Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE PRODUTOS FÁRMACOS

PRODUCT QUALITY EVALUATION OF DRUGS

SOUZA, Andressa Germana de; LOPES, Maílla Ísle;

Completo:

A farmácia de manipulação é um tipo de empresa em que as atividades são voltadas principalmente para a saúde. Nela são manipuladas fórmulas magistrais, de acordo com a prescrição de um profissional habilitado. No Brasil, as vigilâncias sanitárias são responsáveis pela licença de funcionamento deste comércio. A farmácia de manipulação tem como característica a manipulação de medicamentos de forma precisa, ou seja, de acordo com a necessidade de cada paciente. Esta característica evita o desperdício de medicamentos, resultando num tratamento mais econômico para o paciente. Para que se obtenha medicamentos com qualidade, as farmácias de manipulação apresentam um rigoroso controle, que inicia-se com a análise das matérias-primas, e se estende na produção do medicamento, até o produto acabado, oferecendo confiabilidade aos seus clientes. Este trabalho teve como objetivo acompanhar todo o processo de manipulação de medicamentos produzidos na Pharman Farmácia de Manipulação. A Pharman Farmácia de Manipulação localiza-se na cidade de Assú/RN, e está no mercado há mais de 12 anos. As atividades realizadas na empresa, compreenderam o acompanhamento na manipulação de diversos produtos, incluindo as atividades desenvolvidas nos laboratórios de sólidos e semi-sólidos e líquidos. As matérias-primas foram analisadas a partir de testes físico-químicos, garantindo a obtenção de medicamentos com qualidade. O controle de qualidade é feito a partir de testes básicos recomendados pelas análises exigidas pela Resolução da Diretoria Colegiada - RDC 67/2007, como pH, ponto de fusão, solubilidade, aspecto físico. Estes testes são realizados e seus resultados são comparados aos resultados disponibilizados pelo fornecedor, assim como os produtos finais dos demais laboratórios, servindo como contra prova do certificado de análise. No presente trabalho as matérias-primas e produtos acabados analisados apresentaram bons resultados, conforme os padrões dos fabricantes.

Completo:

A compounding pharmacy is a type of company in which the activities are geared primarily to health. Her masterful formulas are handled, according to the prescription of a qualified professional. In Brazil, health surveillance are responsible for the operating license of this trade. The compounding pharmacy is characterized by the form of drugs handling needs, namely according to the needs of each patient. This feature avoids the waste of medicine, resulting in a more economical treatment for the. In order to obtain drugs with quality, handling pharmacies have strict control, which begins with the analysis of raw materials and extends the production of the drug, to the finished product, offering reliability to its customers. This paper aims to track the entire drug handling process produced in Pharman handling of Pharmacy. The Pharman Manipulation Pharmacy is located in the city of Assu / RN, and has been in business for over 12 years. The activities carried out in the company understood the monitoring in handling various products, including the activities developed in the laboratories solids and semi- solids and liquids. The raw materials were analyzed from physicochemical tests, assuring the quality obtaining medicines. Quality control is made from basic tests recommended by the analyzes required by Board Resolution - RDC 67/2007 , such as pH , melting point , solubility, physical aspect . These tests are carried out and their results are compared to the results provided by the supplier, as well as the end products from other laboratories, serving as evidence against the certificate of analysis. In this paper the raw materials and finished products analyzed showed good results, according to the standards of the manufacturers.

Palavras-chave: Farmácia; Manipulação-Fármacos; Controle de qualidade.,

Palavras-chave: Pharmacy; Drug – handling; quality control.,

DOI: 10.5151/chenpro-5erq-eng13

Referências bibliográficas
  • [1] ALVES, A. P; MOURA, A; VAN NEUTGEM, E. R; SILVA, M; CUNHA, N. S; OKA, S. K; MACHADO, S. R. P. Avaliação das boas práticas de manipulação nas farmácias com manipulação de Cuiabá e Várzea Grande, Estado de Mato Grosso. Rev. Bras. Farm., 90(1): 75-80, 2009. Disponível em: < http://rbfarma.org.br/files/pag_75a80_166_avaliacao_boas_praticas.pdf>. Acesso em: 09 de out de 2014.
  • [2] BRAGA, G. K. Identificação dos riscos sanitários na manipulação de medicamentos alopáticos não estéreis em farmácia comunitária e o papel das boas práticas de manipulação no controle desses riscos. 2009. 126f. Tese (Doutorado). Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto – Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
  • [3] BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC 67, de 8 de outubro de 2007. Dispõe sobre as boas práticas de Manipulação de Preparações magistrais e Oficinais para Uso Humano em Farmácias. Diário oficial da República Federativa do Brasil, DF, 9 de outubro de 2007.
  • [4] BUTZKE, E. T. B. Acompanhamento de produtos em farmácia de manipulação. Blumenau,2010. Universidade Nacional de Blumenau. Disponível em: < http://www.bc.furb.br/docs/RE/2010/347120_1_1.pdf>. Acesso em: 20 de Dez de 201
  • [5] FARMACOPÉIA BRASILEIRA. Formulário nacional da farmacopéia brasileira/Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. 2.ed.Brasília:Anvisa, 2012.224p.
  • [6] FERNANDES, A. M. R; MUNICH, D, G; CUNHA, F. S. Sistema Inteligente para Determinação de Fórmulas de Medicamentos em Farmácias de Manipulação. VIII Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, 2011.
  • [7] GODEIRO, D. P. O. A influência da cultura organizacional adoção de práticas de qualidade seis sigmas: um estudo exploratório do segmento de farmácia de manipulação do Estado do Rio Grande do Norte. Rio Grande do Norte, 2008. Dissertação de Mestrado em Engenharia de Produção. Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Disponível em:. Acesso em 23 dezembro 2014.
  • [8] MELO, A. S. P. Planejamento e controle da produção em farmácia com manipulação: estudo de caso em instituição pública. Niterói, 2009. Dissertação de Mestrado em Sistema de Gestão. Universidade Federal de Fluminense.
  • [9] MENEGHETTI, E. K. Execução dos processos realizados em uma farmácia magistral. Blumenau. 2010. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2015.
  • [10] PHARMAN. Disponível em: < newpharman.clipebox.com>. Acesso em: 22 de Dez de
  • [11] 2015.
  • [12] RIBEIRO, A. L. A. A. Resolução RDC 33/ ANVISA/MS: Uma análise crítica do roteiro de inspeção para farmácias de manipulação. 2002.161f. Dissertação (Mestrado em Sistemas de Gestão), Universidade Federal Fluminense, Niterói. 2002.
  • [13] SILVA, R.F. Indicadores de desempenho em sistemas de garantia de qualidade de produção de medicamentos. Uma contribuição para a aplicação em farmácias de manipulação. 2007. Dissertação (Mestrado em Sistemas de Gestão) – UFF. Niterói, Rio de Janeiro. Disponível em: . Acesso em 17 jan. 2015.
  • [14] SOUZA, M.S.M. Linhas farmacêuticas têm controle oficial. Química e Derivados, n. 387, 2000, Disponível em . Acessado em: 17de janeiro de 2015.
  • [15] ZUNINO, G. P. A Farmácia Magistral no contexto da saúde. Pharmacia Brasileira – Maio/Junho/Julho/Agosto, 2007. Editor desta revista: jornalista Aloísio Brandão.
Como citar:

SOUZA, Andressa Germana de; LOPES, Maílla Ísle; "AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE PRODUTOS FÁRMACOS", p. 1000-1007 . In: Anais do V Encontro Regional de Química & IV Encontro Nacional de Química [=Blucher Chemistry Proceedings].. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2318-4043, DOI 10.5151/chenpro-5erq-eng13

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações