Abstract - Open Access.

Idioma principal

Diversidade e Potencial Micotoxigênico de Aspergillus Spp. no Solo de Sabará (Mg)

Diversidade e Potencial Micotoxigênico de Aspergillus Spp. no Solo de Sabará (Mg)

Pereira, Vanessa Maria; Passamani, Fabiana Reinis; Lira, Nathasha de Azevedo; Chalfoun, Sara Maria; Moreira, Fatima Maria de Souza; Batista, Luis Roberto;

Abstract:

O solo é considerado um mosaico de micro-habitats devido a sua complexidade e, dessa forma é um dos principais ecossistemas para o desenvolvimento de populações microbianas. Juntamente com a água, o solo é um dos mais importantes contaminantes de alimentos, pois partículas com microrganismos podem ser transportadas por animais, aderir às plantas ou serem disseminadas pela água e pelo ar. O isolamento de Aspergillus spp. do solo é frequente, uma vez que as condições são favoráveis para o seu crescimento. Nesse contexto, o objetivo do trabalho foi investigar a diversidade do gênero Aspergillus no solo, na cidade de Sabará (MG) e avaliar seu potencial micotoxigênico. As amostras de solo (20 cm de profundidade) foram coletadas assepticamente e levadas ao laboratório, destas foram realizadas diluições seriadas (10-1 a 10-5) utilizados os meios DG18 e DRBC em triplicata. Após o desenvolvimento das colônias, aquelas que mostraram macromorfologia similar a Aspergillus foram isoladas em MA 2% e, após o crescimento, foi realizada a identificação morfológica das espécies nos meios MEA e CYA. A temperatura de incubação dos isolados foi de 25 ºC, e uma placa a mais por isolado de CYA foi incubada a 37 ºC em BOD. Após 7 dias foram realizadas as medições de colônias e a observação de características microscópicas, conforme o manual de identificação. Estes dados foram usados na chave de identificação. A detecção da produção de micotoxinas foi realizada pelo método Plug Agar em placas de cromatografia de camada delgada, onde as micotoxinas analisadas foram Ocratoxina A e Aflatoxinas B1, B2, G1 e G2. Como resultado, foram obtidos 41 isolados, sendo estes: 21 A. parasiticus; 9 A. niger; 4 A. carbonarius; 4 A. flavus; 1 A. sulphureus; 1 A. ochraceoroseus e 1 sem identificação até o momento. Quanto à produção de micotoxinas, todos isolados de A. parasiticus produziram Afla B1, B2, G1 e G2; todos isolados de A. flavus produziram Afla B1 e B2 e todos isolados de A. carbonarius produziram Ocratoxina A, os demais isolados não produziram nenhuma das micotoxinas analisadas. O número de isolados de Aspergillus encontrados no solo é relativamente baixo quando comparado a amostras de alimentos, como grãos por exemplo. Isso provavelmente é devido à competição, que no solo é mais expressiva. A produção das micotoxinas corresponde ao encontrado em outros trabalhos na literatura.

Abstract:

Palavras-chave: Aspergillus, Ocratoxina A, Aflatoxina, Solo, Identificação,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/foodsci-microal-079

Referências bibliográficas
Como citar:

Pereira, Vanessa Maria; Passamani, Fabiana Reinis; Lira, Nathasha de Azevedo; Chalfoun, Sara Maria; Moreira, Fatima Maria de Souza; Batista, Luis Roberto; "Diversidade e Potencial Micotoxigênico de Aspergillus Spp. no Solo de Sabará (Mg)", p. 523-524 . In: Proceedings of the XII Latin American Congress on Food Microbiology and Hygiene [=Blucher Food Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-201X, DOI 10.5151/foodsci-microal-079

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações