Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

UTILIZAÇÃO DE REDES NEURAIS PARA PREDIZER A CINÉTICA DE SECAGEM DE CAGAITA

VICENTE, I.H.M.L; SILVA, L.T.; SILVA, A.C.B.; NASCIMENTO, B.S.;

Artigo Completo:

A cagaita é um fruto característico do Cerrado muito consumido in natura pela população, mas também em preparos culinários, como em geléias e sorvetes. Considerando sua alta perecibilidade, a secagem é uma operação unitária que a retirada da água do produto, tornando-o menos perecível, facilitando uso da polpa como matéria-prima. Objetivou-se neste trabalho determinar a cinética de secagem da polpa de cagaita utilizando modelos matemáticos e redes neurais. O experimento foi realizado em estufa de convecção forçada com temperaturas de secagem de 40, 50, 60, 70 e 80 °C. Os dados obtidos foram manipulados no software Statistica 7.0 e MATLab. A taxa de secagem foi diretamente proporcional à temperatura, obtendo maiores taxas de secagem com temperaturas mais elevadas. O modelo que apresentou os melhores resultados foi o de Page, com coeficiente de determinação e variância explicada maiores que 99% e soma dos quadrados dos resíduos (SQR) menor que 2%. A modelagem baseada na rede neural forneceu bons resultados, podendo ser usada para simular os dados de cinética de secagem de cagaita de forma satisfatória.

Artigo Completo:

Palavras-chave: cagaita,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeqic2017-388

Referências bibliográficas
  • [1] ANJOS, E. V.; SILVA, J. A. Cinética de secagem e modelagem matemática do fruto de buriti (Mauritia flexuosa). XI Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica. Unicamp. Campinas. 2015
  • [2] CARDOSO, L. D. M.; MARTINO, H. S. D.; MOREIRA, A. V. B.; RIBEIRO, S. M. R.; PINHEIRO-SANT'ANA, H. M. Cagaita (Eugenia dysenterica DC.) of the Cerrado of Minas Gerais, Brazil: physical and chemical characterization, carotenoids and vitamins. Food Research International, Barking, v. 44, p. 2151-2154, 2011.
  • [3] CHANDRA, P. K.; SINGH, R. P. Applied numerical methods for food and agricultural engineers. Boca Raton, FL: CRC Press, 1995. p. 163-167.
  • [4] CORRÊA, P. C.; ARAÚJO, E. F.; AFONSO JÚNIOR, P. C. Determinação dos parâmetros de secagem em camada delgada de sementes de milho doce (Zea mays L.). Revista Brasileira de Milho e Sorgo, v.2, p.110-119, 2003.
  • [5] COSTA. A.B.S.; NASCIMENTO, B.S.; FREIRE, F.B.; FREIRE, J.T. Modelo híbrido neural aplicado para a modelagem do processo de secagem de pastas em leito vibrofluidizado. XXXVI Congresso Brasileiro de Sistemas Particulados, Maceió. 2013
  • [6] COUTO, M. L. B. G. Estudo do processo de secagem de frutos do cerrado em secador de badejas com circulação forçada de ar. Trabalho de Conclusão de Curso. UNB. Brasília. 67p. 2015
  • [7] GOUVEIA, J. P. G. ; ALMEIDA, F. A. C.; FARIAS, E. S.; SILVA, M.; CHAVES, M. C. V.; REIS, L. S. Determinação das curvas de secagem em frutos de cajá. Revista Brasileira de Produtos Agroindutriais, Especial, n. 1, p 65-68, 2013.
  • [8] HENDERSON, S. M.; PABIS, S. Grain drying theory I: temperature effect on drying coefficient. Journal of Agricultural Engineering Research, v. 6, n. 3, p. 169-174, 1961.
  • [9] LEWIS, W. K. The rate of drying solids materials. In: THE SIMPOSIUM ON DRYING, The Journal of I. & . Eng. Chem. v. 13, n. 5, p. 427-432, 1921.
  • [10] MARTINOTTO, C., PAIVA, R., SOARES, F. P., SANTOS, B. R., & NOGUEIRA, R. C. (2008). Cagaiteira (Eugenia dysenterica DC.), Vol. 78, Lavras: UFLA
  • [11] PAGE, C. Factors influencing the maximum rate of drying shelled corn in layers. M.S. Thesis, Purdue University, 1949.
  • [12] ROESLER, R.,MALTA, L.G., CARRASCO, L.C., HOLANDA, L.B., SOUZA, C.A.A.S., & PASTORE, G.M., (2007). Atividade antioxidade de frutas do cerrado. Ciência e Tecnologia de Alimentos.
Como citar:

VICENTE, I.H.M.L; SILVA, L.T.; SILVA, A.C.B.; NASCIMENTO, B.S.; "UTILIZAÇÃO DE REDES NEURAIS PARA PREDIZER A CINÉTICA DE SECAGEM DE CAGAITA", p. 2219-2224 . In: Anais do XII Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica [=Blucher Chemical Engineering Proceedings, v. 1, n.4]. ISSN Impresso: 2446-8711. São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeqic2017-388

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações