Dezembro 2018 vol. 4 num. 1 - VI Congresso Médico Universitário São Camilo

Poster - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA NO BRASIL: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA NO BRASIL: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

Paz, A.; Martins, C.; Simplini, C.M.; Plum, J.D.G.; Nascimento, M.C.C.; Oliveira, P.S.; Manso, M.E.G.;

Poster:

A violência obstétrica pode ser caracterizada como um tipo específico de violência contra a mulher, de natureza física e psicológica. Com grande prevalência nas maternidades públicas, tal violência se tornou um problema de saúde pública, principalmente pela sua faceta velada e por não ser compreendida pela grande maioria das parturientes vítimas de práticas abusivas e invasivas na hora do parto. Sendo assim, sua conceitualização e discussão torna-se de extrema importância, de forma que mulheres reconheçam práticas irregulares e reivindiquem seu direito como protagonistas do parto.

Poster:

A violência obstétrica pode ser caracterizada como um tipo específico de violência contra a mulher, de natureza física e psicológica. Com grande prevalência nas maternidades públicas, tal violência se tornou um problema de saúde pública, principalmente pela sua faceta velada e por não ser compreendida pela grande maioria das parturientes vítimas de práticas abusivas e invasivas na hora do parto. Sendo assim, sua conceitualização e discussão torna-se de extrema importância, de forma que mulheres reconheçam práticas irregulares e reivindiquem seu direito como protagonistas do parto.

Palavras-chave: Saúde da Mulher, Saúde Pública, Violência Contra a Mulher, Gravidez,

Palavras-chave: Saúde da Mulher, Saúde Pública, Violência Contra a Mulher, Gravidez,

DOI: 10.5151/comusc2018-22

Referências bibliográficas
  • [1] ZANARDO, Gabriela Lemos de Pinho et al. VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA NO BRASIL: UMA REVISÃO NARRATIVA. Psicologia & Sociedade, Porto Alegre, v. 29, n. 1, p.1-11, jan. 2017.
  • [2]
  • [3] 2. GRADIM, Clínica Valim Côrtes et al. Violência no parto: revisão integrativa. Revista de Enfermagem UFPE On Line, Recife, v. 1, n. 1, p.1-11, mar. 2017
  • [4] 3. OLIVEIRA, Mayra de Castro; MERCES, Magno Conceição das. Percepções sobre violências obstétricas na ótica de puérperas. Revista de Enfermagem UFPE On Line, Recife, v. 1, n. 1, p.1-7, jul. 2017.
  • [5] 4. DINIZ, Simone Grilo et al. VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA COMO QUESTÃO PARA A SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL: ORIGENS, DEFINIÇÕES, TIPOLOGIA, IMPACTOS SOBRE A SAÚDE
  • [6] MATERNA, E PROPOSTAS PARA SUA PREVENÇÃO. Revista Brasileira de Desenvolvimento Humano, São Paulo, v. 1, n. 1, p.1-8, jan. 2015.
  • [7] 5. NASCIMENTO, Lais Chaves do et al. Relato de puérperas acerca da violência obstétrica nos serviços públicos. Revista de Enfermagem UFPE On Line, Recife, v. 1, n. 1, p.1-8, maio 201
Como citar:

Paz, A.; Martins, C.; Simplini, C.M.; Plum, J.D.G.; Nascimento, M.C.C.; Oliveira, P.S.; Manso, M.E.G.; "VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA NO BRASIL: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA", p. 257-270 . In: Centro Universitário São Camilo. São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/comusc2018-22

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações