setembro 2018 vol. 1 num. 5 - XXII Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Pôster - Open Access.

Idioma principal

UTILIZAÇÃO DA CASCA DE BANANA NANICA NA ADSORÇÃO DE CROMO HEXAVALENTE

ROSA, C; ANSELMO, J. G.; SILVA, M. G. E; VILLANUEVA, S. L. B; VICENTE, J. G. P;

Pôster:

Há uma busca por um tratamento com tecnologia alternativa notratamento de efluentes que contem metais pesados, como a biossorção. O objetivodesde trabalho foi analisar a eficiência do uso da casca da banana nanica (Musaparadisíaca) como um biossorvente na remoção de cromo (VI). Foram avaliadoscomo parâmetros experimentais da casca da banana nanica, variação da massa debiossorvente, pH, técnicas analíticas de Difratometria de Raios X (DRX) eEspectroscopia de Infravermelho por Transformada de Fourier (FTIR). Em 60minutos foi possível obter 82% de remoção do cromo (IV) nas melhores condiçõesestudadas, as quais foram: secagem da casca da banana por 48 horas, pós-tratamentocom HCl 0,05 mol.L-1, pH do meio reacional de 2,1 e 0,25% m/m do materialbiossorvente. Aos dados experimentais obtidos, a cinética de biossorção obteve ummelhor resultado para o modelo cinético pseudo-segunda ordem. Enquanto, os ajustesaos modelos de isotermas de adsorção de Langmuir, Freundlich e Temkin, sugeremque o modelo de Temkin explica o processo de adsorção.

Pôster:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/cobeq2018-PT.0113

Referências bibliográficas
  • [1] NASCIMENTO, Ronaldo Ferreira do et al. ADSORÇÃO: Aspectos teóricos e aplicações ambientais. Fortaleza: Imprensa Universitária, 2014. 256 p. PINO, Gabriela Alejandra Huamán. Biossorção de Metais Pesados Utilizando Pó da Casca de Coco Verde (Cocos nucifera). 2005. 113 f. Dissertação (Mestrado) PUC-Rio, 2005. VEIT, Márcia Teresinha et al. Biossorção de cromo(III) em coluna de leito fixo. Estudos Tecnológicos, Maringá, v. 4, n. 2, p.88-104, maio 2008.
Como citar:

ROSA, C; ANSELMO, J. G.; SILVA, M. G. E; VILLANUEVA, S. L. B; VICENTE, J. G. P; "UTILIZAÇÃO DA CASCA DE BANANA NANICA NA ADSORÇÃO DE CROMO HEXAVALENTE", p. 392-395 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/cobeq2018-PT.0113

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações