Resumo - Open Access.

Idioma principal

ATIVIDADE ANTIOXIDANTE E TEORES DE FENÓIS E FLAVONOIDES TOTAIS DO EXTRATO ETANÓLICO OBTIDO DO CAULE DE Smilax sp.

Silva, Izabela C. A.; Fonseca, Juliana C.; Aleixo, Álan A.; Castro, Ana Hortência F.; Duarte-Almeida, Joaquim M.; Lima, Luciana A. R. dos Santos;

Resumo:

Os vegetais superiores sintetizam e acumulam uma grande diversidade de compostos fenólicos, cujo papel no metabolismo da planta ainda não está inteiramente esclarecido. A família Smilacaceae possui distribuição predominante nos climas tropical e subtropical, incluindo dois gêneros e cerca de 300 espécies, quase todas pertencentes à Smilax. No Brasil, apenas o gênero Smilax é encontrado, com aproximadamente 30 espécies, conhecidas popularmente como salsaparrilha ou japicanga. Espécies do gênero Smilax ainda são pouco estudadas. Assim, o presente estudo teve como objetivo avaliar a atividade antioxidante e determinar quantitativamente os teores de fenóis e flavonoides totais a partir do extrato etanólico obtido dos caules de Smilax sp. Os caules de Smilax foram coletados, secados e triturados. O extrato etanólico foi obtido por percolação com etanol e avaliado quanto à atividade antioxidante, a partir do método do DPPH (2,2-difenil-1-picril-hidrazil). A análise foi feita a partir de concentrações de 500, 250, 100, 10 e 1 µg/mL do extrato, sendo lida a absorbância após 30 minutos em espectrofotômetro a 517 nm. Ensaios espectrofotométricos foram realizados para determinar o teor de fenóis e flavonoides totais, expressos como mg equivalentes de ácido gálico e de quercetina/mL, respectivamente. O extrato etanólico de Smilax apresentou uma alta porcentagem de inibição de DPPH em todas as concentrações testadas, variando de 51,37% a 95,84%, nas concentrações de 1 a 500 µg/mL. Na análise de fenóis totais foi obtido o teor de 22,97 mg equivalentes de ácido gálico/mL, já na análise de flavonoides totais obteve-se um teor de 7,15 mg equivalentes de quercetina/mL. Dessa forma verificou-se que os caules de Smilax sp. possuem potencial antioxidante e altos teores de fenóis e flavonoides totais, sugerindo futuramente o possível uso como fonte de antioxidantes naturais.

Resumo:

Palavras-chave: Smilax, atividade antioxidante, fenóis, flavonoides,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/biochem-jaibqi-0034

Referências bibliográficas
Como citar:

Silva, Izabela C. A.; Fonseca, Juliana C.; Aleixo, Álan A.; Castro, Ana Hortência F.; Duarte-Almeida, Joaquim M.; Lima, Luciana A. R. dos Santos; "ATIVIDADE ANTIOXIDANTE E TEORES DE FENÓIS E FLAVONOIDES TOTAIS DO EXTRATO ETANÓLICO OBTIDO DO CAULE DE Smilax sp.", p. 55-56 . In: Anais da V Jornada Acadêmica Internacional de Bioquímica [= Blucher Biochemistry Proceedings, v.1, n.1]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2359-5043, DOI 10.5151/biochem-jaibqi-0034

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações