Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Aplicação do catalisador KI-MCM-41 na reação de esterificação do óleo de oiticica (licania rigida benth).

Application of the KI-MCM-41 catalyst in the esterification reaction of myrtle oil (Licania rigid benth).

PEREIRA, Marília Gabriela Araújo; SILVA, Antônio Alex de Lima; MATIAS, Luiz Gonzaga de Oliveira; SOUZA, Luiz Di; SANTOS, Anne Gabriella Dias;

Completo:

A Oiticica é uma espécie típica de matas ciliares da caatinga verdadeira. Sua amêndoa constitui cerca de 70 % do fruto e contém de 60 a 63 % de óleo que em sua composição química, apresenta, principalmente, os ácidos graxos licânico (70 a 80%) e o linolênico (10 a 12%). O objetivo do presente trabalho foi produzir biodiesel através da hidrolise do óleo e esterificação do ácido graxo respectivamente. Procurando formas mais limpas, seguras, rápidas e eficientes para produção de biodiesel foi utilizado a catalise heterogênea, usando iodeto de potássio suportado na peneira molecular MCM-41 em diferentes proporções, apesar de desorganizado, a estrutura do material não foi destruída, sendo propicia para as reações. O trabalho avaliou as propriedades físico-químicas do óleo de oiticica extraído da semente verde comparando-as com as de semente madura. A fim de obter um biodiesel mais puro foi realizada uma hidrolise no óleo com duração de 3h, com todos os resultados foi possível observar que com a hidrolise é possível eliminar os materiais insaponificáveis e ácidos graxos livres existentes no óleo bruto, deixando o material mais adequado e mais limpo para futuras conversões a biodiesel. Posteriormente a hidrolise seguiu a esterificação do ácido graxo no tempo de 6h. Com todos os materiais hidrolisados e esterificados, as caracterizações realizadas no biodiesel foram índice de acidez e índice de iodo nos seguintes materiais: óleo bruto, ácido graxo pós-hidrolisado e KI-MCM-41(2,5%; 7,5%). Com a impregnação do KI ao MCM-41 foi observado que a esterificação não ocorre de forma satisfatória e que as cadeias dos ácidos graxos aumentam, ou seja, ocorre dimerização, efeito que depende da concentração de KI no catalisador e aumenta com o aumento deste.

Completo:

The Oiticica is a typical species of riparian forests of true savanna. Its kernel is about 70% fruit and contains 60 to 63% of oil in its chemical composition, has mainly the licanic fatty acids (70 to 80%) and linolenic (10 to 12%). The objective of this study was to analyze the production of biodiesel by hydrolysis and esterification oil fatty acid respectively, with the oxides in order to incorporate catalyst supports in this way is used with different catalysts percentages KI (potassium iodide) as basic catalyst which has higher conversion rates at different percentages impregnated MCM-41. The study analyzed physic-chemical properties of extracted oiticica oil seed green comparing them with the mature seed. It was used as catalyst, the MCM-41 mesoporous materials when impregnated with potassium iodide (KI), the same was observed with some disruption in structure, but the typical peaks of MCM-41 were not destroyed, which would render propitious for the reactions. In order to obtain a more pure material was conducted in oil with hydrolysis time of 3h, with all the results it was observed that it is possible to hydrolyze remove unsaponifiable materials and existing free fatty acids in crude oil, leaving the most suitable material and cleaner for future conversion to biodiesel. later the hydrolysis followed by esterification of the fatty acid in 6h time. With all materials hydrolyzed and esterified characterizations were performed in biodiesel acid value and iodine value in the following materials: crude oil, post-hydrolyzed fatty acid and KI-MCM-41 (2.5%; 7.5%). With the impregnation of MCM-41 KI was not observed that the esterification It occurs satisfactorily and that the chains of the fatty acids increase, ie, dimerization occurs, KI effect depends on the concentration of the catalyst and increases with increasing this.

Palavras-chave: Oiticica, semente verde, biodiesel, catalise heterogênia, MCM-41,

Palavras-chave: Oiticica, green seed, biodiesel, heterogeneous catalysis, MCM-41,

DOI: 10.5151/chenpro-5erq-am29

Referências bibliográficas
  • [1] ALVES, José Antônio Barros Leal Reis, Síntese e caracterização da peneira molecular MCM-41 contendo terras raras na dessulfurização, utilizando tiofeno como molécula sonda Dissertação de Mestrado, Natal/RN, 2010.
  • [2] CANTRELL D.G.; et al., Structure reactivity correlations in MgAl hydrotalcite catalysts for biodiesel synthesis, Appl. Catal. A: Gen. v.287, p.183–190, 2005
  • [3] CORDEIRO C. S. et al. Catalisadores heterogêneos para a produção de monoésteres graxos (biodiesel) Quim. Nova, V. 34, No. 3, p. 477-486, Paraná, 2011.
  • [4] GALLO, J. M. R. Síntese e caracterização de [Nb]-MCM-41 e NbxOy(OH)z- Montmorilonita e aplicações em catalise redox e ácida. Dissertação de mestrado, UNICAMP, São Paulo 2005
  • [5] GALVÃO, L. P. F. C. et al. Iodeto de potássio suportado em peneiras moleculares mesoporosas (SBA-15 e MCM-41) como catalisador básico para síntese de biodiesel Quim. Nova, V. 35, No. 1, p.41-44, 2012.
  • [6] GHESTI, G. F. et al. Produção de biodiesel via transesterificação etílica com zeólitas básicas Quim. Nova, V. 35, No. 1, p.119-123, 2012
  • [7] HELWANI Z. et al. Solid heterogeneous catalysts for transesterification of triglycerides with Applied Catalysis A: General v.363 p.1–10 2009.
  • [8] MONTEIRO, J. M. G.; Plantio de Oleaginosas por Agricultores Familiares do Semiárido Nordestino para Produção de Biodiesel como uma Estratégia de Mitigação e Adaptação às Mudanças Climáticas. Tese (Doutorado), Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.
  • [9] OLIVEIRA, F. A. G. et al. Síntese, caracterização e avaliação de biodiesel de óleo de oiticica (Licania rigida benth) e isolalamento do éster metílico do ácido licânico Química: ciência, tecnologia e sociedade V. 1, No. 1 Mossoró-RN 2012.
  • [10] PAULILLO, L. F.; VIAN C. E. de F.; SHIKIDA, P. F. A.; MELLO, F. T. Álcool combustível e biodiesel no Brasil: quo vadis? Rev. Econ. Sociol. Rural v.45 no.3 Brasília July/Sept. 2007
  • [11] PETERSON, C. L.; HUSTRULID, T.; Biomass and Bioenergy 1998, 14, 91
  • [12] PINTO, G. P. - Características físico-químicas e outras informações sobre as principais oleaginosas do Brasil. Recife: Instituto de Pesquisa e Experimentação Agropecuárias do Nordeste. 1963. 83 p. (Boletim Técnico, 18)
  • [13] RAMALINGA K.; VIJAYALAKSHMI P.; KAIMAL T. N. B. A mild and efficient method for esterification and transesterification catalyzed by iodine. Tetrahedronletters. v. 43, no5, p.879-882, 2002.
  • [14] SOLDI R.A. et al. Soybean oil and beef tallow alcoholysis by acid heterogeneous catalysis/ Applied Catalysis A: General v.361 p.42–48 2009.
  • [15] ZHANG, Y.; DUBÉ, M. A.; MCLEAN, D. D.; Bioresour. Technol. 2003, 89, 1. 3. (Quim. Nova, V. 34, No. 3, p.477-486, 2011 Revisão
  • [16] WANG, Y. M.; WU, Z. Y.; WEI, Y. L.; ZHU, J. H.; Microporous Mesoporous Mater., v.84, p.127 2005.
Como citar:

PEREIRA, Marília Gabriela Araújo; SILVA, Antônio Alex de Lima; MATIAS, Luiz Gonzaga de Oliveira; SOUZA, Luiz Di; SANTOS, Anne Gabriella Dias; "Aplicação do catalisador KI-MCM-41 na reação de esterificação do óleo de oiticica (licania rigida benth).", p. 852-861 . In: Anais do V Encontro Regional de Química & IV Encontro Nacional de Química [=Blucher Chemistry Proceedings].. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2318-4043, DOI 10.5151/chenpro-5erq-am29

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações