fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

CARACTERIZAÇÃO E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DO MATERIAL PARTICULADO GROSSO (MP10) DA CIDADE DE SÃO CARLOS (SP)

ALEXANDRINA, E. C.; SCHORNOBAY-LUI, E.; CORRÊA, N. A.; GONÇALVES, J. A. S.; AGUIAR, M. L.;

Artigo:

Pesquisas mostram que a exposição ao material particulado fino (MP2, 5) e grosso (MP10) pode causar mortes prematuras, doenças mutagênicas e problemas respiratórios como a asma. O perigo da inalação de partículas depende da forma, do tamanho, da composição química e do lugar no qual elas foram depositadas no sistema respiratório. O objetivo deste trabalho foi caracterizar o material particulado (MP10) na cidade de São Carlos, SP. Um Amostrador de Grandes Volumes (AGV) está sendo utilizado para coleta do MP e foram realizadas análises químicas por meio das técnicas de Fluorescência de Raio-X (XRF). As concentrações encontradas no período da amostragem, não ultrapassaram os limites estabelecidos pelas legislações vigentes, CONANA e CETESB. O XFR foi utilizado para fazer um levantamento qualiquantitativo e os elementos encontrados foram coerentes com outros estudos em áreas urbanas, como silício, alumínio, enxofre.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-0298-26126-164651

Referências bibliográficas
  • [1] BRASIL, SÃO PAULO. Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental (CETESB). Relatório de Qualidade do ar no Estado de São Paulo 2002. 126p. BRASIL. Resolução/Conama/n.º 003, de 28 de Junho De 1990. Publicada no D.O.U, de 22/08/90, Seção I, p..15.937- 9. Disponível em: Andlt;http://www.mma.gov.br/port/conama/res/res90/res0390.htmlAndgt;. Acesso em: 13 nov. 2013 BRASIL. Governo do Estado de São Paulo. Prefeitura Municipal de São Carlos. Disponível em: Andlt;http://www.saocarlos.sp.gov.br/index.php/conheca-sao-carlos/115268-a-cidade-de-sao-carlos.htmlAndgt;. Acesso em: 24 mar. 2014.
  • [2] CELLI, Eduardo Carlos; MARQUES, Kleber, Augusto; TEIXEIRA, Douglas; MACHADO, Ana Paula Galetta; BRUNO, Ricardo Luiz; DE CARVALHO, Wanda Maria; AGUIAR, Mônica Lopes; COURY, José Renato. Concentração de Material Particulado Suspenso na Atmosfera em São Área temática: Engenharia Ambiental e Tecnologias Limpas 7Carlos (SP), vol.8, n°6- jan./mar., e n°2-abr/jun, p. 6-12, 2003.
  • [3] COMIN, Tatiane Tagino; POZZA, Simone Andrea; COURY, José Renato. Fatores Ambientais e a Emissão de Material Particulado na Cidade de São Carlos (SP). In: VIII Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica, 2009, Uberlândia (MG). ENERGETICA- Qualidade do Ar. Disponível em: Andlt; http://www.energetica.ind.br/intranet/uploads/996c4846c6125db56c97352c8a457f8c.pdfAndgt;. Acesso em: 20 set. 2014.
  • [4] FREITAS, Adriana de Marques; SOLCI, Maria Cristina. Caracterização do MP10 e MP2,5 e distribuição por tamanho de cloreto, nitrato e sulfato em atmosfera urbana e rural de Londrina (PR),vol. 32,n°7, p. 1750-1754, 2009.
  • [5] LIMA, Euclides Antônio Pereira, GUIMARÃES, Ednaldo Carvalho; POZZA,Simone Andrea. A Study of atmospheric particulate matter in a city of the central region of Brazil using time-series analysis, vol. 1, n°1, 2009.
  • [6] MARQUES, K.A; CELLI, C.E;PASSONI, J.H;TEIXEIRA, D;BACHIEGA, E. Assesment of atmospheric particulate matter in São Carlos (SP),vol.12,n°1,p.17-25,2001.
  • [7] MAIOLI, Brígida Gusso. Quantificação e Caracterização do Material Particulado Fino (MP2,5) na Região Metropolitana da Grande Vitória-ES.2011.118f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) - Departamento de Engenharia Ambiental, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2011.
  • [8] POZZA, Simone. Identificação das fontes de poluição atmosférica na cidade de são Carlos-SP. 2005. 119 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química)- Departamento de Engenharia Química, Universidade federal de São Carlos, São Carlos, 2005.
  • [9] QUEIROZ, Paula Guimarães Moura; JACOMINO, Vanusa Maria Feliciano; MENEZES,Maria Ângela de Barros Correia Menezes. Composição Elementar do Material Particulado Presente no Aerossol Atmosférico no Município de Sete Lagoas(MG),vol.30,n°5,p.1233-1239,2007.
  • [10] SHIMAZDU CORPORATION. Analytical and Measuring Instruments. Dísponivel em:Andlt; http://shimadzu.com/an/elemental/edxrf/edx7000_8000/index.htmlAndgt;. Acesso em: 14 abr. 2014.
  • [11] TORRES, Fillipe Tamiozzo Pereira; MARTINS,Luiz Alberto. Fatores que influenciam na concentração do material particulado inalável na cidade de juiz de fora(MG),p. 23-39,out/2005.
  • [12] UNIVERSIDADE DO PORTO. Dísponivel em:http://www.ff.up.pt/toxicologia/monografias/ano0304/Aluminio/aluminio.htm. Acesso em: 28 abril. 2014.
Como citar:

ALEXANDRINA, E. C.; SCHORNOBAY-LUI, E.; CORRÊA, N. A.; GONÇALVES, J. A. S.; AGUIAR, M. L.; "CARACTERIZAÇÃO E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DO MATERIAL PARTICULADO GROSSO (MP10) DA CIDADE DE SÃO CARLOS (SP)", p. 6924-6931 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-0298-26126-164651

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações