fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

EFEITO DE DIFERENTES EXCIPIENTES E DE DESINTEGRANTE NA FORMULAÇÃO DE PELLETS DE NIFEDIPINO PRODUZIDOS POR EXTRUSÃO-ESFERONIZAÇÃO

SOUZA, L. F. G. de; NITZ, M.; GARJULLI, F.; TARANTO, O. P.;

Artigo:

O nifedipino (NF) é uma droga praticamente insolúvel em água, com solubilidade menor que 10 g/mL, de baixa e irregular biodisponibilidade depois da administração oral. É o vaso dilatador mais amplamente utilizado do grupo de derivados de diidropiridina. Com o objetivo de melhorar a dissolução in vitro do NF, nesse trabalho microgrânulos do ativo foram produzidos por extrusão-esferonização utilizando-se em sua formulação diferentes teores do desagregante croscarmelose sódica (CS) e celulose microcristalina (MCC) como excipiente principal. Microgrânulos contendo lactose (L) como excipiente base também foram produzidos a fim de comparar o perfil de liberação do ativo com o perfil de pellets a base de MCC. Os testes de dissolução mostraram que quanto maior o teor de CS no pellet mais rápida é a liberação do NF no meio de dissolução. Microgrânulos com teores acima de 22% de CS apresentaram liberação total do ativo em 12 horas e seus perfis de liberação se mostraram superiores a de outros trabalhos que fizeram uso de dispersões sólidas ou de partículas micronizadas do ativo. Os pellets produzidos com L como excipiente base apresentaram 90% de liberação do ativo na primeira hora, enquanto que os microgrânulos produzidos com MCC apresentaram apenas 16%. Pellets de NF com matriz de liberação prolongada foram produzidos e apresentaram frações de ativo liberada dentro do estabelecido na USP.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0671-24506-139433

Referências bibliográficas
  • [1] CAMPBELL, R.J., SACKETT G.L. Film Coating. In: Coating – Drug Manufacturing Technology Series. USA: Interpharm CRC, 1999, 348 p. GANDI R; KAUL C.L., PANCHAGNULA R. Extrusion and spheronization in the development of oral controlled-release dosage forms. Pharm Sci Technol Today, v. 2, p. 160-170, 1999.
  • [2] NIKOWITZ, K., KÁSA, P.J., HÓDI, K.P., REGDON, G.J. Study of the preparation of a multiparticulate drug delivery system with a layering technique. Powder Technol, v. 205, p. 155-159, 2011.
  • [3] O’CONNOR, R. E., SCHWARTZ, J. B. Spheronization II. Drug release from drug-diluent mixtures. Drug Development and Industrial Pharmacy, v.11, p. 1837-1857, 1985.
  • [4] SANTOS, H. M. M., VEIGA, F. J. B., PINA, M. E. T., SOUSA, J. J. M. S. Obtenção de pellets por extrusão e esferonização farmacêutica – Parte I – Avaliação das variáveis tecnológicas e de formulação. Ver. Bras, Cienc. Farm Braz J Pharm Sci, v. 40, p. 455-470, 200
  • [5] SOONS, P.A., SCHOEMAKER, H. C., COHEN, A. F., BREIMER, D. D. Intraindividual variability in nifedipine pharmacokinetics and effects in healthy subjects. Journal of Clinical.Pharmacology, v.32, p. 324-331, 1992.
  • [6] SOUTO, C., RODRÍGUEZ, A., PARAJES, S., PACHECO, R. A comparative study of the utility of two superdisintegrants in microcrystaline cellulose pellets prepared by extrusion-spheronization. Eur. J. Pharm. Biopharm, v. 61, p. 94-99, 2005.
  • [7] SUN, C.C. Critical roles of porosity in tableting properties characterization and solids formulation development. American Pharmaceutical Review 8, p. 102-107, 2005.
  • [8] TANG, X., TIAN, X., CI, L. Preparation and evaluation of pH-dependent gradient-release pellets for TCM . Drug Development and Industrial Pharmacy, v. 30, p. 1079-1087, 2004.
  • [9] TOTAL, C. B. Formulation dependent pharmacokinetics – does the dosage form matter for nifedipine? J. Cardiovasc. Pharmacol, v. 44, p. 82-86, 2004.
  • [10] USP XXXII. The United States Pharmacopeia, NF 27, 3rd ed, p. 3083-3089, 2009.
  • [11] WALLEY, T. J.,HEAGERT, A. M., WOODS, K. L., BING, R. F., POHL, J. E., BARNETT, D. B., Pharmacokinetics and pharmacodynamics of nifedipino infusion in normal volunteers. Br. J. Clin. Pharmacol, v. 23, p. 693-701, 1987.
  • [12] ZHANG, G., SCHWARTZ, J.B., SCHNAARE, R.L. Effect of spheronization technique on drug release from uncoated beads. Drug Development and Industrial Pharmacy, v. 16, p. 1171-1184, 1990.
Como citar:

SOUZA, L. F. G. de; NITZ, M.; GARJULLI, F.; TARANTO, O. P.; "EFEITO DE DIFERENTES EXCIPIENTES E DE DESINTEGRANTE NA FORMULAÇÃO DE PELLETS DE NIFEDIPINO PRODUZIDOS POR EXTRUSÃO-ESFERONIZAÇÃO", p. 5521-5528 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0671-24506-139433

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações