J.; "ESTABILIDADE SOBRE A ÓTICA ESTATÍSTICA.", p. 12552-12559 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-1507-18968-159491

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações