Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Aproximações e distanciamentos da carreira docente em Química com sujeitos da Argentina e do Brasil

Similarities and differences of the teaching profession in Chemistry with subjects of Argentina and Brazil

ARRUDA, Cíntia de Abreu; SANTOS, Maria Tatiana da Silva; RAMOS, Rhaylene de Almeida; VIANA, Kilma da Silva Lima;

Completo:

Este artigo teve o objetivo de compreender as condições de trabalho dos professores de Química de uma escola do Brasil e da Argentina e suas relações com a escolha e não escolha dos estudantes pela carreira docente nessa área. Foi desenvolvido com quatro (4) professores e quarenta e três alunos (43) de duas escolas, uma situada na cidade de Vitória de Santo Antão em Pernambuco, Brasil, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia e outra na Argentina no Colégio Nacional de La Plata. Os professores de ambas as escolas afirmaram que não são totalmente satisfeitos com a profissão, e apontaram como principais razões: grande demanda de conteúdo em uma carga horária reduzida, o desenvolvimento do conhecimento, a atitude e o compromisso com a escola, a falta de desenvolvimento de teorias pedagógicas, e além de tudo, a desvalorização social. Os estudantes entrevistados não pensam em seguir a carreira docente em Química porque afirmam que essa ciência é de difícil compreensão, além de relatarem que a profissão docente possui baixos salários, fazendo com que os mesmos optem por áreas como medicina e direito por ser mais bem remuneradas. Por tanto, com os resultados obtidos observamos que existem mais aspectos que se aproximam do que aqueles que se distanciam em relação à carreira docente em Química nas escolas pesquisadas de ambos os países (Brasil e Argentina). Dos aspectos que se aproximam estão: as condições de trabalho, motivação profissional, percepções dos estudantes acerca da carreira docente, e, além disso, as dificuldades no processo de ensino-aprendizagem da Química. Já dentre os aspectos que se distanciam está a formação dos professores, uma vez que, na Argentina, os docentes não precisam ser formados especificamente em licenciatura para atuar em sala de aula, já em algumas escolas do Brasil, como as da rede federal de ensino, o professor só pode lecionar se possuir formação em licenciatura.

Completo:

This article aims to understand the working conditions of Chemistry teachers of a school in Brazil and Argentina and its relations with the choice and not the choice of students for teaching careers in this area. It was developed with four (4) teachers and forty-three students (43) of two schools, one in the city of Vitória de Santo Antão in Pernambuco, Brazil, the Federal Institute of Education, Science and Technology and another in Argentina at the National College La Plata. Teachers from both schools said they are not fully satisfied with the profession, and pointed out as main reasons: high demand for content on a reduced workload, the development of knowledge, attitude and commitment to the school, the lack of development pedagogical theories, and above all, the social devaluation. Respondents students do not think about following a teaching career in chemistry because they claim that science is difficult to understand, and report that the teaching profession has low wages, making them opt for areas such as medicine and law to be better paid. Therefore, with the results we observe that there are aspects that are close to those who are distant in relation to teaching career in chemistry in schools surveyed in both countries (Brazil and Argentina). Aspects of that approach are: working conditions, professional motivation, perceptions of students about the teaching profession, and also the difficulties in the teaching of chemistry process. But among the aspects that move away is the training of teachers, since, in Argentina, teachers do not need to be specifically trained in degree to work in the classroom, as in some schools in Brazil, such as the federal school system the teacher can only teach if you have training in degree.

Palavras-chave: Carreira docente; Condições de trabalho; Ensino-aprendizagem em Química;,

Palavras-chave: Teaching profession; Work conditions; Chemistry teaching- learning;,

DOI: 10.5151/chenpro-5erq-eq19

Referências bibliográficas
  • [1] ANDRADE, R. S.; SALES, E. S.; LIMA, K. S. A avaliação no ensino da química: um estudo com professores em formação. In: 3º Congresso Internacional de Avaliação, 2013, Gramado. Anais do Congresso Internacional de Avaliação, 2013.
  • [2] BARTALOTTI, O.; FILHO, N. M. A Relação entre o Desempenho da Carreira no Mercado de Trabalho e a Escolha Profissional dos Jovens. Econ. Aplic., São Paulo, V. 11, N. 4, P. 487-505, OUTUBRO-DEZEMBRO, ANO 2007.
  • [3] BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, v. 134, n. 248, 23 dez. 1996. Seção 1, p. 27834-27841.
  • [4] BRASIL. Ministério da Educação/Inep. Sinopse do Censo da Educação Superior de 201 Disponível em: Acesso: 24/09/2015.
  • [5] CARVALHO, M.M.M.J. Orientação Profissional em Grupo: Teoria e Técnica. São Paulo: Editorial Psy, 199
  • [6] ENSI, R. T.; EYNG, A. M.; GISI, M. L.; RIBAS, M. S. Evasão ou permanência na profissão: políticas educacionais e representações sociais de professores. Rev. Diálogo Educ., v. 14, n, 42, p. 501-523, Curitiba, maio/ago, 2014.
  • [7] FUHR, L. M. O processo relacional entre o professor e o aluno. Monografia de Conclusão do Curso de Licenciatura em Pedagogia da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – FACED/UFRGS, Porto Alegre, 2010.
  • [8] LIMA, K. S. Compreendendo as Concepções de Avaliação de Professores de Física Através da Teoria dos Construtos Pessoais. Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Mestrado de Ensino de Ciências da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 200
  • [9] MALDANER, O. A.; ZANON, L. B. Situação de Estudo: uma Organização do Ensino que Extrapola a Formação Disciplinar em Ciências. Espaços da Escola. Ijuí: ano 11, n. 41, p. 45-60, 2001.
  • [10] MEZZADRA, F.; VELEDA, C.; SÁNCHEZ, M. B. Apostar a la docencia, desafíos y posibilidades para la política educativa argentina. Fundación Cippec. Buenos Aires, ano 2014, 1a ed.
  • [11] OLIVEIRA, D. A.; MELO, S. D. G. Mudanças no Trabalho e na Luta Docente na Argentina e no Brasil. Revista Adusp, São Paulo, Janeiro, ano 2010.
  • [12] REIS, J. M. C.; OLIVEIRA, B. R. M.; KIOURANIS, N. M. M. Perspectivas em relação à docência na formação inicial de licenciatura em Química de uma universidade pública. Atas do IX Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências – IX ENPEC, Águas de Lindóia, SP, 2013.
  • [13] SANTOS, W. L. P.; SÁ, C. S. S. Licenciatura em Química: carência de professores, condições de trabalho e motivação pela carreira. In: VIII ENPEC – Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 2011, Campinas-SP. Anais VIII ENPEC, 2011, p.1-12
  • [14] SALES, A. C. M.; CHAMON E. M. Q. O. Escolha da Carreira e o Processo de Construção da Identidade Profissional Docente. Educação em Revista, Belo Horizonte, V. 27, n. 03, p. 183-m210, dezembro, ano 2011.
  • [15] SILVA, A. M. Proposta para tornar o Ensino de Química mais atraente. Revista de Química Industrial, Rio de Janeiro, ano 79, n. 731, p. 7-12, 2011.
  • [16] SILVA, D. N. A desmotivação do professor em sala de aula, nas escolas públicas do município de São José dos Campos-SP. Monografia de conclusão do Curso de Especialização em Gestão Pública Municipal, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2012.
  • [17] SILVA, E. V.; VIANA, K. S. L.; NASCIMENTO, J. C.; JUNIOR, J. V. A. Programa Despertando Vocações para as Licenciaturas: uma proposta piloto extensão internacional. In: 1° Simpósio Latino americano de Intercambio sobre enseñanza de la Química. La Plata, Buenos Aires, 2014.
  • [18] TORRICELLI, E. Dificuldades de aprendizagem no Ensino de Química. Tese (Livre Docência). Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, ano 2007.
  • [19] UIS-UNESCO. Compendio Mundial de la Educación. Oportunidades perdidas: El impacto de larepetición y de la salida prematura de la escuela. Montreal: unesco, 2012.
  • [20] VIANA, M. G.; CESAR, R. C. L. Direito à Educação no Brasil: Exigibilidade Constitucional. Disponível em: Acesso: 18/09/2015.
Como citar:

ARRUDA, Cíntia de Abreu; SANTOS, Maria Tatiana da Silva; RAMOS, Rhaylene de Almeida; VIANA, Kilma da Silva Lima; "Aproximações e distanciamentos da carreira docente em Química com sujeitos da Argentina e do Brasil", p. 99-109 . In: Anais do V Encontro Regional de Química & IV Encontro Nacional de Química [=Blucher Chemistry Proceedings].. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2318-4043, DOI 10.5151/chenpro-5erq-eq19

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações