Abstract - Open Access.

Idioma principal

Avaliação da Ação Antibacteriana de Extrato de Trichilia Catigua Contra As Bactérias Patogênicas de Origem Alimentar

Avaliação da Ação Antibacteriana de Extrato de Trichilia Catigua Contra As Bactérias Patogênicas de Origem Alimentar

Paschoal, Sara Gonçalves; Nishio, Erick Kenji; Nakazato, Gerson; Kobayashi, Renata Katsuko Takayama; Mello, João Carlos Palazzo de; Scarminio, Ieda Spacino; Lonni, Audrey Alesandra Stinghen Garcia;

Abstract:

Recentemente tem sido relatada a resistência bacteriana a diversos antibacterianos, incluindo os micro-organismos de origem alimentar. Como alternativa no controle destes, o efeito antimicrobiano de produtos naturais tem sido estudado. Trichilia catigua, popularmente conhecida como catuaba ou catigua, é uma planta nativa que cresce abundantemente em várias regiões do Brasil. Tem sido usada na medicina popular para o tratamento de impotência, fadiga, stress e déficit de memória. Além disso, apresenta de acordo com a literatura atividade anti-inflamatória e antimicrobiana. Diversas bactérias estão envolvidas em distúrbios alimentares, dentre as quais destacamos: Staphylococcus aureus, Escherichia coli, e Bacillus cereus. O objetivo desse estudo foi avaliar a atividade antibacteriana do extrato de T. catigua contra as principais bactérias responsáveis por distúrbios alimentares. Os extratos foram obtidos através do planejamento experimental Centróide Simplex envolvendo os solventes água, metanol, acetona e etanol, que gerou quinze extratos brutos de T. catigua (ETC). Para a avaliação da atividade antibacteriana foram utilizadas as seguintes técnicas: disco-difusão em ágar (antibiograma), determinação da concentração inibitória mínima (CIM), e curva de morte e crescimento com contagem de unidades formadoras de colônias (UFC). De acordo com os resultados do antibiograma os extratos 1 (água), 2 (metanol), 3 (acetona) e 4 (etanol) apresentaram halos de inibição para S. aureus (9 mm, 9 mm, 10 mm, 10 mm, respectivamente). Para outras cepas bacterianas estes extratos não apresentaram efeito antibacteriano. A CIM dos extratos variaram entre 250 a 1000 µg/mL. O extrato 1 (1000 µg/mL) eliminou toda a população bacteriana em apenas 7 horas de incubação, e em 5 horas de incubação, o número de UFC sob ação do extrato 1 foi 2160 vezes menor em relação ao controle (sem o extrato). Os nossos resultados mostraram potencial ação antibacteriana do ETC contra cepas de S. aureus, uma vez que, essa bactéria tem como reservatório primário humanos e animais, e está frequentemente associada a contaminação de leites e produtos lácteos. Portanto, o ETC poderia ser utilizado como um antimicrobiano natural.

Abstract:

Palavras-chave: Atividade antibacteriana, Trichilia catigua, Catuaba,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/foodsci-microal-315

Referências bibliográficas
Como citar:

Paschoal, Sara Gonçalves; Nishio, Erick Kenji; Nakazato, Gerson; Kobayashi, Renata Katsuko Takayama; Mello, João Carlos Palazzo de; Scarminio, Ieda Spacino; Lonni, Audrey Alesandra Stinghen Garcia; "Avaliação da Ação Antibacteriana de Extrato de Trichilia Catigua Contra As Bactérias Patogênicas de Origem Alimentar", p. 95-96 . In: Proceedings of the XII Latin American Congress on Food Microbiology and Hygiene [=Blucher Food Science Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2014.
ISSN 2359-201X, DOI 10.5151/foodsci-microal-315

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações