Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

A BIORREMEDIAÇÃO COMO TÉCNICA DE TRATAMENTO DE EFLUENTES CONTAMINADOS POR PETRÓLEO

THE BIOREMEDIATION HOW TO WASTEWATER TREATMENT TECHNICAL CONTAMINATED BY OIL

LIMA, Ariadne S. B. de; SIMÃO, Criste Jones B.; SILVA, Francisca Joseane de Sousa; RODRIGUES, Júlia Rélene de Freitas; ARAÚJO, Thiego Costa de;

Completo:

Com o grande crescimento populacional e desenvolvimento tecnológico, a utilização dos recursos naturais está cada vez mais presente e constante, fazendo com que haja uma crescente utilização das reservas dos recursos e acarretando também preocupações, medidas e soluções no tocante ambiental, visto sua finitude e importância para a sobrevivência das extrações e utilizações. O foco deste trabalho está voltado à exploração petrolífera, atividade esta responsável por ser a fonte de energia fóssil mais utilizada no globo terrestre. Suas vantagens são vastas, porém seus impactos adversos, principalmente ao meio ambiente natural, são devastadores e de grande magnitude, causando perdas na fauna, flora e também á sociedade. Nessa linha de raciocínio, durante um desastre ambiental petrolífero, como exemplo um derramamento, são necessários métodos eficazes para combatê-lo; uma técnica que vem sendo estudada e utilizada é a de biorremediação de solos contaminados, a qual corresponde a um processo de tratamento que utiliza microorganismos que degradam e transformam compostos orgânicos em compostos menos complexos. O presente trabalho trata-se de um estudo revisão bibliográfica, a partir do levantamento e seleção de materiais já publicados, entre artigos científicos, livros, web sites científicos como Scielo, Scorpus e Periódico Capes dos últimos 15 anos. O objetivo principal deste artigo consistiu em discutir e avaliar previamente sobre as técnicas de biorremediação, sua real importância e validade para com a problemática de derramamento do petróleo. As considerações finais após as análises dos documentos cientificos, mostram que esta técnica se mostra eficaz por se tratar de um processo de tratamento que utiliza microorganismos que degradam e transformam compostos orgânicos existentes nos solos contaminados, em compostos menos complexos e mais facilmente degradáveis, sendo uma alternativa para a recuperação de áreas contaminadas. É uma opção de tratamento viável, de baixo custo e que pode ser implantado em campo ou em sistemas fechados. Dessa forma, a biorremediação oferece algumas vantagens sobre outras técnicas de remedição, pois é ecologicamente correta, não altera o equilíbrio dos ecossistemas, visando somente a biodegradação dos compostos poluentes, reduzindo assim sua concentração ou toxicidade.

Completo:

With the large population growth and technological development, the use of natural resources is increasingly present and constant, so that there is a growing use of reserves of resources and also causing concerns, measures and solutions in the environmental respect, as its finitude and importance to survive the extractions and uses. The focus of this work is focused on the oil exploration activity is responsible for being the fossil energy source most used on the globe. Its advantages are vast, but its adverse impacts, especially to the natural environment, are devastating and of great magnitude, causing losses in fauna, flora and also to society. This line of reasoning during an oil environmental disaster, such as a spill, effective methods are needed to combat it; a technique that has been studied and used is bioremediation of contaminated soils, which corresponds to a treatment process that uses microorganisms which degrade and convert organic compounds into less complex compounds. This paper deals is a literature review study, based on a survey and selection of material already published, including scientific articles, books, web sites like scientific Scielo, Scorpus and Capes Journal of the past 15 years. The aim of this article is to discuss and evaluate previously on bioremediation techniques, its real importance and validity towards the oil spill problem. The final consideration after the analysis of the scientific documents show that this technique proves to be effective because it is a treatment process that uses microorganisms which degrade and convert existing organic compounds in contaminated soil, in less complex compounds or easily degradable, one Alternatively for the recovery of contaminated areas. It is a viable treatment option, low cost and that can be deployed in the field or in closed systems. Thus, bioremediation offers some advantages over other remediation techniques because it is environmentally friendly, does not alter the equilibrium of ecosystems, targeting only the biodegradation of the polluting compounds, thereby reducing their concentration or toxicity.

Palavras-chave: derramamento; Petróleo; biorremediação; meio ambiente; despoluição.,

Palavras-chave: spill; oil; bioremediation; environment; pollution,

DOI: 10.5151/chenpro-5erq-am26

Referências bibliográficas
  • [1] ANTONINI, Sandra Regina Ceccato. Métodos de análises e monitoramento: Microbiológico em laboratório de destilaria. 2004.
  • [2] BRITO, E M S, Degradação de óleo por bactérias isoladas dos sedimentos de manguezal da APA: Tese de Doutorado em geociências. Rio de Janeiro, Universidade Federal Fluminense. 2004.
  • [3] BUENO, Silvia Messias. Bactérias produtoras de biossurfactantes: Isolamento, produção, caracterização e Comportamento num sistema modelo. 2008.
  • [4] CANDIDA, Rosana Marcedo et al. Biorremediação de solos impactados por óleo cru utilizando fungos filametosos. Disponível em: Acesso em: 15 maio. 2010.
  • [5] CANTAGALLO, Camila; CARLOS, João C. Milanelli; DIAS, Dimas Brito. Limpeza de ambientes costeiros brasileiros contaminados por petróleo: uma revisão. Disponível em:. Acesso em: 12 maio. 2010.
  • [6] CARAPETO, Cristine. Poluição pelo Petróleo. 2005, p.12.
  • [7] CARVALHO, Denise. Processos de remediaçao de solos contaminados: Biodegradação de contaminantes ambientais. Disponível em:< http://www.eq.ufrj.br/graduacao/aulas/biotecamb_denize/moduloIII.pdf >. Acesso em: 27 maio. 2010.
  • [8] CETESB: Companhia de tecnologia de saneamento ambiental. Relação de áreas contaminadas, 2009. Disponível em: . Acesso em: 17 de out. 2015.
  • [9] COELHO, Diogo da Costa Identificação dos pontos críticos de contaminação e das técnicas de remediações utilizadas no caso de derramamento de óleo combustível A2, no município de hidrolândia/ Goiás. (2008). Disponível em: < http://www.ucg.br/ucg/prope/cpgss/ArquivosUpload/36/file/IDENTIFICA%C3%87%C3%835O%20DOS%20PONTOS%20CR%C3%8DTICOS%20DE%20CONTAMINA%C3%87%C3%83O%20E%20DAS%20T%C3%89CNICAS%20DE%20REMEDIA%C3%87%C3%95ES%20UTILIZADAS%20NO%20CASO%20DO%20DERRAMAMENTO%20DE%20%C3%93LEO%20COMBUST%C3%8DVEL%20A2.pdf>. Acesso em: 25 de Maio de 2010.
  • [10] CLAIRE,Christine Gaylarde; LOURDES, Maria de Bellinaso; PAULO, Gilson Manfio. Biorremediação: Aspectos biológicos e técnicos da biorremediação de xenobióticos. Biotecnologia, ciência & Desenvolvimento. jan/jun. 2005. Disponível em Acesso em: 27 de maio de 2010
  • [11] CORRÊA, Oton Luiz; Petrobras: Noções sobre exploração, Perfuração, Produção e Microbiologia.Rio de Janeiro: Interciência, 2003.
  • [12] CRUZ, Georgiana F. da; SANTOS NETO, E.V; MARSAIDE, A. J. Petrolium degradation by aerobic microbiota from the Pampo Sul oil Field: Orapinic Geochemistry: Campos Basin, Brasil. V. 39, p. 1.204-1.209, 2008.
  • [13] LILIANA,Judithi Solórozono Lemos Et al. Técnicas de biorremediação de solos contaminados por hidrocarbonetos por hidrocarbonetos de petróleo. (2009).
  • [14] LUIZ, Simone De Oliveira. Caracterização Da Resistência De Amostras De Acinetobacter Baumanniiisoladas No Hospital De Clínicas De Curitiba. 2006. Disponível em: < http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/bitstream/handle/1884/4989/Disserta%C3%A7%C3%A3o%20Simone_A.%20baumanni.pdf?sequence=1&isAllowed=y>. Acesso em: 16 de maio de 2010.
  • [15] MARIANO, A. P. Avaliação do potencial de biorremediação de solos e de águas subterrâneas contaminados com óleo diesel. 147 f. 2006. Tese (Doutorado em Geociências e Meio Ambiente) – Programa de Pós-Graduação em Geociências e Meio Ambiente, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2006.
  • [16] MAKIKO, K.; KAZUAKI, S.; SHUNJI, O.; SHIN, T.; AKIKO, M. Identification of alkane degrading bacteria in petroleum hydrocarbon-contaminated soil. Journal of Japan Society on Water Environment. V. 29, n. 1, p. 37-43, 2006.
  • [17] MAYER, Douglas Bento Análise química da degradação dos Hidrocarbonetos de óleo Diesel no Estuário da Lagoa dos Patos- Rio Grande/RS. (2005). Disponível em: Acesso em: 12 maio.2010.
  • [18] MENEZES, Everardo Albuquerque ET al. Atividade in vitro do Ertapenem e Meropenem contra Cepas de Acinetobacter baumannii isoladas, Ceará. 2003. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0037-86822007000300021&script=sci_arttext>. Acesso em: 27 de Maio de 2010.
  • [19] MELO, I. S; AZEVEDO, J.L de Eds. Microbiologia ambiental: Jaguaruína: Embrapa CNPMA, p.440. 1997.
  • [20] MATTA, Renata dos Santos et al. Remediação de solos contaminado por petróleo em biopilhas -ecala piloto. 2007.
  • [21] MOTA, Débora. Bactérias tornam-se aliadas na limpeza de derramamentos de óleo: Bactérias comedoras de petróleo, Rio de Janeiro: Fape, agos. 2009
  • [22] MURRAY, Patrick R.; ROSENTHAL, Ken S.; PFALLER, Michael A. Microbiologia Médica. 6. ed.Elservie:Rio de Janeiro. 2009.
  • [23] NITSCHKE, M; PASTORE, G. M, Biossurfactantes: Propriedades e aplicações química nova. V. 25, n. 5, PP. 772-776. 2002
  • [24] PRESTES, Mª. Luci de Mesquita. A pesquisa e a construção do conhecimento cientifico: do planejamento aos textos, da escola à academia. 3. ed., 1. reimp. – São Paulo: Rêsple, 2008.
  • [25] SHAH, Shah; A Historia do Petróleo: Entenda como e por que o petróleo dominou o mundo; Porto Alegre :LPM, 2007
  • [26] SOUTO, Wagner. Fisiologia Bacteriana: Doenças Causadas por Bactérias.2008.
  • [27] TONINI, Rita Maria Costa Wetler; REZENDE, Carlos Eduardo de; GRATIVOL, Adriana Daudt. Degradação e biorremediação de compostos do Petróleo por Bactérias: Uma Revisão. Oecol. Austr., [s.l.], v. 14, n. 04, p.1021-1035, 1 dez. 2010. Oecologia Australis. DOI: 10.4257/oeco.2010.1404.12.
  • [28] TORTORA, Gerarde J; FUNK, Bedell R.; CASE, Cristine L. Microbiologia. 8ªed. Artimed. 2005,p.5-6.
  • [29] TUPI, Lucas Caldas Pereira; LILIANA, Judith Solórzano Lemos. Os fungos filamentosos, uma opção em estudo para a biorremediação II. Disponível em: < http://www.cetem.gov.br/publicacao/serie_anais_XI_jic_2003/18_Lucas_Tupi_JIC_2003.pdf >. Acesso em: 27 maio. 2010.
  • [30] VIDALLI, M., 2001, “Bioremediation: an overview”, Pure Applied Chemistry. v. 73, pp. 1163–1172.
Como citar:

LIMA, Ariadne S. B. de; SIMÃO, Criste Jones B.; SILVA, Francisca Joseane de Sousa; RODRIGUES, Júlia Rélene de Freitas; ARAÚJO, Thiego Costa de; "A BIORREMEDIAÇÃO COMO TÉCNICA DE TRATAMENTO DE EFLUENTES CONTAMINADOS POR PETRÓLEO", p. 821-830 . In: Anais do V Encontro Regional de Química & IV Encontro Nacional de Química [=Blucher Chemistry Proceedings].. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2318-4043, DOI 10.5151/chenpro-5erq-am26

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações