fevereiro 2015 vol. 1 num. 2 - XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Artigo - Open Access.

Idioma principal

CARACTERIZAÇÃO DA NAFTA PETROQUÍMICA PARA A PRODUÇÃO DE AROMÁTICOS

MEIRELLES, L. B.; SILVA, S. M. C. da; RAJAGOPAL, K.;

Artigo:

A nafta é a matéria prima principal para a indústria petroquímica e ainda é seu insumo mais viável economicamente. É classificada quanto a suas características químicas em dois grandes tipos: a parafínica (LAN), indicada para a produção de olefinas, com teor máximo de parafina de 78% e densidade média de 0,6802 g/cm3 e a naftênica (HAN), adequada para a obtenção de aromáticos, com teor máximo de 65% de parafinas e densidade média de 0,735 g/cm3. A produção de olefinas a partir do gás e óleo de folhelhos ao invés de nafta é um processo mais barato nos Estados Unidos e resulta em um preço bem menor de nafta LAN. As especificações importantes para a distinção entre as naftas são a densidade e o teor de alcanos. A medida experimental do teor de alcanos da nafta é dispendiosa. É muito útil o conhecimento da massa molar da nafta, que é uma característica que pode traduzir o seu tipo e a qualidade com maior facilidade.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeq2014-1080-21176-159377

Referências bibliográficas
Como citar:

MEIRELLES, L. B.; SILVA, S. M. C. da; RAJAGOPAL, K.; "CARACTERIZAÇÃO DA NAFTA PETROQUÍMICA PARA A PRODUÇÃO DE AROMÁTICOS", p. 13879-13885 . In: Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2014 [= Blucher Chemical Engineering Proceedings, v.1, n.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeq2014-1080-21176-159377

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações